quarta-feira, 16 de julho de 2014

O preço da traição

Governador Sebastião Viana nomeia filho de ex-aliado do tucano Major Rocha

Ray Melo, da editoria de política de ac24horas – raymelo.ac@gmail.com
O Diário Oficial do Estado do Acre publica na edição desta quarta-feira (16), o decreto de nomeação de Verissímo da Costa Antrobos Júnior, filho do ex-aliado do deputado Major Rocha (PSDB), Verissímo Antrobos, que abandonou o tucano e aderiu ao grupo político comandado pelo Partido dos Trabalhadores (PT).
O tenente da Polícia Militar, Verissímo Antrobos disputou o cargo de vereador nas eleições 2012, com o apoio do tucano Major Rocha. Este ano, o militar é uma das apostas de Sebastião Viana, para minar a base de apoio de Rocha, dentro da corporação. Ele se filiou ao PRP e se candidatou a deputado estadual.
Captura de Tela 2014-07-16 às 09.24.59

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Presidente eleito da AME realiza visita aos quarteis do interior agradecendo votação e reafirmando compromissos


Assessoria da AME/AC

A futura diretoria da AME botou o pé na estrada e está visitando os militares do interior agradecendo e reafirmando os compromissos assumidos durante as eleições da entidade. Já foram visitados os municípios de Xapuri, Brasiléia, Sena Madureira, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

A nova diretoria assume no dia 1 de agosto.

Em Xapuri.
 


Brasiléia.

Em Manoel Urbano.

Feijó.
 

Tarauacá.


Cruzeiro do Sul

Termômetro? Chapa apoiada pelo deputado Rocha ganha eleição da AME com 70% dos votos

Em sete dos 22 municípios acreanos, a derrota da chapa 02 foi vexatória, pois não conseguiu nenhum voto.

Gina Menezes, da ContilNet Notícias

Quem desejava medir o nível de popularidade do deputado estadual Wherles Rocha (PSDB) dentro da corporação da Polícia Militar do Acre (PM/AC) teve a chance de fazer com a eleição realizada nesta quinta-feira (3), quando a chapa encabeçada por Joelson Dias, apoiada pelo deputado, conquistou a presidência da Associação dos Militares do Acre (AME), com 70% dos votos válidos.

A chapa 01, encabeçada por Joelson Dias e Silva Neto, derrotou a chapa, que segundo informações de alguns policiais, recebeu o apoio do governador Tião Viana e do deputado estadual Jamyl Asfury(PEN). Em sete dos 22 municípios acreanos, a derrota da chapa 02 foi vexatória, pois não conseguiu nenhum voto.

Em Senador Guiomard, a chapa 01 obteve 21 votos e a chapa governista zero. Em Sena Madureira, reduto eleitoral de Wherles Rocha, a chapa apoiada por ele obteve 50 votos e a chapa 2 não obteve votos. Acrelândia e Assis Brasil a votação foi 10 a 0 para a chapa 01.

A disputa pela presidência da AME era considerada por analistas políticos como uma prévia da disputa de Rocha por uma cadeira na Câmara Federal, pois a equipe do governo, segundo informações, fez todo o possível para tirar a associação do controle do grupo do tucano.

O deputado oposicionista chegou a denunciar a tentativa de controle da associação por parte da Frente Popular do Acre (FPA). Rocha disse que o candidato pela chapa 2, sargento Lucivaldo, filiou-se ao PCdoB e pretendia entregar a associação para o grupo político que está no poder.

A denúncia do deputado tucano dava conta também que a tentativa de controle do governo incluía aliados do deputado Jamyl Asfury e do coronel Deodato, também opositores a Rocha.

Vale ressaltar que foi durante o duro processo eleitoral pela direção da AME que o ex-aliado de Rocha, tenente Verissimo Antróbos, foi cooptado pelo governo. Verissimo é conhecido atualmente por criticar Rocha e elogiar Tião Viana em longos 'posts' nas redes sociais.
 
O novo presidente da AME terá mandato de três anos.

Mais um bom trabalho do Escritório de Advocacia Silva e Frota

Vitória do Dia: mais um jovem será matriculado no Curso de Soldados da PMAC, após trabalho jurídico da Equipe Silva & Frota, com a colaboração da AME/APRABMAC.
 
O jovem Antônio Raimundo Nonato do Nascimento Cruz se inscreveu em 2012 para o concurso de soldado PM combatente, seguindo todas as normas do edital de abertura (Edital nº 025/2012 SGA/PMAC de 14 de junho de 2012).

Foi aprovado em várias fazes do certame, mas se viu obrigado a procurar a AME/APRABMAC, solicitando orientação após ter sido injustamente eliminado pela Assessoria de Inteligência da Polícia Militar, sem quaisquer elementos fáticos ou jurídicos sólidos.

Assim, representado juridicamente pelo Advogado Everton Frota, um dos advogados da família Silva & Frota & Advogados & Associados, o jovem Antônio Nonato ajuizou ação em face do Estado do Acre, requerendo sua continuidade no concurso público de soldado PM militar

O candidato deveria ter se formado policial militar efetivo em janeiro de 2014, junto com os primeiros 220 soldados PM do concurso de 2012. Agora, irá ser matriculado junto com a segunda turma 2014 (antigo “cadastro de reservas”), para formação no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (CIEPS), mas deverá ter todos os direitos garantidos retroativos ao primeiro semestre de 2013.

Segundo a Juíza Maria da Penha Souza do Nascimento, do Juizado Especial da Fazenda Pública, “a decisão que o eliminou do concurso público é flagrantemente ilegal por desrespeitar o princípio da presunção de inocência. As provas contidas nos autos demonstram que o reclamante fora aprovado nas provas objetiva, de aptidão física e avaliações psicológica, médica e Toxicológica, mas eliminado do concurso na etapa de Investigação Criminal e Social, que antecede o curso de formação”.

O candidato sequer possui inquéritos ou processos criminais como investigado ou autor.
A Juíza pôs fim à patente violação do princípio constitucional da presunção de inocência (art. 5º, LVII, da Constituição Federal), não havendo como persistir o ato ilegal que o eliminou do concurso em questão. É preciso evitar que o candidato permaneça excluído indevidamente do concurso, com consequentes perdas financeiras para ele e sua família.

A Juíza determinou ainda que o Estado do Acre oportunize a matrícula do jovem no Curso de Formação, no prazo de 10 (dez dias), a contar da publicação em 07/07/2014, sob pena de multa diária no valor R$ 100,00 (cem reais).

Parabéns aos advogados da AME e APRABMAC, integrantes da equipe Silva & Frota. Parabéns ao jovem Raimundo Nonato Nascimento, de Tarauacá. Parabéns principalmente à PMAC que ganhará mais um operador de segurança, bem como à sociedade que ganhará mais um profissional a sua disposição.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Associação questiona desvio de função no Corpo de Bombeiros

Jairo Carioca - da redação de ac24horas Rio Branco - Acre
 
Para o comando uma simples rotina. Para a Associação dos Bombeiros, desvio de função. Um caso bastante conhecido dentro dos quarteis militares vira polêmica e vai se transformar em um amplo debate. Há reclamações de militares que são obrigados a desentupir fossas sem os equipamentos de proteção e higiene necessários e obrigados a executar serviços de capinagem e limpeza externa, que, em tese, deveriam ser executados pela SENSUR ou DERACRE.

Além de atuar nos eventos de defesa civil e segurança pública, durante as enchentes, os incêndios urbanos e rurais (vegetação), em deslizamentos, no SAMU, na proteção aos aeroportos, nos serviços de fiscalização de estabelecimentos comerciais, remoção de famílias carentes para a Cidade do Povo, os bombeiros militares estão sendo obrigados a desenvolver atividades para as quais não foram contratados.

Um dos citados pela Associação de Praças e Bombeiros (Aprabmac) de “humilhar soldados forçando-os a atividades em desvio de função” é o Major James Clei. Além desse fato, a associação quer saber como e onde são gastos os recursos publicados em Diário Oficial que afirmam pagamentos a uma empresa terceirizada que “ganha para executar esses serviços de limpeza e manutenção predial”, acrescenta a associação.

“Outro fato é que a lei do efetivo militar prevê que deveriam existir 1.701 bombeiros no Estado do Acre, mas há somente 510. Assim, não é lógico que dezenas desses militares estejam sendo empregados em atividades que não sejam de defesa civil e segurança pública, pois há uma piora no déficit de bombeiros prestando serviços à sociedade quando são empregados em missões que destoam da sua finalidade”, disse Abrahão Púpio, diretor da entidade.

Para Pupio, quanto mais bombeiros afastados da sua atividade fim, constitucional, maior a falta deste profissional para socorrer à sociedade. A entidade também questiona a carga horária que até hoje ainda não tem previsão legal e garante que vai entrar em contato com o Coronel Flores para verificar a situação.

“Entraremos em contato com o Coronel Flores, para verificar a situação após falarmos com os militares envolvidos na missão acusada de desvio de finalidade. Em alguns pontos a Constituição brasileira ainda não chegou para os bombeiros militares. Precisamos de um estatuto que defina melhor as atividades do corpo de bombeiros, não podemos assistir o militarismo e a hierarquia justificarem a execução de qualquer ordem. A lei precisa ser superior à ordem, mas no militarismo ainda ocorre o contrário.” Desabafou Pupio.

O sindicalista afirmou que a associação das praças tem bom relacionamento com o Comando e com o Major James Clei, acreditando no diálogo aberto e sincero. Disse ainda que no segundo semestre de 2011 a categoria conquistou junto ao Governo do Estado, durante as negociações por melhores condições de trabalho, a terceirização das atividades de limpeza e manutenção dos quartéis, mas que o Governo só cumpriu uma parte do acordo que foi assinado por 3 assessores especiais do governador: Antônio Monteiro, Gilvandro e Carlos Alberto.

Durante o final de semana o relações públicas do Corpo de Bombeiros não foi encontrado para falar sobre o assunto.

sábado, 28 de junho de 2014

Governador Sebastião Viana, PT e quem gosta do PT vota na Chapa 02

Candidato da chapa 2, coronel Deodato e tenente Veríssimo se reúnem com Sebastião Viana para traçar estratégias de campanha para as eleições da AME



Aqueles que arrotavam ataques veementes aos atos abusivos e ao descaso do governo petista, agora participam do baquete governamental e buscam enfraquecer a categoria ao oferecer a Associação dos Militares (AME) aos cuidados do atual executivo estadual. Foi o que ficou evidenciado nessa semana, quando o coronel Deodato, tenente Veríssimo Antrobus e o candidato da Chapa 2, Lucivaldo Brandão se reuniram com o governador Sebastião Viana para traçar estratégias para as eleições da AME, na última quarta-feira, 25, no Gabinete Civil.

De acordo com informações, o governador ofereceu todo apoio necessário para que a Chapa 01 fosse prejudicada no pleito que escolherá o novo presidente da AME. Entre somas em dinheiro, o governador afirmou que Lucivaldo poderia despejar promessas à vontade que ele daria um jeito para que alguns militares ligados à base governista confirmassem como possível e assim pudessem convencer os policiais e bombeiros.

Entre os apoios solicitados uma está a "ajuda" dos oficiais que comandam as unidades. De acordo com nosso informante que se reuniu com Deodato na manhã de ontem, 27, parte da estratégia se encontra em fazer com que os oficiais busquem junto à tropa apoio dos indecisos, além de fortalecer aqueles que já possuem tendências contra a oposição.

Uma reviravolta

Quando integrantes do PCdoB de Rio Branco, irritados com o governador Sebastião Viana, levaram a informação de que o candidato da Chapa 02, Lucivaldo, era filiado ao partido comunista, muitos militares da caserna afirmaram que seria impossível, já que ele se manifestava contra o governo estadual em alguns pontos e contra o governo federal em todos. A estratégia era ganhar a confiança daqueles que lhes estava próximo, passar uma imagem de oposição para não levantar dúvidas.

Certidão do TSE que confirma filiação do candidato da CHAPA 02 ao PCdoB


O candidato que não participava das Assembleias Gerais da categoria e que não deu a cara a bater em momentos importantes nas lutas Caserna, surge agora com interesses políticos. Seria no mínimo estranho essa atitude e a verdade apareceu de forma clara, a ideia é deixar o PT dominando todo o cenário sindical do Acre.

Ele mentiu para os amigos

Em conversa com os integrantes da CHAPA 02, eles afirmam que não sabiam da filiação ao partido comunista e que o desejo de todos eles era que houvesse um apartidarismo.

- Se ele mentiu para mim, por que não poderia mentir para a tropa? Verifique se a gente está andando com ele, nós andamos com ele? Eu não ando com comunista, afirmou seriamente um dos integrantes, já arrependido.

Como Lucivaldo está pedindo votos sozinho em alguns quarteis, existe a intenção de que o próprio governador chame todos os membros da chapa para uma conversa e que todos possam cair em campo nessa última semana.

Cuspindo no prato que comeu

O tenente Veríssimo, agora amigo declarado de Sebastião Viana, não esconde o rosto da infidelidade. Aquele que passou os últimos quatro anos afirmando que o governo petista lascava os militares, agora tece elogios nas redes sociais a seu novo chefe petista. Militares lotados na Vila do Incra afirmam que o oficial esteve no quartel daquele município pedindo votos e criticando a oposição, os PM’s não aguentaram um minuto de conversa e o deixaram falando para as paredes.

- Não adianta vir aqui elogiar esse governo que só fode com a gente, o cara vem aqui falar de benefícios e o nosso quartel está caindo em nossas cabeças, é ser muito cara-de-pau, afirmou um dos integrantes da guarnição que sofreram com o péssimo discurso de Antrobus.

Homem de dois lados? Não, homem do lado dele mesmo

Não é de se estranhar que um candidato da oposição consiga sentar e traçar estratégias com o governador Sebastião Viana sobre eleições políticas na Caserna e ao mesmo tempo manifeste apoio a Marcio Bittar que tenta mudar o Acre que foi destruído e esquecido nos últimos dezesseis anos?


Alguns militares afirmam que é preciso ter entrada e saídas das salas, mas na prática o nome disse é traição partidária e ao político que lhe está prestando ajuda, neste caso Márcio Bittar. Deodato que está vendendo “o peixe” da CHAPA 2 afirmando que a AME deve ser neutra politicamente, é o primeiro a levar a chapa para tramar no gabinete civil.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

O sonho durou menos de 24horas


Por Militar de Cruzeiro do Sul

 
Imagem meramente ilustrativa

Após o cmdo do 6º BPM anunciar aos 12 policiais militares mais modernos da turma de 2013 em Cruzeiro do Sul que os mesmos estariam sendo lotados nos Municípios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, no intuito de se fazer justiça aos 285 PPMM mais antigos e seus familiares, ocorreu a covardia que já se esperava da parte do sr. vice-governador César Messias. Pois em menos de 24horas este determinou ao escalão superior da PMAC que determinasse ao Maj. PM Emílio o imediato cancelamento da Portaria. A covardia se dá porque o mesmo tomou essa medida para beneficiar um único e incompetente “peixe” seu que estava entre os 12 PPMM, em detrimento do alívio que se daria aos 285 PPMM mais antigos e seus familiares que já dedicaram anos de suas vidas nos referidos municípios. 

Aproveitamos a oportunidade para mais uma vez “parabenizar” o Exmo. senhor César Messias. E desde já, convidamos os nobres amigos prejudicados para darmos o troco nas urnas, independente de que nas eleições eles nos desloquem para os municípios e vilarejos mais distantes, quem sabe nos mandando até para próximo da capital, e trazendo os PPMM da capital para aqui, para nos tirar o direito de votar. Não importa, vamos fazer “magica” e votos aparecerão, afinal você PM é um cara simpático. O Acre é extenso, e estaremos espalhados. Além de nossos familiares que ficam em seus domicílios no período da eleição, você, lá naquela comunidade do interior é um cara benquisto. 

Ao covarde colega, e jamais amigo, que nos prejudica, você será sempre um zero à esquerda. Toda tropa do Vale do Juruá sabe quem é você. Seu incompetente! Não conseguiu ficar entre os mais bem classificados, e agora se utiliza dessa politicagem miserável que se instalou no nosso Estado para se dar bem. Se tu nunca soube o que é “pegar um gelo”, agora você vai ter essa “honra”!!!