segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Militares do Quinari reclamam de insegurança proporcionada pela falta de estrutura em quartel



Policiais Militares procuraram o Blog 4 de Maio para reclamar da insegurança que sentem quando estão de serviço na guarda do quartel do Quinari. De acordo com eles, os agentes ficam expostos a todos que passam pela avenida e não existe nenhuma ação do comando do batalhão para mudar a situação.

- Não podemos esperar que o pior aconteça para que se tome uma atitude positiva para nós, declarou o militar que enviou as fotos para o Blog.

Os denunciantes afirmam ainda que a porta do quartel fica a menos de dois metros da calçada e que, por determinação do comandante, sempre deve ficar um militar exposto no local.

As fotos foram enviadas para o deputado major Rocha analisar. De acordo com o parlamentar, o que está acontecendo com os militares do Quinari não é diferente do que está acontecendo em outras cidades do Acre.

- Estamos diante do descaso do governo com os militares, a insegurança que os militares estão passando é sinal disso, da precarização dos serviços dos agentes de segurança pública, os quartéis são a prova.

Rocha exemplificou ainda o caso da corregedoria da PM, que mesmo com a reforma do Quartel do Comando Geral (QCG), está com o forro quase caindo na cabeça dos militares.

- O governo apenas maquiou o quartel em virtude do aniversário da PM, mas para os policiais nada mudou. Fui informado de que quando chove a água cai mais dentro das repartições do que fora.

Problemas são registrados em outros municípios

Feijó

A realidade do quartel de Feijó não é diferente. Por lá, os colchões continuam velhos, o prédio precário e a PM o divide com o presídio. Os militares precisam até mesmo de computadores para desempenhar o serviço nas repartições.

Sena Madureira, Santa Rosa e Manoel Urbano

Em Manoel Urbano, os militares dão conta até de comprar água para o quartel se quiserem refrescar a garganta, cansada de reclamar dos maus tratos realizados pelo comando local e geral. O pequeno cubículo destinado para os policiais abriga apenas duas pessoas, para um terceiro entrar outro deve sair.

Além de cuidar da deficiência da estrutura do prédio, dois militares são deslocados de Sena Madureira para sofrerem e trabalharem durante quatro meses.

- O comando geral e daqui transferem a gente para não dar diárias, mas até o direito pecuniário que a gente tem para realizar o trânsito eles não dão. Aqui, já tem um dos nossos que se separou por causa disso. Agora peça para o comandante Anastácio ficar quatro meses distante da família dele com o salário que eu tenho como sargento para ver se ele vai. Vai nada. Ele quando se desloca para o interior ganha diária, e completa. Eu fiquei durante quatro meses longe da minha família, da minha mulher e do meu filho, orando a Deus que o tempo terminasse logo para eu voltar pra casa, falou por telefone um degredado de Sena.

Mas a situação dos militares na terra do mandim não fica por aqui. A cada dois meses, dois militares são apartados da família para trabalhar em Santa Rosa. Distante da família e dos amigos, os policiais ficam a mercê da própria sorte e da depressão que o acompanha.

- O trabalho militar já estressante, isso se multiplica por cem quando o militar é tirado do seio da família em virtude de uma truculência administrativa. O prefeito de Santa Rosa dá a passagem de ida e a de volta o militar tem que se virar, essa é a nossa realidade, declarou um sargento que foi perseguido administrativamente.

5 comentários:

  1. Infelismente,eu acho que em todos os quarteis existe essa insegurança.muros e cercas caídas e ninguem toma providências.

    ALÔ "PESSOAL" DA SEGURANÇA PÚBLICA!!!

    ResponderExcluir
  2. Só acho que se deve fazer uma correção, no Quartel de Sena após a chegada do Major Moncada, muitas coisas mudaram, nem portão tinha e agora tem e com controle remoto, sala de reunião, quartel pintado entre outras coisas...

    ResponderExcluir
  3. Não adianta ter quartel pintado e tropa maltratada. ATROPA ESTAR INSATISFEITA ESSA É A REALIDADE.

    ResponderExcluir
  4. Aqui no Quinari é muita ditadura, tem muito oficial sem fazer nada, tem mais gente no ADM que gente na rua e a TV da guarda foi arbitrariamente tirada. O Quartel a qualquer hora pode cair em nossa cabessa.

    ResponderExcluir
  5. Eaai blz??voltei,vir visita denovo,como eu gosto de comentar vamos la...Li esse post umas 4,5 vez,o blog é bom demais,precisar nem falar nada,alguns amigos me recomendaram,Dizem que existe Rastreador de celular. Achei este link http://www.rastreador1.com/rastreador_de_celular_rastreador_gps_autotracker.php na net e gostaria de saber se alguém pode me dar referência?como criar um blog

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.