quinta-feira, 4 de agosto de 2011

DITADURA

Com medo de represálias do governo do Acre, empresas se recusam a trabalhar para deputado de oposição

O controle da imprensa, evidenciado pelo processo movido pelo Ministério Público Federal (MPF), por abuso de poder econômico, abuso de órgãos de comunicação e uso de instituições públicas e funcionários em campanha eleitoral, repercute também no meio empresarial, com os donos de empresas de publicidade chegando a se negar em executar trabalhos para opositores ao governo do Acre, por medo de sofrer represálias e ficarem de fora dos processos de licitação da administração pública.
A censura ficou evidente, quando o deputado Major Rocha (PSDB), tentou encomendar 30 outdoors, para mostrar os nomes dos policiais militares que segundo ele, estariam sendo punidos pelo governador Tião Viana, por ter participado do movimento grevista que reivindicava reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Todas as empresas de publicidade procuradas por Rocha se recusaram a fazer o material. Alguns empresários alegaram ao deputado que o material desagradaria o governo petista do Acre.
A empresa Acre Publicidade, ainda chegou a aceitar a encomenda do deputado, na quarta-feira, 03, quando foi exigido pelo proprietário antecipação de 50% do valor total dos serviços. Mas para a surpresa do militar reformado, na manhã desta quinta-feira, 04, o empresário informou através de uma ligação telefônica, para Rocha ir resgatar o dinheiro que o serviço não poderia ser executado. O parlamentar tucano disse ainda, que se a situação de medo dos empresários continuar, os trabalhos gráficos de pessoas que não tem ligação com o governo terá que ser feito em outros estados.
As peças publicitárias que seriam produzidas teriam os nomes dos militares que estão presos, correndo risco de serem desligados da corporação. “O governo está agindo com mão de ferro com os policiais militares. Vários policiais foram presos e punidos, só para mostrar o poder e reprimir as tentativas dos militares reivindicar seus direitos. Vamos mostrar a realidade dos policias presos, nem que para isso, tenhamos que fazer placas à mão. Não vamos temer o controle ditatorial deste governo, nem a postura de censura que a atual administração adota para os órgãos de comunicação e fornecedores”, protesta Rocha.
Ray Melo, da redação de ac24horas – raystudio3@gmail.com

2 comentários:

  1. Cap PM R/R Mário4 de agosto de 2011 12:03

    Isso é que é DITADURA, rapaz! Pior que a antiga ARENA - Aliança Renovadora Nacional, do regime militar de 1964.
    Todos sabem que a unânimidade é burra. Portanto, é importante que tenhamos oposição, é ela que fiscaliza e cobra auteridade da situação, levando-os a reavaliar as ações planejada, executadas ou em execução.
    NA REALIDADE A FPA QUER TODOS CALADINHOS, OU QUANDO FALAR SEJA SEMPRE SIM SENHOR (A).

    ResponderExcluir
  2. Aproveitem o fim do seu reinado, petistas malditos!
    Vou chutar a bunda de vcs nas eleições do ano que vem!
    Isso é que é a democracia petista!
    O Acre é mesmo uma ilha...

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.