quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Sena Madureira

Militares estão entre a revolta e a consternação

O clima entre os policiais militares de Sena Madeireira é uma mistura de pêsames e revolta. A ocorrência que, ao que tudo indica, vitimou o sargento Josimar Moreira, mais conhecido como Mazinho, na manhã do último dia 3, terça-feira, próximo à balsa do Rio Purus, evidenciou ainda mais o que a Associação dos Militares Estaduais do Acre (Ameac) vem clamando desde sua criação: melhores condições de trabalho.
“É preciso que fatos lamentáveis como esses aconteçam para que entendam o que estamos querendo dizer? Até quando o sangue de nossos militares terá que verter sobre a terra para que o nosso pedido de melhoria das condições de trabalho seja atendido?”, indaga o presidente da Ameac, Sargento Ribeiro.

Com a cara e a coragem

O sargento Mazinho, ao que tudo indica, estava trabalhando sem colete balístico, uma triste realidade da corporação militar. Segundo informações não-oficiais, a maioria dos coletes da PM está com prazo de validade vencido, ainda assim não atendem a todos que estão de serviço. É comum, mesmo em Rio Branco, guarnições inteiras enfrentarem os perigos das ruas sem a proteção adequada.
Outro fator preocupante é o armamento utilizado no dia-a-dia. Os bandidos que assaltaram o Banco do Brasil de Feijó demonstraram que os armamentos utilizados em suas ações criminosas são pesados, de longo alcance e com grande poder de tiros por minuto. Os policiais se encontravam com pistolas .40 e 38, fica claro que os militares estavam despreparados para uma operação daquela envergadura, eram inferiores numericamente e ainda não tinha munição suficiente para empreender um embate contra os bandidos.

O planejamento e execução

Apenas após o fato lamentável acontecer o comando da PM enviou, para Sena Madureira, mais efetivo, armamento pesado e munições para armas .40, 556 e 38. O que deveria ser feito com antecedência e com bastante planejamento foi feito às pressas.

O lamento

Entre os militares que conheciam o sargento Josimar Moreira, o clima é de grande pesar. “Estamos tristes com a perda de um amigo, mais profundamente irritados com a maneira pela qual o perdemos”, diz um militar de Sena.
O Major Wherles Rocha comandou o município de Sena Madureira, entre os militares subordinados estava Josimar. “Era um bom policial. Disciplinado e que levava a sério o serviço. A Polícia Militar perdeu um grande servidor, um bom aplicador da lei. É lamentável o ocorrido!”, conclui Rocha.

Foto: Site agazeta.net

11 comentários:

  1. É lastimavel. Realmente o pior ano de todos para a PM. Na época do esquadrão tava mais tranquilo que agora. Precisamos não só de um novo comandante como principalmente de um novo governo.

    ResponderExcluir
  2. Dois supostos traficantes, ambos suspeitos de pertencer ao chamado "Bonde do 157", grupo acusado de matar policiais militares no subúrbio do Rio de Janeiro, foram mortos ontem à noite numa troca de tiros com policiais militares

    ResponderExcluir
  3. O governo do Estado comprou uma BOSTA de um helicoptero que só serve para a imprensa tirar foto, pois para a segurança pública de nada vale. A função principal desse helicoptero devia ser a de agilizar o serviço da policia, fazendo deslocamento de pessoal com rapidez, porém amigos, durante os dias desse ocorrido do assalto ao banco do Brasil em feijó, ele de nada serviu. Quando estava em Feijó ele não podia levantar voou, pois não poderia exceder as hora da revisão, e as poucas vezes que levantou voou, foi para levar oficial para dar uma passeada sobre a região sendo que quem deveria de fato ser transportado e levado para fazer reconhecimento da área eram os PRAÇAS, pois eles foram quem entram nos ramais e eram quem estava trabalhando na missão. Já durante o ocorrido na Balsa do rio Purus onde mataram o sgt Mazinho, ninguém em momento nenhum viu esse helcoptero por lá (e como seria útil se bem utilizado). Depois de 4 dias da morte do sgt Mazinho em Sena Madureira não havia armamento aproproiado para nem a metade do efetivo, sem contar que no dia da morte dele, os policiais só foram pq haviam perdido um amigo muito querido, pois, não tinha as minimas condições necessária, a grande maioria dos PMs foram com armas próprias e na hora correram atrás da Policia civil para pegar emprestado meia caixa de cartucho calibre 38 (isso é uma brincadeira e de muito mal gosto. Então amigos e desta forma que somos tratados por esse governo e pelo comando. Tenho visto muitos colegas dizer que vão fazer vista grossa de agora em diante, pois não adianta deixar suas familias desemparadas enquanto tentam melhorar a vida da sociedade, sendo que quem deveria fazer isso não o faz. Uma vez em Sena Madureira o sub **moderado** geral disse a seguinte frase quando reivindicamos uma viatura, pois Sena o terceiro maior municipio do Estado estava sem nenhuma:"Pessoal se tiver de morrer gente vai morrer". Gente isso é coisa que um representante da segurança pública de um Estado diga? Daí podemos perceber o compromisso deles com a vida da população.

    ResponderExcluir
  4. CARLOS FONSECA - PM E BM - TURMA DE 198612 de novembro de 2009 08:14

    AOS COLEGAS EXTREMAMENTE OPERACIONAIS E CORAJOSOS, O MEU RESPEITO E MEUS PÊSAMES POR TODAS ESTAS TRAGÉDIAS.
    NÃO DEIXEM QUE AS MORTES DE COLEGAS FIQUEM NO ESQUECIMENTO.
    FAÇAM O QUE DEVE SER FEITO !
    PAREM DE MORRER.

    POLICIAL MILITAR E BOMBEIRO MILITAR M. FONSECA
    TURMA DE 1986

    ResponderExcluir
  5. Caros colegas de Sena Madureira, terra de um grande policial amigo meu que se autodenomina "Fraqueza"!

    Vós sóis fortes!
    Vós sóis heróis!
    Vós sois persistentes!
    Vós sois insistentes!
    Vós sois bravos!
    Vós sois companheiros!
    Vós sois amigos!
    Vós sois profissionais ímpares!
    Vós sois destemidos!
    Vós sois admiráveis!
    Vós sois os melhores policiais deste torrão: de .38 na mão, sem coletes, sem estrutura policial, sem respeito por parte do governo e dos teus "superiores", tratados como recrutas inexperientes do exército, sem risco de vida igual ao de quem NUNCA corre risco algum...
    Vós sois realmente os melhores policiais do mundo!
    Abraços a todos!
    E peguem esses assassinos!

    ResponderExcluir
  6. ÈTICO E MORAL.

    Já estar mais do que na hora de haver uma audiência pública com relação a segurança pública do estado do acre.
    Aí, vamos lavar as roupas sujas.
    AME,deputados e veriadores se mobilizem para que isso ocôrra o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  7. Eu e muita gente se pergunta o porque da PM não ter pedido ajuda logistica (armamento, carro, etc) ao Exército!!! Porque?

    ResponderExcluir
  8. "Segura peteca" parceiro, obrigado pelas palavras e um grande abraço desse seu amigo.

    ResponderExcluir
  9. Quero aqui deixar registrado os meus lamentos quanto ao meus amigos de farda mortos por culpa do Governo do Estado do Acre e a culpula do cmt da polícia Militar,onde o govern o vem mentindo a toda sociedade quanto a segurança pública dizendo ele que vai muito bem, não podemos oferecerum trabalho de qualidade pois o policial tem que fazer bico, um salário que não dar nem para ter uma vida digna esse governo é um ditador, temos um cmt daPMAC que não pode falar nada a favor da tropa com medo de perder o cargo, até para falar com o governador tem que ficar dias falando com a secretaria, isso é ue é dar valor a segurança; dizem os mais velhos que de cada acntecimento temos que tirar um aprendizado, e, nesse de feijó tiramos não só um, mas vários, ´SEGURANÇA PÚBLICA FALIDA,onde não tem material como armas, colete, munição e nem carro para chegar ao local do assalto, de helicoptero só se alugar outro porque o que foi comprado, não deu certo, SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA deve ter ido assistir algum filme para ver como é que combate a criminalidade;CMT GERAL DA PMAC, agora coloca a culpa só no código penal, cuidado que o código atira em PM,GOVERNADOR discursa muito bem agora vão combater a criminalidade coisa de político só fala para poder enganar a população.

    ResponderExcluir
  10. meus companheiros de farda o Sr comandante geral da pm disse na aula inaugural do curso de sd PM 2009,que no maximo seis meses cada policial teria o seu colete balistico individual.Vamos pagar pra ver!

    ResponderExcluir
  11. Eu me pergunto pq esse mala desse descomandante não pensou nisso antes...
    Pq soldado pra ele não tem e nunca terá valor! Acontece que as últimas mortes de policiais vão se traduzir em votos contrários ao PT, daí esse "interesse" repentino pela segurança dos policiais.
    A estrutura policial brasileira precisa ser urgentemente modificada para acabar com visões desta natureza.
    Soldado não é cidadão! Como pode garantir cidadania aos outros???
    Fim do militarismo já!

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.