quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Notícia postada no site: www.agazeta.net

10 letras que explicam a violência contínua no Acre
Quixotesca, é a assim que vamos chamar a luta da Secretaria de Segurança Pública contra a violência que assola o Acre nos últimos meses. Falar do quadro de crimes e delitos é fácil, resumindo, está um caos. Mas, se faz necessário explicar a palavra quixotesca. Podemos chamar de uma pessoa sonhadora, desligada da realidade. Tem ainda a síndrome quixotesca que é criar inimigos invisíveis. É esse o caminho que vem percorrendo a cúpula da Segurança Pública acreana.
Quixotesco vem de Dom Quixote de La Mancha, o livro de Miguel de Cervantes, onde narra as fantasias de Dom Quixote um cavaleiro que sai em busca de imitar os grandes heróis, no entanto tudo não passava de falsas realidades, como acreditar que moinhos de vento eram gigantes.
A secretaria de segurança fala timidamente da violência no Estado, quando fala, sempre vem o discurso de que medidas estão sendo tomadas. Tudo não passa de uma paródia do real, como na vida de Dom Quixote.
A violência só aumenta, atrás, o noticiário jornalístico só chamava os "fora da lei" de marginais, agora, nem a polícia usa mais a palavra, atualmente, eles são "bandidos", não é porque o gênero esteja com erro, é porque bandido, dá uma noção de um "fora da lei" mais forte, violento e destemido. O marginal tinha medo da polícia, o bandido não. Eles matam policiais. Nesta terça-feira (10) de novembro, os militares enterram mais um colega de farda, o soldado Edvânio. Este ano nunca será esqucido pela PM, os militares não vão ouvir as vozes nem as brincadeiras do: Jucivan; do Josimar; do Fracisnato; o Moura e do Suelmo, todos foram mortos por tiros. A "nossa" polícia militar está em choque, ou melhor, em xeque, mate. Não é oferecida a estrutura suficiente para um policiamento ostensivo, onde policiais estejam sempre presentes nas ruas. Os militares não contam com fardas, coletes á prova de balas, estão vencidos, as armas são antigas e raramente fazem treinamento de tiro. Chame a polícia militar, em determinadas horas, para crimes considerados de pequenas monta e verá o descaso. Os quartéis no interior do Estado estão caindo. Em senador Guiomard quando vem á chuva, os militares ficam nas salas com os guarda-chuvas na mão tantas são as goteiras. Lá em cima o "estrelão" mostra imponência, principalmente pelo valor que lhe foi pago, em baixo parece o mundo de Dom Quixote. A polícia civil nem se fala. O diretor chegou a afirmar que tinha acabado o amadorismo, assim como Dom Quixote, tentou passar a imagem de um mundo novo, mas irreal. Na verdade, nem eu que fui a uma academia de policia teria demorado tanto para encontrar o corpo do professor Marcos Afonso Soares. A vítima foi assassinada na própria casa, mas os delegados (3), não investigaram local do crime. No portão de entrada da casa, estavam a arma, uma faca e ao lado o corpo do professor enterrado em cova rasa. A descoberta veio 5 dias depois do homicídio porque um dos matadores resolveu falar.
Quer mais: A delegacia do menor foi assaltada, os bandidos entraram, espancaram os agentes, deixaram todos presos numa das celas e levaram as armas. A corregedoria de polícia também foi arrombada, e há 3 semanas, uma das novas motos foi levada pelos bandidos. O que pensar de uma polícia que deixou roubarem 15 armas, só este ano? Adivinha quem está armando os bandidos? Enquanto tudo isso é colocado na mesa, o governador Binho Marques aparece nos jornais com Arnold Schwarzenegger, atual governador da Califórnia nos Estados Unidos e um campeão de bilheteria no cinema. Quem sabe o governador, o nosso, não está convidando o senhor ex-músculo para acabar com os bandidos no Acre, mas é melhor chamar também o Rambo, Dolph Lundgren e Steve Seagal, por que a missão, parece impossível. Pena que o Charles Bronson morreu. O governador, o nosso age como se nos estivéssemos, num planeta, e ele, noutro.
A questão, é que a violência não pode ser depositada nas policias. Os outros setores do Estado deveriam atuar para reduzir o número de pessoas que partem para a delinquência. Na maioria é pobre, desempregado, vive nas piores áreas da cidade e estatisticamente, tem a maior probabilidade de ir para a prisão que para a universidade.
Miguel de Cervantes colocou Dom Quixote de La mancha como um sonhador, mas para criar limites, nessa fuga, criou um fiel escudeiro para o herói: Sancho Pança, que era mais realista, mas não menos desvirtuado, talvez falte para a Secretaria de Segurança o Sancho Pança, para que os próximos capítulos sejam menos sangrentos. Cuidado que tanta violência pode pesar na próxima eleição, a logosofia pode explicar.
Por Adaílson Oliveira

7 comentários:

  1. Senhores, me ocorreu um pensamento...

    Gostaria da sua ajuda para tentar entender!

    Pq essa violência está vitimizando "seletivamente" policiais militares?

    Não se trata de desejar que a morte ocorra em outras categorias policiais!

    Não me entendam mal...

    Só gostaria de apreender a dinâmica dessa violência!

    Mas pq essa violência não vitimiza no mesmo espaço urbano, policiais civis, policiais rodoviários federais, bombeiros, agentes penitenciários e policiais federais?

    O que nos seleciona?

    O que nos torna seletivos?

    Como somos selecionados?

    Por quê somos selecionados?

    Essas mortes são coincidência ou co-incidência?

    Por que essas mortes acontecem?

    Como podemos para isso?

    Dos 06 policiais militares mortos, 2 estavam de serviço e os outros 4 estavam de folga...

    Os números acima significam alguma coisa. Tenho minhas convicções mas não vou influênciá-los, expondo-as. Prefiro ouvi-los.

    Vcs tem percebido o aumento de apreensões de armas nas mãos de traficantes?

    Como, por onde e por quem as armas utilizadas no assalto ao BB/Feijó-AC, entraram no Estado?

    Vcs percebem que moramos numa área de fronteira tríplice e desprotegida? (Brasil, Perú, Bolívia)

    Vcs percebem que Perú e Bolívia são os maiores produtores mundiais de cocaína e seus subderivados?

    Vcs percebem que onde tem droga, obrigatoriamente existem armas, prostituição, tráfico de seres humanos, furto/roubo de veículos, além de crimes "localizados ou domésticos" (roubo, furto e assassinatos (expressivamente de policiais com baixos níveis de envolvimento com a corrupção e o crime organizado), no âmbito do nosso Estado, município, bairro, rua etc...)

    Vcs percebem que o governo do Estado menospreza essa percepção espacial?

    Me ajudem, por favor!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns JORNALISTA Adailton Oliveira!
    Não em jeito!
    Jornalistas de verdade são jornalistas mesmo!
    Não adianta o governo por no bolso, pagar bem, dar empreguinho na assessoria de comunicação do estado com um D.A.S rechonchudo...
    Muitos jornalistas deram suas vidas para que tenhamos um país melhor: Wladimir Herzog e Tim Lopes são dois exemplos.
    Não vamos esquecer o velho e bom Clélio Rabelo que chutou o balde do PT (ele era petista, mas desistiu assim como a Marina Silva!) e se foi daqui para continuar a cultivar os valores que construíram sua hombridade...
    Rompemos definitivamente a barreira do servilismo da informação controlada por este governo antipopulação!
    Esperamos que outros jornalistas se juntem a vc e ajudem a construir conosco um movimento de libertação popular-MLP do jugo desse maldito PT!
    Vc é jornalista com todas as letras! Parabéns!
    P.S. Só não vale votar na galera que já governou antes desses que aí estão, senão vai ser 6 por meia dúzia!

    ResponderExcluir
  3. Essa Caricatura do ARNOLBINHO FICOU NOTA 10. Mas o binho tem tudo a ver com o Arnold. Este é o exterminador do futuro na ficção e o binho é o exterminador do futuro na vida real. Sem ter políticas públicas que garanta emprego pra juventude é exterminar o futuro de qualquer jovem que saia do ensino médio em busca do primeiro emprego. Se algum dia houver uma eleição e disserem: se o pt ganhar vai a turma toda pro inferno. Nem assim eu voto neles porque em uma semana o diabo vem aqui pra terra porque eles espulsam ele do inferno.

    ResponderExcluir
  4. Acho que tem mais haver com o conto do Pinóquio.

    ResponderExcluir
  5. " ROMBO " - PROGRAMADO PARA MORRER12 de novembro de 2009 06:42

    QUANTO NOJO, QUANTA VERGONHA EU SINTO......

    DESGRAÇADOS, CANALHOCRATAS AGINDO CONTRA O SEU PRÓPRIO POVO, PREJUDICANDO OS HOMENS DE VALOR QUE FAZEM A SEGURANÇA DE TODO UM ESTADO !

    APRENDAM COM OS ANIMAIS : NENHUM DELES " CAGA ONDE COME ". PERDOE-NOS O TERMO. AOS FAZEDORES DE MERDA.....
    ANTEVEJO COISAS MUITO SÉRIAS VINDO POR AÍ. ATENÇÃO !!

    ResponderExcluir
  6. AMIGOS MILITARES,NOS AGENTES PENITENCIARIOS ESTAMOS SEMPRE PRESTANDO NOSSO APOIO E SOLIDARIEDADE A VOCÊ,QUANDO ALGUEM É ENVIADO AO PRESIDIO POR TER COMETIDO ALGUM CRIME CONTRA VCS, O TRATAMENTO COM ÉLES É "DIFERENCIADO" O FATO É QUE NA ULTIMA QUARTA FEIRA UM DOIS DE NÓS FOI PRESO E CONDUZIDO A DELAGACIA DE FLAGRANTES POR VOCES, ELES CONTAM QUE FORAM TRATADOS PELA POLICIA MILITAR, COMO BANDIDO, SERÁ ESSA A NOSSA RECOMPENSA.

    ResponderExcluir
  7. FAZEM SEGURANÇA PÚBLICA NO DISCURSO...NADA MAIS QUE ISSO. SE QUER AINDA CHAMARAM OS APROVADOS DO ÚLTIMO CONCURSO DA POLICIA CIVIL, ESCRIVÃES, DELEGADOS, E PERITOS...POUCA VERGONHA...E O PIOR, ESTÃO CONTRATANDO TERCEIRIZADOS PARA FAZER NOSSO SERVIÇO NAS DELEGACIAS....

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.