quarta-feira, 18 de maio de 2011

Comandante da PM afirma que “houve exagero” na manifestação dos policiais

Em solenidade de promoção de sargentos e oficiais realizada nesta quarta-feira, 18, no Batalhão da PM em Cruzeiro do Sul, o Comandante Geral da Polícia Militar do Acre, coronel Anastácio, declarou que não quer perder nenhum companheiro.
O comandante se referiu aos militares que participaram da manifestação na última semana e que estão sendo investigados por excessos cometidos durante o movimento.
O coronel afirmou que, em Rio Branco, “houve exagero” por parte dos manifestantes que reivindicavam melhoria salarial em uma paralisação das atividades realizadas na última sexta-feira. “Querer fechar quartel, querer fechar aeroporto. Isso não é possível. É crime. Não pode ser permitido” – disse.
O comandante esclareceu que o tom de seu discurso, ao dizer que não quer perder ninguém, não serve como ameaça, apenas como orientação, já que os militares devem respeitar o estatuto da polícia. “Temos regulamentos e o Código Penal Militar aos quais somos subordinados, somos sujeitos. Então, é uma orientação que não podemos perder nenhum companheiro, pois precisamos de todos” - explicou.
Anastácio afirmou ainda que todos os excessos estão sendo apurados. “Se eu disser agora o que vai acontecer posso estar cometendo injustiça com alguém. Mas estamos analisando todos os atos para depois dizer quais providências serão tomadas” – informou.
www.vozdonorte.com.br - Mazinho Rogerio 

7 comentários:

  1. cel quanto aos oficiais que todos sabem não fizeram concurso, que é devido, o senhor diz o quê?

    ResponderExcluir
  2. Balela do Comandante, sabe quem não pode sancionar nada mais do que uma punição administrativa, e fica falando besteira.
    Realmente, um grande marionete do governador, e por sinal, pessimo boneco de fantoche !

    ResponderExcluir
  3. JAGUNÇO VIRTUAL18 de maio de 2011 15:42

    Prendam o comandante geral por ameaça.

    ResponderExcluir
  4. Até parece que vão excluir alguém por que faltou um dia de serviço. Cmt ninguém é otário não, se alguém for excluído é só entrar na justiça que vai ser indenizado e ainda vai receber o retroativo.

    ResponderExcluir
  5. sr.administrador do blog o que estão fazendo conosco é terrorismo!tão falando em exclusão dos novinhos,eles disseram que serão excluidos 70 novinhos e que alem dos 120 alunos que serão convocados ,vão chamar mais 70 que ficarão no lugar dos que serão expulsos!

    ResponderExcluir
  6. E ainda vão recompensar os que assumiram serviço na paralização com uma diária! Vê se pode!

    Queremos um salário digno!

    ResponderExcluir
  7. Estou de volta após uma breve estada em PV-RO.
    Entresteço-me quando detecto TIÃO, coadjuvado pelos que ganham bem na PM (Cmt G e Cmt de Btl), ameaçando a classe mais humilde e força do trabalho PM, as praças. Que por sinal ajudaram o PT chegar ao poder. Naquela época e até hoje foram poucos os oficiais que votaram nesse partido, que se dizia a favor das classe trabalhadora e dos mais humildes, e que na atual conjuntura tolhe o direito de manifestação pacífica. Cadê a democracia? São contraditórios e traídores da população acriana. Adoeço quando lembro que sempre votei nesses demagogos. Mas já esperávamos isso, já que políticos, em sua maioria, "só mudam de endereço".
    Mais doente fico quando vejo Cmts que foram praças, estão aposentados e retornam à ativo a serviço do poder, ao invés de junto com seu EM e Associações busquem estratégias que sensibilizem o executivo a atender as reivindicações de toda a corporação. Isso nos revolta e nos deixa desesperançosos. A culpa de tudo isso é o Cmt G que não soube com suas atitudes angariar a simpatia e confiança de seus subordinados. Cmt a PMAC inteira está insatisfeita, infelizmente uma boa parte se levam por ameaças, são medrosos, tem medo de punição. Se não fosse isso, essa praça da revulução seria insuficiente para acolhê-los.
    O Senhor sabe que, historicamente, as grandes tranformações sociais, políticas e até econômicas se deram através de lutas de classes (Rev, Francesa; inconfidência mineira; transformações do norte europeu, revolução acriana; Diretas, já!...)
    E essa nota de esclarecimento,onde o Sr diz que estão sendo adotadas todas as medidas administrativas e judiciais para declaração de ilegalidade do movimento de greve promovido pelas Associações dos militares estaduais, com a conseqüente responsabilização das entidades associativas e das pessoas que deram causa ao movimento, é uma satisfação ao governo? Ou ameaça para que os futuros movimentos se esvaziem?
    EU ESTAVA LÁ COM MINHA ESPOSA, PUNAM-NOS!

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.