quinta-feira, 21 de abril de 2011

SOBRE A ASSEMBLÉIA-GERAL DE 20 DE ABRIL DE 2011


Reflexão crítica e de consciência de classe para o Ato Público do próximo 4 de Maio (que pode ser seguido imediatamente de Greve caso o Governo continue “cozinhando” a categoria).

O Autor do artigo o desafia (oficial ou praça) a ler até o fim!

Durante a Assembléia-Geral do dia 20 de abril de 2011, além de tudo o que foi veiculado na mídia escrita e televisionada, alguns pontos devem ser elencados, pensados, desenvolvidos e questionados...

Sobre as Associações Militares:
A AME-AC é importantíssima enquanto entidade, pois dispõe de estrutura financeira e logística fundamental para mobilização de lideranças, da categoria e de informação. Mas ela não é imprescindível, isto é, não podemos perder tempo chorando pela ausência destas condições. Temos um Deputado Estadual atuante, um Vereador (que precisa estar mais presente e atuante) e 3 (três) Associações (APRABMAC, ACASPMAC e Associação de ST e SGT da PMAC).
Além disso, militares associados e não associados não se preocupem, porque em reunião fechada entre as Associações acima citadas nós vamos expor, analisar e tentar superar todos os pontos fracos e falhas dos diretores envolvidos! Já sabemos quais são estas falhas.

Sobre os militares estaduais representados:
Policiais e Bombeiros Militares devem adquirir consciência de classe. Devem se unir e empoderar as lideranças legítimas, principalmente aquelas que foram legalmente constituídas, pois submeteram seus nomes a processo democrático eletivo, assumindo o ônus de ser vidraça (pois se tornam alvos constantes de críticas, “fogo amigo” e de vez em quando de elogios). Tenham cautela com aqueles que dentro dos Batalhões PM/BM não se submetem ao crivo da eleição, gozando e abusando da condição de somente serem pedras de ataque (lideranças negativas de desmobilização). Esses dizem sempre: “se fosse eu faria assim...”; “comigo seria melhor!”; “vamos logo para a greve.”; “as representações se venderam para o Governo.” etc.

Sobre o envolvimento dos militares estaduais com assuntos do próprio interesse:
Muitos irão cobrar (e com razão absoluta!) as Associações, o Deputado Major Rocha e o Vereador Sargento A. Vieira se ao final desse processo o resultado não for positivo para a categoria. Mas vejamos alguns pontos: a-) na Assembléia-Geral do dia 20.04, no SESC Bosque, havia muitos militares irritados pela “demora”. Por outro lado, muitos dos que estavam reclamando porque tinham que ir para casa são os mesmos que queriam GREVE JÁ. Toda greve é demorada. Se o Governo demora para responder ao comando de greve todo mundo vai embora e fica por isso mesmo?????? E se chover no dia da Greve???? E se for o dia mais quente do ano de 2011???? Já na Assembléia-Geral houve militares que não queriam respeitar o direito democrático de fala dos companheiros de profissão que queriam colaborar com encaminhamentos, críticas, sugestões etc. Pensem e reflitam!!!

Para as lideranças militares que atualmente não são diretores de associações:
No atual momento, somaram esforços junto às lideranças “de fato e de direito” (Deputado Major Rocha, APRABMAC, ACASPMAC, Associação de ST e SGT da PMAC e Vereador SGT PM Vieira) várias lideranças militares estaduais “de fato” (militares que não ocupam cargos em associações, mas que são reconhecidamente lideranças de expressão). Estas merecem reconhecimento tanto quanto as associações, mas também precisam arcar com o ônus de “ser vidraça” e ter atuação além do simples comparecimento nas reuniões de planejamento e fazer uso de microfone em Assembléias-Gerais. Todos devem ter postura pró-ativa e serem associadas em algumas das entidades! Felizmente, parte significativa das lideranças “de fato” já entendeu esta mensagem.

Sobre os militares estaduais não associados em entidades de milicianos legalmente constituídas:
Todos sabem que a maior parte de nós está com os “bolsos vazios”. Alguns sequer possuem margem para fazer desconto de mensalidade em contracheque. Mas as Associações, instituições legítimas e indispensáveis de proteção do interesse da categoria, precisam do militar associado. Façam um esforço além dos que diariamente já fazemos. Procurem os diretores e filiem-se. Para quem não tem margem consignável há de se achar outra saída, sempre preservando o sigilo dos dados financeiros e a intimidade do militar nesta condição, segundo preceitos constitucionais (Direitos Fundamentais consagrados em cláusulas pétreas, isto é, insuscetíveis de modificação que restrinja o seu alcance e significado). Na APRABMAC, por exemplo, há a expedição de recibo de pagamento para quem faz o depósito da mensalidade junto à entidade ao fim de cada mês, devido a margem estar zerada ou mesmo negativada.

Sobre o envolvimento dos Oficiais PM/BM:
Oficiais acreanos da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar (Administrativos e Combatentes), vós ganhais assim tão bem que se recusam a comparecer em massa à Assembléia-Geral???? Coincidentemente ou não, o CBM convocou parte de seus membros para reconduzir os bens e as famílias vítimas do transbordamento do Rio Acre às suas respectivas moradias, agora desalagadas, durante todo o dia 20.04. Talvez isso tenha prejudicado em parte o comparecimento de alguns integrantes do CBM na Assembléia-Geral. 

Sobre o Ato Público para o próximo 4 de Maio e suas conseqüências:
Esperar até esta data não foi deliberação para dar mais tempo ao Governo. Tempo o Governo do Estado já teve o suficiente para abrir de fato negociação salarial (mas não fez!). O 4 de Maio é data simbólica para que a categoria se reorganize!!! Portanto, o tempo é para que os militares estaduais, as lideranças, os parlamentares, as associações e a sociedade se articulem, sejam mobilizados ainda mais e protagonizem o maior dos Atos Públicos por parte de uma categoria profissional no Estado do Acre. Indiretamente, o Governo Tião Viana ganhaR tempo para fazer aquilo que já devia ter feito, evitando mais confronto e desgaste desnecessário: atender à pauta salarial dos milicianos PM/BM.

13 comentários:

  1. SABENDO DO PERÍODO PROBATÓRIO E ATÉ MESMO DO MEDO DOS MILICIANOS ESTA ÚLTIMA TURMA, VOCÊ QUE É MAS ANTIGO, AO MAIS GRADUADO TENHA A INICIATIVA DE CONCIENTIZA-LOS E CONVOCAR QUE NO DIA JÁ MARCADO ESTEJAM LÁ, ELES SÃO ESSÊNCIAL PARA QUE TENHAMOS A VITÓRIA.JUNTOS SOMOS VERDADEIRAMENTE FORTES.

    ResponderExcluir
  2. Senhor Fantástico21 de abril de 2011 14:23

    Muito bom o artigo e muito bom termos deliberado o ato público para o dia 4 de maio pois assim com certeza faremos um dos maiores manifesto de uma classe no estado, fato este que só acontecerá com uma negativa do governo.
    Quem não for filiado a uma associação, crie uma vergonha na cara e se associe pois neste pouco tempo já é notório que nossos representantes estão sim atuante e com vontade.
    Sobre o envolvimento dos militares, cada um de nós que tem vontade de ganhar um salário digno, temos que ser liderança e convencer nossos amigos a participarem dos movimentos e pricipalmente da nossa possível greve aí mais do que nunca precisaremos de força e união.
    Quanto aos oficiais todos nós sabemos que podemos contar com uma quase que insignificante minoria e que quase nula em termo de atuação.
    Sobre o ato público e a possível greve amigos, tenhamos paciência pois muitos já estavam impacientes ontem na assembléia, a greve é algo muito maior e requer muito mais paciência, vamos pregar a coragem e a união aos nossos colegas de fardas vamos mobilizar nossos familiares e simpatizantes da causa vamos fazer o maior ato público deste estado.

    Chegou a nossa vez, não podemos recuar lembrem-se JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!!! ESPARTANOS!!!

    ResponderExcluir
  3. Faço aqui um pedido àqueles mais impulsivos, para que reflitam sobre o momento pelo qual passamos. Fazer greve é tão desgastante para a categoria quanto para o governo. Se vamos entrar em greve, devemos estar preparados para irmos até o fim ou sairemos desmoralizados ainda mais, ou seja, ficará pior que antes. Greve não é sinonimo de bagunça, baderna, festa... é coisa séria. Pode haver confronto, principalmente com o BOPE e mais remotamente com o EB. Pessoas podem se ferir, etc. Então se vamos grevar, vamos fazer isso com seriedade e responsabilidade, respeitando até mesmo o governo - mesmo que ele não faça por merecer. Então, caso haja greve no dia 4, vamos manter a calma, o respeito e a honra de lutar até o fim sem recuar, sem cair, sem temer!

    ResponderExcluir
  4. Aos que gritam e se descabelam por greve, tenham calma!
    Entrar em greve é um passo importante e muito sério e que trará implicações para nós policiais e para o governo dos ladrões petistas!
    A questão é: quem vai ficar com a imagem negativa da paralização? Eu respondo: será aquele que sair por último na guerra!
    E toda guerra se vence, primeiro, com o uso da INFORMAÇÃO!
    Estou dizendo ha meses: VAMOS DIVULGAR NOSSA SITUAÇÃO PARA A SOCIEDADE!
    Vamos dizer à sociedade que o governo nos ignora em nossas reivindicações como ignora a própria população ns áreas da saúde, economia, educação e segurança!
    Vamos usar outdoors, mídias eletrônicas, rádio, TV e panfletos!
    Vamos advertir a população quanto as implicações para o governo da nossa greve e dizer, principalmene, que qualquer problema que aconteça é de responsabilidade única e exclusiva dos petistas corruptos!
    Sem informação, não há vitória!
    SEM RECUAR, SEM CAIR, SEM TEMER: JUNTOS SOMOS FORTES!!!

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de levantar tres pontos:
    1 - A algum tempo, cabeças pensantes e intelectuais da PMAC pregavam que a eleição de um vereador mudaria nossas vidas, tudo ficaria azul, e o mundo seria um lugar melhor. Muitos votaram no SGT VIEIRA, e o que vimos foi a vida dele melhorar, inclusive com envolvimento em desvios de recursos, ate hoje mal explicados. Não houve alteração nenhuma no quadro desde então. Depois nos disseram que a AME mudaria nossas vidas, que tudo ficaria azul e o mundo seria um lugar melhor, e o que vimos foi a vida do Braga melhorar, inclusive com envolvimento em desvios de recursos, ate hoje mal explicados. Agora estão dizendo que a greve mudara nossas vidas, que tudo vai ficar azul, e o mundo será um lugar melhor. A pergunta é: quem lucrará desta vez? quem melhorará sua vida? quem será o próximo candidato a vereador? quem alugará caçambas para o governo?
    2 - Merecemos ganhar um bom salario? será que todos nós merecemos aumento? o que vejo são companheiros que dão a vida por bicos e para a PM nada, que vão dormir no serviço, para ficar inteiros pro bico no dia seguinte. Que no bico estão sempre bem arrumados, bem vestidos, mas no serviço estão sempre jogados, mal fardados, totalmente desatentos ao serviço. Almejamos ser reconhecidos pela sociedade como profissionais, que merecem ser bem pagos, mas quando a comunidade nos olha, ve um bando de gente vestindo uma ridicula camiseta caque, será que temos vergonha da nossa gandola? Senhores, imagem é tudo. Nao adianta ter um bom produto, temos que parecer melhores. Vamos brigar por salarios sim, grevar sim se for preciso, mas vamos tentar ser melhores tambem, porque sinceramente, alguns policias já ganham muito bem pelo que fazem muito mal. Será que pelo menos os maltrapilhos poderiam por as gandolas no serviço, para que pareçamos pelos menos uma policia de verdade, e mereçamos nosso aumento. E para quem acha que isso não tem importancia, vá em qualquer supermercado Araujo e veja como se vestem os funcionários, que por acaso são civis.

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que A PMAC e CBMAC mudou e pra melhor, pois que adianta grevarmos agora? que benefícios isso nos traria,isso é td que o Governo quer, pra soltar aquelas notinhas, dizendo que o dialogo estava aberto e nós aloprados não negociamos, aí ele entaria no TJ com pedido de suspensão da Greve que certamente será atendido e nem precisa dizer os motivos, e nós ficariamos com cara de taxo e entregue a sorte. Então concordo plenamnete com o deliberado, dia 4 de maio dará tempo pra nós nos organizar e puxar o apoio da sociedade, tempo de sensibilizar nosso verdadeiro patrão, a sociedade acreana, de que nos ocorre e do descaso que o desgoverno petista com a Segurança de seu povo, indicando a este que é o verdadeiro culpado pela greve se for preciso.
    Vamos a luta e não podemos gastar o último cartucho pois a peleja pode demorar.
    Sd PM Elton

    ResponderExcluir
  7. sargento pmac DAVI22 de abril de 2011 18:06

    Gostei dos comentários, acho que estamos começando a pensar, sou a favor do grito, depois de esgotado a conversa, sou a favor do uso da arma, depois de esgotado o uso da força, sou a favor da greve depois de esgotado todos os tipos de negociação. Sejamos fortes e ordeiros, pois muitos dos que radicalisam, são apenas como fogo de palhas, parecem ser fortes, mas não passam de momento, não resistem, não duram. A seriedade é uma coisa que poucos tem, incentivar é uma coisa, ter coragem de participar é outra. Uma greve deve ser planejada, igual quando se vai para uma guerra, ninguém vai a toa, vai sabendo o que fazer, e sempre haverá uma segunda opção de estratégia, e qual o objetivo que deseja alcançar, se não for assim, não haverá êxito.

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo miliciano...
    Se preocupar com farda uma hora dessas??? Dizer que os combatentes não usam a gandola porque tem vergonha???
    Realmente tenho vergonha de ter de gastar meu mísero salário para comprar fardas que eu deveria ganhar.
    Pergunto ainda ao meu amigo, você já tirou um serviço de P.O. a pé, no calor de no mínimo 37 graus usando camiseta, gandola e colete balístico???
    Quer me dizer que meus companheiros não deveriam grevar porque fazem bicos??? Com certeza não fazem esses trabalhos com prazer, mas por necessidade.
    Quer dizer ainda que tenho que valorizar minha imagem enquanto meus filhos estão passando necessidades???
    Se toca...
    No mínimo deve ser outro oficial, só que ao invés de valorizar a "honra" agora vem querer valorizar a "imagem".
    Declaramos greve já!!! Por todos os milicianos que lutam há anos e esses sim, não são valorizados.

    ResponderExcluir
  9. Nova maneira de fazer POLITICA23 de abril de 2011 10:04

    Ao “coitado” que se referiu a respeito do fardamento da boa apresentação do policial militar, inclusive no momento errado. Gostaria de lhe pedir licença e expressar minha opinião, inicialmente gostaria de usar um pouco de suas palavras a despeito da imagem que você tanto se referiu, e ressaltar que tens razão no tocante a apresentação do policial militar, realmente está distante de ser uma boa apresentação como, de ser um exemplo de policia britânica ou norte americana. Também concordo ao tocante a esses policiais que se apresentam bem melhor em seus bicos (ajuda a sobreviver).
    Mas, é necessário refletir sobre essa situação e não de forma bajuladora, mas sim do ponto de vista profissional e humana. Vejamos a imagem realmente é tudo, por isso, entenda que essa imagem descrita somente reflete a real situação de uma pessoa? De uma empresa? A forma como nossos governantes tratam alguns setores de nossa sociedade, por exemplo, a saúde, educação, segurança pública, etc? A imagem que você descreveu é a representação fiel e verdadeira do respeito dado pelo governo do Acre a PM, BM e demais instituições de segurança no referido estado.
    Não tenho nenhum receio em lhe afirmar que nenhum militar tem orgulho em fazer bico, em muita das vezes como você disse se apresentar mau vestido quando de serviço pela PMAC e muita das vezes se apresentar bem melhor quando trabalhando no seu bico, se essa PM fosse bem remunerada, se existisse uma carga horária humanizada e definida em lei, se os comandantes de batalhões e o comandante geral valorizasse e respeitasse o policial militar como profissional e não como escravo, com certeza teríamos uma corporação bem uniformizada e com disposição para tirar um serviço de qualidade. Não sei se você tem filhos, mas podes crer que no dia em que você tiver filhos esses irão refletir a sua imagem para a sociedade, se você é um bom pai eles vão ser bons pais, se você costuma saudar suas dividas eles serão bons pagadores, se você trata seu cônjuge com respeito estes respeitaram seus cônjuges, e assim por diante.
    É necessário abandonar a prática de combater o fogo atacando a fumaça com o extintor, é necessário direcionar o extintor para a base do fogo, ou seja, para o combustível da chama.
    É necessário esgotar todas as vias de negociação, pessoas inteligentes vencem com diálogos e todos que já estiveram presentes em alguma reunião com a comissão (a verdadeira) percebeu que são pessoas que sabem o que estão fazendo.

    ResponderExcluir
  10. meu amigo se estivermos com medo de grevar pensando em um possivel confronto com o BOPE, é melhor nem comecar-mos,pois se a poliçia for pra rua pra bater em policia isso significa que nossa classe não respeita nem ela mesma

    ResponderExcluir
  11. O BOPE É NOSSO E ELES JÁ PROVARAM ISSO!

    ResponderExcluir
  12. Quanto as lideranças que não ocupam cargos nas entidades que representam a classe,o importante é saber deconhece-los, para que aqueles que se acham, não atrapalhem. Para o verdadeiro lider, expor idéias, não significa estar a frente para aparecer,mas, se manter na ascessoria dos que o são, de fato e de direito. Mesmo que os méritos não lhe seja atribuido, se contenha, permita-se a ferir seu "EGO" em detrimento de uma boa causa. O outro.
    Parabens pelos encaminhamento realizados na Assembleia Geral.

    ResponderExcluir
  13. Infelismente, hoje temos Comandantes e ascessores que nuca foram soldado ou até mesmo praças e não sabem é claro, suas as necessidades e seus anceios. Por isso, voltam as suas preocupações apenas para seo próprio umbigo.
    Tem Fé e verei ainda na ativa, a implantação da carreira única em nossas corporações. Onde, todo oficial e o Comandante tendo iniciado sua carreira como soldado, subindo os degraes hierarquicos um por um. E aí! Assim como é composto o nosso nome institucional, Corpo de Bombeiros...

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.