quinta-feira, 23 de outubro de 2014

AME afirma que Sargentos da PM do Acre tem os piores salários do país

Jairo Carioca – da redação de ac24horas Rio Branco - Acre
 

A declaração do candidato à reeleição pelo PT no Acre, Sebastião Viana de que os policiais militares possuem um dos melhores salários do país causou indignação na categoria. A afirmação foi feita no debate entre os governadoráveis realizado ontem (22) em uma emissora de TV local. Procurada na manhã de hoje, a Associação dos Militares informou que o salário inicial teve melhorias, mas o plano de carreira deixa a desejar. O Comando da Policia Militar se negou a falar sobre o assunto.

“Não podemos negar que existiram avanços. Contudo, em um levantamento recente entre as instituições militares, os sargentos da PM e do Corpo de Bombeiros, estão entre os piores salários do país. No Acre, graças aos avanços que tivemos, chegamos mais rápido à graduação de cabo e sargento, mas isso não quer dizer que exista uma melhoria substancial de salário”, disse Joelson Dias, presidente da AME.

Ele explica que as diferenças entre as graduações e postos são pequenas e que as promoções que poderiam significar ganhos na remuneração não correspondem ao tempo de serviço.

“Enquanto para outras categorias existe a conhecida “puladinha de letra” de acordo com o tempo de serviço, na PM e no Corpo de Bombeiros, depois que se torna sargento, isso só acontece quando existem vagas. Nesse momento, mais de seiscentos sargentos, um quarto da instituição, estão sendo prejudicados pela não abertura de vagas nas Casernas, militares com mais de seis anos em uma mesma graduação, que não possuem perspectivas de ascensão hierárquica dentro do Quadro Organizacional atual”, pontou o presidente dos militares, explicou.

Joelson Dias destacou ainda o que ficou conhecido como “achatamento” salarial que aproxima as remunerações entre as diferentes graduações e postos. A tabela de vencimentos da PM, por exemplo, especifica que a diferença salarial entre um segundo sargento e um primeiro é de apenas R$ 51,59 (cinquenta e um reais e cinquenta e nove centavos), para que esse segundo sargento chegue a primeiro, passam-se vários anos. “São correções que temos que discutir com nossos governantes”, finalizou.

O OUTRO LADO:

A reportagem chegou por volta das 10h30 até a antessala do comando da Policia Militar do Acre, mas após anteder outros veículos da imprensa, o coronel Anastácio se negou a falar sobre o assunto, afirmando através de sua assessoria que não iria se manifestar.

Confira a tabela salarial da Policia Militar do Acre:
Sem título

Márcio Bittar, o único candidato que assumiu compromisso com os militares



Associação dos Militares do Estado do Acre – AME/AC

 
COMPROMISSO ASSUMIDO, ASSINADO E RECONHECIDO EM CARTÓRIO POR MÁRCIO BITTAR





1.    Negociar com todas as entidades representativas, o Quadro Organizacional das instituições militares estaduais, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, a fim de atender as demandas sociais e de seu público interno, que hoje sofre com a falta de perspectivas de ascensão hierárquica;

2.    Promover de acordo com as condições financeiras do Estado, reajuste salarial a fim de ajustar, através de vinculações percentuais, os salários dos diferentes postos e graduações, que hoje sofrem um verdadeiro “achatamento” e cria muitas insatisfações na categoria;

3.    Corrigir o artigo da Lei Complementar 164, que trata sobre as promoções a cabos e sargento, e dar direito aos policiais de fazerem curso de cabos com seis anos de efetivo serviço à instituição, bem como garantir o direito aos militares de realizarem o curso de sargento com nove anos de efetivo serviço à sociedade através da PM ou do Corpo de Bombeiros, como já foi direito das turmas de soldados anteriores.

4.    Criar uma comissão com a participação das associações, dos comandos das instituições e da Ordem dos Advogados (OAB) para criar um novo Código de Ética e acabar de imediato com a prisão administrativa que humilha os militares durante anos, levando pais e mães de família a serem privados de sua liberdade, por simples falhas profissionais, como chegar atrasado ao serviço;

5.    Corrigir a lei que não oferece às mulheres da PM e do Corpo de Bombeiros, quando de sua transferência para a reserva remunerada, de irem com os mesmos direitos dos homens no que diz respeito a gratificação de inatividade.

6.    Estabelecer uma carga horária de 30 horas semanais para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Hoje não existe lei que defina. Tal jornada de trabalho se justifica pelos serviços noturnos, nos finais de semanas e feriados.

7.    Adotar a partir de janeiro de 2015, a volta do policiamento de no mínimo três militares por viatura e oferecer aos PM’s mais segurança na prestação de serviço à sociedade.



Segue assinatura do presidente da AME/AC, Joelson Dias, e do candidato Márcio Bittar.





Rio Branco – Acre, 21 de outubro de 2014





Joelson Souza Dias

Presidente da AME/AC





Márcio Bittar

Candidato a governador

Bittar assina carta de intenções em agenda com militares

Jairo Carioca - da redação de ac24horas Rio Branco - Acre
 
Começou com quase uma hora de atraso o encontro promovido pela Associação dos Militares do Acre (AME) com o candidato ao governo do Acre, Marcio Bittar (PSDB). Com a ausência de Sebastião Viana (PT) o tucano foi o único postulante a comparecer no auditório da FAAO, na noite de ontem (21) para falar sobre segurança pública.

Marcio dividiu sua palestra em dois momentos, o primeiro destacou as propostas do presidenciável Aécio Neves para o setor no Brasil; e o segundo a sua visão de segurança para o Acre.

“Precisa de pulso firme para resolver o problema de segurança pública no Acre e no Brasil”, disse.

Ele criticou o pensamento da esquerda sobre o tema afirmando que para os que estão no poder “o bandido é uma vitima da sociedade, alguém que não teve oportunidades e chances e que por isso pratica o delito”, afirmou.

Assegurando ser este um discurso equivocado, mas que ainda predomina no Brasil, Marcio disse que a política de segurança pública praticada é responsável pelo crescimento da violência em todo o país. “O acreano vive preso e os bandidos soltos”, acrescentou.

Sobre as leis que em sua opinião facilitam o crime, o tucano afirmou que ele e Aécio Neves têm noção exata do que fazer para melhorar os índices de violência.

“Precisa mudar a legislação do Brasil. O Aécio e eu defendemos a redução da maioridade penal propondo que jovens maiores de 16 anos que tenham cometido crimes como homicídio qualificado ou estupro cumpram tempo maior de detenção do que o atualmente estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente” defendeu o candidato.

Marcio lembrou a proposta de federalização do crime organizado que vai entregar esse combate ao governo federal e a guarnição das fronteiras. Para ele, o estado não vai conter de forma eficaz a entrada de drogas e outros problemas pela fronteira sem a atuação efetiva do governo federal em parcerias com as policias dos estados.

“O Aécio defendeu como senador e agora defende como candidato, a proibição do contingenciamento do orçamento da segurança pública. Isso significa que o planejamento feito junto com a sociedade para combater a violência vai ter orçamento”, comentou.

BITTAR E MILITARES

Depois de ouvir a leitura do documento chamado de Carta de Intenções feito por Joelson Dias, presidente da AME, Marcio Bittar assinou o compromisso de dialogar com as associações militares durante a transição, caso seja eleito governador do Acre no próximo domingo.

“Eu me sinto seguro quando vejo um policial nas ruas, contem comigo, serei amigo das policias, não vou passar a mão da cabeça de bandido”, finalizou.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Militares do Acre querem assinar carta de intenções com Sebastião e Bittar

Jairo Carioca – da redação de ac24horas Rio Branco - Acre

A Associação dos Militares do Acre promove nesta terça-feira (21) a partir das 19 horas, no auditório da FAAO, em Rio Branco, um encontro dos militares com os dois candidatos ao governo do Acre: Sebastião Viana (PT) e Marcio Bittar (PSDB). Os militares vão ouvir durante dez minutos as propostas de cada candidato para o setor de segurança, especificamente, sobre as melhorias para os militares.
“No debate a pauta sobre segurança acaba ficando apenas em uma pergunta e nós queremos aprofundar esse tema, especialmente, no tocante às melhorias para os militares”, disse Joelson Dias, presidente da AME.
Até a manhã desta terça-feira (21) apenas o candidato Marcio Bittar confirmou presença no evento. A AME apresentou os protocolos de agendamento do encontro recebido pelas duas assessorias no último dia 17.
Procurada, a assessoria de imprensa da Frente Popular do Acre disse que existe a previsão de participação do governador, “mas nada foi confirmado ainda”, relatou Andrea Zilio.
O candidato Marcio Bittar da Aliança Por Um Acre Melhor já confirmou sua presença. Ainda segundo a AME não haverá debates entre os candidatos, apenas a exposição de seus projetos para o setor e uma assinatura ou não da chamada Carta de Intenções elaborada pela Associação.

CONVITE AMEAC - ELEIÇÕES 2014





A Associação dos Militares do Estado do Acre (AME/AC) informa a todos que haverá uma reunião entre os candidatos ao Governo do Estado do Acre, Tião Viana e Márcio Bittar, a partir das 19 horas, no auditório da FIRB/FAAO, no dia 21 de outubro de 2014.
 Na oportunidade, cada candidato terá quinze minutos para expor suas propostas especificamente sobre a Segurança Pública e para os servidores dessa área.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

UM BOLO DO TIÃO

Sebastião Viana marca reunião com militares no espaço Afa Jardim e não comparece


Ou a comissão dos militares petistas está sem credito com a categoria ou Sebastião Viana deseja passar mais quatro anos esnobando os militares. Das duas possíveis respostas, se pode apostar nas duas sem medo de errar.

A reunião marcada hoje pelo governador Sebastião Viana foi um fiasco de público, o que levou Sebastião Viana a se quer comparecer ao evento, a fim de que sua campanha não fique manchada, como afirmou um assessor militar petista. O bolo que Sebastião deu na categoria é mais uma prova de que ele não tem compromisso com os militares.

Contou-se apenas 27 policiais militares e o restante foram de pessoas que acompanham ex e futuros deputados, ou seja, os cargos comissionados. A atividade aconteceu no espaço do Afa Jadim, às 16 horas e foi marcada também por repasse de responsabilidade e acusações sem fundamento.

O evento foi organizado pelo Clube de Cabos e Soldados, Sargentos e Subtenentes da PM e a Associação dos Praças do Corpo de Bombeiros, sob as deliberações do governador e seus assessores que culparam a AME pela incompetência em convencer os militares a participarem da reunião.

Em conversa com o presidente da AME, Joelson Dias, através de um grupo de WhatsApp, fomos informando que a entidade nada teve a ver com a atividade e que não houve nada emitido pela associação que prejudicasse o evento.

- A Associação dos Militares do Estado do Acre nada teve a ver com a organização, nem com a convocação para a reunião realizada na tarde hoje. Pelo contrário, momentos como este servem para que os futuros governantes se comprometam com os servidores, isso colabora com nossa atividade.

As propostas

O debate sobre o futuro Quadro Organizacional (QO) e uma gratificação defendida pelo Subtenente Enrolado que garante um pequeno percentual para os militares que fizeram o Curso de Aperfeiçoamento de Sargento (CAS), o que retira a possibilidade de 3º SGT’s e Soldados e oficiais terem reajuste salarial. Mais uma vez o Enrolado esta buscando benefícios apenas para si, como foi no tempo do Estatuto.

Coronel Deodato mentindo

Coronel Deodato se vende e mente afirmando que a PM do Acre, a melhor instituição do país em termos de salário e promoção. Confira o vídeo.



"O homem que se vende, recebe sempre mais do que ele vale" (Major Rocha)

Mostrou a verdadeira cara - Traindo a categoria e a oposição

PPS afasta Coronel Deodato por declaração de apoio a FPA

Da redação ac24horas Rio Branco, AC

A direção executiva do Partido Popular Socialista no Acre (PPS) decidiu, por unanimidade, afastar o Coronel Deodato França de suas funções a frente do partido devido o militar ter declarado, em veiculação no programa eleitoral da Frente Popular do Acre, que agora apoiará a reeleição de Sebastião Viana (PT) ao governo do Acre.

Deodato foi candidato a deputado federal pela sigla de oposição e obteve pouco mais de 3 mil votos.

“Declaramos que o PPS/AC permanece empenhado no projeto da Aliança por um Acre Melhor, totalmente engajado na campanha, e não admite que esta sigla seja utilizada como objeto de barganha por quaisquer de seus membros”, diz a executiva do PPS em nota.

A nota assinada por Francisco Carlos Cavalcante, Josenil Costa Chaves, Aldenor F. de Souza, Manoel Coracy S. Dias, Luiz Francisco de Souza Neto, Carlos Leandro Costa, Adauto Chaves Rocha e Carlos Mota Portilho lamenta a conduta do Coronel, mas destaca que o partido não pode “concordar em uma guinada em nossas ideologias, partidárias e políticas”.

Confira: 

http://www.ac24horas.com/2014/10/17/pps-afasta-coronel-deodato-por-declaracao-de-apoio-a-fpa/

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Tenente Coronel Cara de Tartaruga afirma que governador Sebastião Viana irá nomeá-lo comandante da PM em 2015




Mais uma mentira do governador Sebastião Viana está sendo propalada pelos seus seguidores na Caserna. Dessa vez a notícia é de que o próximo comandante da PM será o tenente coronel Cara de Tartaruga. Segundo informações, o oficial está percorrendo os batalhões fazendo campanha para o PT sob a promessa de chegar ao mais alto posto da instituição.


Militares dos batalhões estão enviando mensagens dando conta de que o contato está sendo favorecido pelo comando da PM e o pobre oficial com cara de quelônio está tendo livre transito na instituição. Oficiais das unidades negam o fato.


A proposta do candidato derrotado nas últimas eleições vai de encontro aos interesses de outros coronéis da PM. Júlio César, que hoje está como chefe do Gabinete Militar do Governador, pleiteia também o comando da PM e já fez algumas reuniões para Sebastião Viana com a tropa e com oficiais a fim de mostrar força na Caserna. Por outro lado, Júlio Cesar está sendo favorecido pela coronel Margarete que pretende voltar para o gabinete militar ou ainda ser nomeada chefe do Detran, maior sonho da oficial.


- O Sebastião Engana está mentindo mais uma vez. Ele está jogando com as ambições dos três, no final não irá nenhum. Talvez quem tenha mais chance de chegar a algum lugar seja o coronel Júlio César, que tem maior próximo ao chefe do Executivo, afirmou um oficial superior.


Pelo sim ou pelo não, o fato é que o oficial quelônio corre contra o tempo, buscando o maior número possível de pessoas que possam ser facilmente ludibriadas.


Jogos de futebol


Na primeira medida como comandante da PM, o coronel Cara de Tartaruga irá estimular a prática desportiva na Caserna. No primeiro campeonato, seu time irá direto para a partida final e será o campeão.


A mais nova do Quelônio Militar foi o desentendimento com o Louro José em uma partida de futebol no campo da sede campestre dos oficiais. Depois de errar alguns passes, a ave foi insultada pelo coronel. Louro não aceitou e esbravejou e quase recebia voz de prisão. Se o Cara de Tartaruga já é assim, como oficial da reserva, imaginem o que ele fará quando for, se for, comandante?