segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Eleições na caserna

Militares já articulam candidaturas para assumir presidência da AME


Enquanto o processo que trata sobre a abertura das eleições para a presidência da Associação dos Militares Estaduais do Acre (AME/AC) tramita no Fórum Barão do Rio Branco, alguns militares já articulam candidaturas.
Pelos menos cinco frentes foram detectadas até o momento, somente na capital. A previsão é de que esse número cresça ainda mais caso não haja fusões de possíveis chapas.

As possíveis chapas
O primeiro grupo a se manifestar foi a dos militares que fizeram frente na conquista da diminuição do tempo de serviço para promoção a sargento, que saiu de 15 para 9 anos. Embora ainda desarticulado internamente, o grupo formado pelas turmas de 2000 e 2002 apresenta, um caminho andado, e nomes que já são conhecidos por muitos na tropa. Um nome ainda não foi definido para a presidência. Os integrantes não quiseram se pronunciar sobre o assunto, mas são fortemente indicados por outros militares.
Outro grupo partiu da Ciatran. Inconformados pelas arbitrariedades do então presidente da associação, Natalício Braga, os militares da companhia ventilaram, meses atrás, a formação de uma chapa. Hoje, a idéia parece ter esfriado, mas sem dúvida alguma é uma forte candidata a assumir o cargo.
De acordo com algumas informações de um militar que pediu para ficar no anonimato, já existe fortes suspeitas de que o governo esteja preparando uma chapa para concorrer à presidência da AME. É possível que nos próximos dias, a tropa seja surpreendida com novos rostos assumindo posições definidas para conquistas de novos direitos.
Militares do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) se articulam com grande interesse em formar uma chapa para concorrer nas eleições na caserna. Embora seja formada por policiais empenhados na defesa de recuperar o prestígio da entidade, existe uma tendência de que ela seja destinada ao bom andamento administrativo, como nos afirma um dos militares que conversou com os integrantes.
É possível também que os atuais diretores da associação concorram para permanecerem no cargo. Embora, sem credibilidade na tropa, a equipe pode reassumir bandeiras velhas e encenar novas lutas a fim de ludibriar os militares, e o pior que tem pessoas que podem cair nessa articulação.
“É importante que a gente não tire nosso foco na unidade dos militares. Ainda precisamos ganhar a causa para abrir as eleições, depois pensar na formação das chapas. Meu desejo é que haja concorrência, mas, sobretudo, união. Precisamos estar unidos, para juntos oferecermos melhores condições de trabalho para os militares e de vida. Queremos acreditar que todos os que desejam concorrer estão querendo o melhor para as tropas”, disse major Rocha.
Boas opções os militares têm. Desconfie, estude, analise e participe, o futura da corporação depende do voto de cada um de nós.

11 comentários:

  1. Cruzeiro do Sul também terá uma chapa para concorrer a presidencia da A.M.E,pois aqui no interior sofremos as maiores barbaridades e perseguições por isso precisamos de um representante para o interior.Para que tome providencias ou seja não só aqui mas em todo o interior sofremos injustiças e ninguem toma providencias.

    ResponderExcluir
  2. O correto é que se tenha pelo menos 50% da participação do pessoal do interior na diretoria da NOSSA associação.

    ResponderExcluir
  3. Tarauacá!Caro amigo de cruzeiro concordo com vc!Nós do interior tbem temos que ter representatividade pois ficar sò observando tudo acontecer sem poder opinar fica muito dificil ja que o interior ja é esquecido por naturez e o que chega aqui é simplesmente o que sobra da kpital!

    ResponderExcluir
  4. Adminstrador, por gentileza crie um post para a seguinte notícia e ao final remova-o desta seção:

    Delegado Adolfo Regis pode ser o novo secretário de segurança do Acre

    Dom, 07 de Novembro de 2010 07:43

    O nome do delegado Adolfo Regis está circulando nos bastidores da Frente Popular do Acre como o provável secretário de segurança pública na administração do petista Tião Viana. Homem de caráter forte e de conduta exemplar teria recebido o convite do próprio governador eleito e ao contrario do atual governador Binho Marques [PT], que loteou a secretaria, essa volta a ser unificada e com o secretário com poderes para nomear seus auxiliares.

    Neste caso específico Tião Viana não fará uma indicação política e sim técnica. O governador, inclusive, faz vistas grossas para o “ainda” deputado Walter Prado [PDT], que andou espalhando pelos quatro cantos do Acre que seria o titular da pasta.

    Vale lembrar que os nomes de Suely Melo e Jacson Ramos são tidos como secretário de saúde e diretor da Fuin dhacre, respectivamente e do deputado Edvaldo Magalhães, [PCdoB] para a secretária de articulação política.

    Roberto Vaz, da redação de ac24horas
    Rio Branco, Acre

    ResponderExcluir
  5. E vamos exigir que em cada municipio tenha uma urna, para que seja votada essa nova diretoria. pois tambem somos socios e temos o direito de votar.........

    ResponderExcluir
  6. Cap PM Mário Dias9 de novembro de 2010 09:09

    É muito gratificante ver essa movimentação para se resgatar a AME e fazê-la autêntica representante dos militares do Acre. Também sou a favor de uma desputa salutar em que concorram o maior número de chapas, mas que no final, independente de quem seja eleito, nos unamos em prol da ressurreição de nossa instituíção. Ai voltarei a ser associado.Precisamos fortalecê-la e torná-la apartidária.

    ResponderExcluir
  7. Com todo respeito que temos pelo Cap PM Mário, pela sua conduta impar dentro e fora da PMAC, pela sua formação PM e acadêmica e tantas outras qualidades que poderíamos elencar aqui, mas sou a favor de se conduzir à presidência da AME um pessoal "nova geração". É claro que precisaríamos de suporte por trás das cortinas. ai recoríamos ao Cap Mário, Cap Farias, Sgt Mendes, Deusimar, Leorne e outros que conhecemos. Quem sabe elegermos um presidente da turma de 2000 ou 2002, formando um Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo com esses antigões?

    ResponderExcluir
  8. Saibam que existe uma frente de policias que pretendem reformar o estatuto da AME, na qual, a composição da diretoria fica com um presidente,secretário e tesoureiro, entretanto, que ao contrário do que ocorre hoje, as decisões "simples" serão tomadas por esta diretoria. As questões mais importantes, por um conselho gestor (formado por um representante de cada municipio) e as questões mais complexas decididas por um plebiscito. Na reforma estatutária, vão ser retirados os "super-poderes" do presidente e quem irá decidir se faz um protesto, por exemplo, será a tropa. haverá dispositivos estatutários que obrigará o presidente a realizar as decisões da tropa (uma vez que haja capacidade financeira/administrativa), para tanto, o novo estatuto prevê uma transparencia economico/financeira (via internet) e uma interação maior entre a capital e os municipios. Divulguem essas idéias. Detalhe, cada unidade policial com mais de 50 ou 100 policiais, indicará o seu conselheiro gestor. evitaremos "as panelinhas". pmac2002

    ResponderExcluir
  9. Mto bom, PMAC2002!
    Excelentes ideias!
    Só temos que redesenhar a estrutura da Estrutura da Associação, levando em consideração o pessoal do interior!
    Com a abertura definitiva da Estrada no ano que vem (2011, segundo promessas do PT), temos que pensar num novo modelo de inclusão de decisões também para o interior!
    Assim, já proponho como uma das novas bandeiras de luta a reestruturação da policlínica sob a ótica da ligação definitiva proporcionda pela estrada e para atender antigos anseios do pessoal do Juruá!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom anõnimo! Só que temos que colocar, também, um artigo que cite aqueles que almejam a presidência da AME só para pretenções POLÍTICAS e que qualquer um da DIRETORIA incluídos nesse rol ganhando ou perdendo uma ELEIÇÃO(federal, estadual ou municipal) NÃO retorne para os quadros da mesma, ou seja, DIRETORIA, porque com isso, aqueles pretenciosos a POLÍTICO, vão PENSAR duas vezes para que foi criada a AME, OK?

    BOMBEIROS

    ResponderExcluir
  11. Muito boa suas ideias anônimo. Só queria que fossem incluídas nesse rol um artigo para aqueles pretenciosos POLÍTICOS que almejam a presidência da AME, incluídos também, toda a DIRETORIA, ou seja, AQUELE que se candidatar A QUALQUER cargo político (Federal, Estadual, Municipal e secretário) NÃO RETORNE para A DIRETORIA ganhando ou perdendo e que, os pretenciosos, saibam para que foi criada a AME e pensem duas VEZES ao se CANDIDATAREM e que, criem-se plebicitos nos Quartéis para os pretenciosos CANDIDATOS e, ainda, se algum da DIRETORIA almejar concorrer, que se EXCLUA DA DIREÇÃO SEM RETORNO, vamos atentar para os espertos, ok?

    Bombeiros

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.