sexta-feira, 3 de junho de 2011

Policiais e bombeiros querem equiparação de risco de morte

O movimento reivindicatório dos policiais e bombeiros militares pode chegar ao fim a qualquer momento. “Não estamos sequer discutindo a forma de parcelamento do reajuste de 15%, pois temos 117% de perda nos últimos anos. A nossa principal bandeira é a equiparação do risco de morte”, disse o secretário de negociação, Abraão Púpio. Um soldado ganha R$ 173, enquanto a mesma gratificação paga um coronel é de R$ 762.

Quanto à participação no movimento composto por oito sindicatos, que foi quarta-feira (1º) à Assembléia Legislativa pedir apoio, Púpio é esclarecedor: “Temos inúmeras bandeiras conjuntas, principalmente a união para lutar contra um governo pouco disposto a conceder direitos constitucionais”, disse ele, referindo-se à garantia das reposições salariais, corroídas pela inflação e custou de vida. O último Índice de Preço ao Consumidor Anual (IPCA) foi de 6,5%.

A categoria quer 117% de perdas salariais e uma série de reivindicações, entre elas a anistia administrativa para possíveis punições. “Analisem as manchetes dos jornais: Acre reduz em 52% o número de homicídios. Carnaval 2011 foi um dos mais tranquilos. PM registra redução em mais 50% no índice de violência em Rio Branco. Isso são provas do brilhante serviço prestado pela PM. “Será que não merecemos um pouco mais de prestígio?”, indaga o militar.

Ele informou, ainda, que Associação do Militares do Acre (AME) lançou o edital de convocação para novas eleições da entidade. Depois de quase dois anos, um grupo de militares conseguiu anular a eleição, que conduziu ao cargo o sargento Natalício Braga. A juíza da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, Maria Cezarinete de Souza Augusto Angelim, deu pareceu favorável aos contestadores, em razão do descumprimento do estatuto da entidade.
JORGE NATAL -Jornal A Gazeta

7 comentários:

  1. Comissão, a nossa luta é por 117% ou PELA EQUIPARAÇÃO E REPOSIÇÃO INCLUSIVE RETROATIVA DO RISCO DE MORTE???
    Nós queremos 117% + RISCO DE MORTE!!!

    ResponderExcluir
  2. SEGURA A PETECA, CALMA!
    Um de cada vez...
    Já dei minha sugestão e repito:
    Primeiro, lutar por um salário de R$ 3.200,00 - SALÁRIO FIXO, O SOLDÃO, caso contrário, lutar pelos 117%, criando, também, o soldão. Última proposta seria os 15% mais isonomia do risco, daí tranformaria os vencimentos no soldão. E continuaria as negociações com relação a PEC. Portanto, casa coisa de uma vez.
    A partir disto os aumentos futuros coincidiriam sobre os vencimentos, e não-somente em soldo. Na negativa do governo RADICALIZAÇÃO!!!
    Esse retroativo do risco é outra história!

    ResponderExcluir
  3. Estou sentindo um clima de que estão querendo aceitar 15% divididos em 300 vezes.
    Foi para isso que esperamos tanto tempo ?
    Nadar e morrer na praia ?
    Estou achando que a luta é para ganhar um reajuste desajustado de 15% que dará 70 reais.
    Afinal, estamos feito cachorros doentes há muito tempo e qualquer moeda é melhor que nada.
    Nós queremos 117% + RISCO DE MORTE RETROATIVO E JÁ ATRASADO DEMAIS !!!
    Com a palavra, a nossa comissão.
    Somos milhares esperando respostas.
    Principalmente do interior onde a internet é movida à lenha.

    ResponderExcluir
  4. A pergunta que faço é: quantos oficiais morreram vítimas da criminalidade em 2009? Outra pergunta faço em relação as praças. Quantos morreram nesse mesmo ano? Quem será que tem mais risco de morrer? Analisem.

    ResponderExcluir
  5. " Todos são iguais perante a lei ".....
    Mortinho da Silva, somos todos iguais.
    Justiça cegueta, maneta, perneta, débil.....
    La se vai Junho.

    ResponderExcluir
  6. Nova maneira de fazer POLITICA3 de junho de 2011 16:07

    Só espero que essa comissão não repita os feitos das demais que nos representaram (ou não) em que nunca souberam o que querem e findam por nada levarem, sempre foi assim e é por isso que nosso salário está tão defasado. A culpa é de nossos representates anteriores, vejam que na educação todos os anos eles batem na porta do governo buscando aumentos. Já a PM/BM quando foram eram engodadas por migalhas.
    E parece que querem caminhar no mesmo caminho já que uma hora a prioridade é a reposição de 117% e outra 15% (dividido em 3X) e risco de vida.

    ResponderExcluir
  7. A mais cristalina verdade è:
    Vai chegar Dezembro e nada será resolvido, somos responsáveis e não queremos o caos por causa de uma possível paralização geral, entretanto existem umas MARIQUINHAS travestidas de oficiais cumpridores das leis, com uma Bíblia Sagrada de nome RDPMAC debaixo do braço esculachando todo mundo.
    Melhor pedir desculpas ao governador por estarmos passando necessidades e aceitar de bom grado os 15% divididos em 300 vezes.
    DECIDAM LOGO O QUE QUEREM E O QUE SERÁ FEITO !
    Estão esperando o quê mais uma vez ?

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.