quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Sem ficha

Militares reclamam de atendimento da Policlínica
Quem costumava ir para Policlínica e não ter transtornos, vive agora na esperança de adoecer em um dia que tenha fichas na hora da distribuição. De acordo com denúncias feitas por nossos leitores, as fichas responsáveis pela organização das pessoas na hora de marcar a consulta, desaparecem um dia antes e reaparecem nas mãos de pessoas somente na hora de lançar o nome no livro de atendimento.
Um militar, indignado com a situação, procurou na última segunda-feira, dia 6, uma divisão ou assessoria da Polícia Militar para fazer a reclamação, já que na Políclínica não teve o devido espaço. O militar afirma que se encontrava na unidade de saúde às 05h00min e que, neste horário, já não havia mais fichas nem qualquer outro paciente.
Outra pessoa conveniada também nos procurou na manhã de ontem, dia 7. Ela afirmou que chegou no local às 06h00min para solicitar uma consulta com ginecologista, para sua surpresa não havia mais fichas. Segundo a militar, o problema também se repetiu quando procurou se consultar com um dentista.
É comum que a distribuição de fichas aconteça somente a partir da 06h00min e a marcação da consulta às 07h00min. Isso levanta suspeitas de que elas sejam distribuidas no dia anterior ou guardadas para outras pessoas no mesmo dia. Os avisos nos quadros da unidade alertam que não podem marcar consultas por telefone e que o conveniado deve comparecer pessoalmente para solicitar o atendimento médico.
"A gente vai cedo para ver se pega uma ficha e não consegue. Poxa, daqui a pouco vai estar pior que o setor público. É uma pena que esse RDPMAC só sirva para nos lascar, é numa hora dessas que a gente tem que colocar a boca no trombone. Minha filha precisa de mim e não posso ser presa, mas uma coisas dessas dá raiva na gente. Certa vez eu reclamei e pediram para me desligar de lá e procurar um convênio particular ou o serviço público. É foda, minha filha estava doente e tive que engolir", afirma a conveniada.
Outros militares, porém, afirmam que não encontraram dificuldades em realizar consultas para clínico geral e pediatra e que as fichas foram distribuidas no horário indicado e algumas até momentos antes de marcar a consulta.

11 comentários:

  1. Fora Cel Sérgio Lira, a Policlinica já não lhe "cabe" mais!!! Vá embora enquanto um PM "doido" faz uma boa com o senhor!!!

    ResponderExcluir
  2. Não podemos negar que ao longo desses anos Cel Sérgio Lira tem gerido o Fundo de Saúde (financeiro) da melhor forma, tanto que somos sabedores que médicos,odontólogos, laboratórios e clínicas conveniadas, todos estão satisfeitos, pois estão recebendo em dias. Contudo. a policlínica no que se refere à administração, com todo respeito que temos por esse Oficial, tem ocorrido alguns equívocos, primeiro com relação ao empenho e produtividade dos odontólogos (dentistas) contradados (Bebeto e Ícaro), enquanto Maj Wagner atende 10 pacientes esses dois "caras" vão lá atende 1 ou 2 pacientes e desaparecem. Explique por que ocorre isso? Não vemos trabalho para dois. Porque não ficamos somente com um, que queira realmente prestar seus serviços com resposabilidade e dedicação. Há dificuldade de mandar um dos 2 ou ambos embora? Irão desagradar Cel Gilvan e Roberto Filho? Façam uma enquete no atendimento sobre quem deve permanecer? Assim o Sr. Tira o seu da reta. Isso nos intriga até porque ninguém quer ser atendido por esses caras, finda sobrando prá WAGNER.
    Referindo-me ao agendamento de dentistas e médicos, sugiro copiar o procedimento comum no cotidiano, ou seja, agendamento mensal, com reserva para os casos de urgência e emergências, e lista de encaixe, isto é, na proporção que alguém desista da consulta, encaixa-se na ordem de espera da lista. Testem isso prá ver como reduzirão as reclamações.
    Sempre fui bem atendido, até porque só utilizo a odontologia, visto que tenho Plano da UNIMED, mas sabemos que sempre tem um protegidinho a reservar fichas. Sabemos também que em desobediência às ordens tem gente marcando ficha por telefone.

    ResponderExcluir
  3. Porque não fazem agendamento mensal a confirmar? Isso acabaria com as insatisfações. Concomitantemente adotaria a lista de espera para encaixe, após a confirmação ou não da consulta odontológica ou médica, a ser realizado pela própria policlínica. Na FUNDHACRE funciona assim. É claro ressalvadas as emergências, que são prioritárias.
    Cel Sérgio Lira ficalize melhor esses dentistas conveniados (Ícaro e Bebeto) essa turma é rejeitada, ninguém quer ser atendido por eles, sobrecarregando o Major Wagner. Por que isso?

    ResponderExcluir
  4. Caros amigos, a questão mais uma vez é de PLANEJAMENTO!!!
    a) Nos últimos 10 anos foram incorporados cerca 1.800 policiais;
    b) Cada policial tem, no mínimo, 1 dependente (essa média é maior): só aí já são 3.600 pessoas;
    c) Nesses mesmos 10 anos a estrutura de atendimento não acompanhou nem se preparou para esse crescimento;
    d) A policlínica é uma caixa-preta! Apesar de alguns colegas ratificarem a administração do "gentil" Sérgio Lira como eficiente, eu prefiro dizer algo somente após uma auditoria;
    e) Não sabemos quanto a policlínica arrecada;
    f) Não sabemos se o que pagamos condiz com a realidade;
    g) Não sabemos COMO É GASTO NOSSO DINHEIRO!
    h) Somos mal atendidos: gente carrancuda, sem treinamento para lidar com pessoas, parece que estão fazendo-nos um favor! Não estão! Estamos PAGANDO e temos DIREITOS!
    Se não for assim, pra que pagar um serviço desses???
    Taí mais uma causa pro nosso Deputado Rocha abraçar! Exigimos transparência e um bom atendimento!

    ResponderExcluir
  5. É meus amigos para voces da capital a Policlinica é ruim imagine para nós aqui no interior que só pagamos e não temos nada de volta,temos que enfrentar filas nos hospitas muitas vezes até meses para conseguirmos uma consulta.

    ResponderExcluir
  6. Major ROCHA, diante da inoperância da AME, vai ter muito trabalho como parlamentar. Uma delas é tentar convencer o novo Cmt da PMAC estudar a reestruturação do nosso sistema de saúde, evidenciando a Gestão financeira do FANSAU - Fundo de Saúde que custeia a POLICLÍNICA, criando-se um Conselho deliberativo ou coisa similar para administrá-lo, composto por Oficiais e Praças. Estabelecer normas bem claras para o FUNSAU e POLICLÍNICA. Afinal são coisas que pertencem a todos nós PM (ativos e inativos), independente se praças ou oficiais; Coronel ou Soldado PM.
    Criar mecanismos que atenda melhor o pessoal do interior, não só quando vir a capital, mas lá onde presta seu serviço, seja qual for o município.
    Major compre essa briga e conte conosco! Coloco-me à disposição para fazer parte de comissão para estudar essas reformas. Acredito que se o Cmt G for Cel Anastácio teremos boas possibilidade de reformas nesse setor. Afinal ele possui ótimo conhecimento teórico e prático de gestão democrática. E precisamos disso na área de saúde, principalmente.

    ResponderExcluir
  7. conhecedor de causa9 de dezembro de 2010 13:07

    porque cada policial que reclama tanto da policlinica nao pede para passar uma semana na policlinica para conhecer o real trabalho realizado pela policlinica, assim tirem suas duvidas e formalizem suas opinioes.

    conhecedor de causa

    ResponderExcluir
  8. "Conhecedor da causa" é o colega do interior que disse com toda a prorpriedade que se tá ruim pra nós aki na Capital, imagina pra eles!
    Esse é mais um desafio: Sérgio Lira se vc é mesmo "tão bom administrador" assim quanto quer parecer, qual o plano de expansão da Policlínica para o Interior tendo em vista que a estrada áté Cruzeiro já é praticamente uma realidade???
    Ou vc vai continuar no marasmo oficialesco de continuar pensando que estrada é pra gente do interior "fugir pra Capital" e que a Policlínica não tem nenhuma obrigação com os associados do interior???
    Com a palavra o "gentil" Sérgio Lira...

    ResponderExcluir
  9. Estou gostando desse blog. Ao fazer uma avaliação dos comentários aqui postados, verifica-se a necessidade realmente de mudanças, vejam como é o sistema relacionado a ficha clínica do cliente, ainda é manual, isso é arcaíco, não se admtite mais isso,quando chega-se para marcar uma consulta,as pessoas que ali trabalham, muitas vezes nem encontram a referida ficha, o que é um valioso documeto, ali "estar" vida clínica dos policiais; aquilo ali é tão atrasado, que muitas vezes o paciente deixa de ser atendido por conta de um sistema falido e inadimissível. è preciso alguém olhar mais refinadamete para o atendimento na policlínica. Entretanto é observável que todos querem sempre ser o primeiro a ser atendidos, e isso também é impossível. Mas vale também avaliar que a ploclínica não é somente o Sérgio Lira, tem outras pessoas envolvids nsse processo administrativo que são egocêntricas. Esse setor da polícia militar é o termômetro que mede a saúde dos profissionais, no entanto, os profissionais que ali realizam suas atividades são discriminados pela tropa; enquanto os policiais combatentes estão "combtendo" o crime, esses profissionais estão "combatendo" os problemas que afetam os seus entes amados, portanto,é preciso mudanças, é,mas também é preciso reconhecimeto dese trabalho árduo que não deixa de correr risco. Se o policial corre risco na rua com o inimigo visível, o policial da saúde também corre riscos de um inimigo inisível.

    ResponderExcluir
  10. Vcs são policiais mal agradecidos. Sempre procuramos atender bem por lá. Ninguém aqui sabe o que escreve, bando de irresponsáveis. O cel Sergio Lira sempre procurou fazer o melhor, ampliou as instalações do prédio, melhorou o atendimento para os militares que fazem fisioterapia, está pondo mais recursos para melhorar o atendimento do Serviço de Ação Social, paga os convenios em dia, deseja ampliar o atendimento para o interior do estado. Criticar é facil, quero ver é trabalhar junto, apresentar boas propostas. Esse blog só gosta de lascar pessoas de bem, cadê, nem procurou ouvir a gente por lá. Mas eu sei quem está por trás disso.

    ResponderExcluir
  11. Da próxima vez escreve com um babador amarrado no pescoço, que tú babou tanto os ovos do safado do Sérgio Lira que caiu um pingo no teclado do meu computador...
    Dê-se ao respeito seu baba-ovo!

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.