segunda-feira, 28 de março de 2011

O aumento para os Militares do Acre é uma utopia?


Ao longo dos anos, vimos os militares serem desvalorizados, sem meios eficazes e eficientes para trabalharem e proporcionarem uma maior segurança para a nossa sociedade. As coisas só tendem a piorar quando essa desvalorização não atinge tão somente a falta de equipamentos de proteção individual, viaturas, quarteis com estrutura suficiente para se fazer planejamento e controle de dados estatísticos, mas quando vemos também o Soldado, que opera todo esse sistema, desvalorizado.
Quando digo soldado entenda-se também Cabo, Sargento, Sub-Tenente, Tenente, Capitão, Major, Tenente Coronel e Coronel. Seria injusto se eu não citasse os Oficiais, que são, em sua maioria, mentores intelectuais do nosso Sistema Militar de Segurança Pública.
Nos últimos anos a insatisfação com o Poder Executivo é visível e a forma inerte que age o Poder Legislativo, é vergonhosa. Os Deputados Estaduais são postos na Assembleia Legislativa para serem os fiscais do Poder Executivo e de seus atos, para poderem dar uma resposta à população. São eles que tem um fino trato com as lideranças regionais, são eles que em época de campanha política vão de bairro em bairro a procura dessas lideranças pedir apoio e deveriam ser eles também a dar uma resposta a sociedade fiscalizando todos os atos do Poder Executivo. Mas infelizmente isso não vem acontecendo.
O Estado do Acre, sempre dito como Estado pobre, ao longo dos últimos doze anos teve um aumento na transferência de Recursos Federais na ordem de, pasmem, 565%. Isso mesmo o repasse médio mensal em 1999 era de R$ 34 milhões e agora em 2011 passou a R$ 192 milhões (Veja a tabela abaixo). Vale lembrar que nesses valores não está incluído arrecadações de impostos e tributos estaduais, como ICMS. Sabemos que com esse dinheiro são feitas as obras,há investimentos em saúde, educação além de outros serviços públicos. Entretanto é um lugar não menos importante está a Segurança Pública, serviço essencial ao Estado.
 Artigo de um leitor do Blog 4 de Maio

5 comentários:

  1. “Governador e militares fazem uma reunião histórica”, diz ele.
    Assim que vi noticiado na internet e no jornal A gazeta a reunião a portas fechadas (isso quer dizer sem a presença dos mais interessados, no caso as praças da PMAC), encontro restrito que foi realizado pelo governador Tião Viana para tentar adiar o inevitável, a melhoria de nossa remuneração injusta e miserável.
    Aos que leram a notícia, destaco algumas falácias que nada mais fazem do que nos enganar, procurando apenas, com argumentos antigos e impróprios, dar continuidade à velha política de salários para a Segurança Pública, política esta, criada pela Frente Popular.
    1. A matéria diz que existiu um “diálogo direto e sincero”. Isso realmente não existiu, já que diálogos diretos são com todas as partes envolvidas, e não apenas com alguns poucos escolhidos, como foi feito pelo governador, apenas com os oficiais e os comandantes de unidades.
    2. A matéria diz que o Cmt Geral disse que o governador já atendeu parte de nossos anseios ao voltar os olhos para a estrutura física dos quartéis. Pergunto que é mais importante, os quartéis ou qualidade de vida de minha família, já que com o salário atual, nossas famílias estão passando necessidades? Responda isso.
    3. A matéria diz que o secretário de Fazenda, Mâncio Lima, falou do aumento percentual dos últimos 12 anos no salário dos militares. Mas esqueceram de dizer que esses aumentos apenas supriram e mal as perdas salariais e que o nosso salário está entre os piores do Brasil.
    Desse modo, vemos que a dita reunião histórica, fez apenas uma reafirmação da posição inflexível do governo diante de nossas necessidades mais básicas. Não podemos mais fechar os olhos para aqueles que querem decidir tudo por nós. Caro Governador, o senhor tem que chamar para a reunião os que realmente têm os salários mais baixos da categoria e não os que por seus salários, não tem as mesmas necessidades que os 95% restantes, pense nisso.
    Senhor Governador, histórica seria a reunião que ouvisse nossos representantes, não os seus.

    ResponderExcluir
  2. ACRE COM "P" !

    Pesquisa publicada prova:
    Preferencialmente preto, pobre, prostituta
    Pra polícia prender
    Pare, pense, porque?
    Prossigo
    Pelas periferia praticam perversidades: PMs
    Pelos palanques políticos prometem, prometem
    Pura palhaçada Proveito próprio,
    Praias, programas, piscinas, palmas...
    Pra periferia? Pânico, pólvora, pápápá
    Primeiras páginas.
    Preço pago?
    Pescoço, peito, pulmões perfurados
    Parece pouco?
    Pedro Paulo
    Profissão: pedreiro
    Passa-tempo predileto: pandeiro
    Preso portando pó Passou pelos piores pesadelos
    Presídios, porões, problemas pessoais, psicológicos
    Perdeu parceiros, passado, presente
    País, parentes, principais pertences
    PC: político privilegiado
    Preso parecia piada
    Pagou propina pro plantão policial
    Passou pela porta principal
    Posso parecer psicopata
    Pivô pra perseguição
    Prevejo populares portanto pistolas
    Pronunciando palavrões
    Promotores públicos pedindo prisões...
    Pecado, pena
    Prisão perpétua

    Palavras pronunciadas pelo profeta, periferia

    Próxima Parte:

    Pelo presente pronunciamento,
    pedimos punição para peixes pequenos,
    poderosos pesos pesados.
    Pedimos principalmente paixão pela pátria
    prostituída pelos portugueses
    Prevenimos,posição parcial poderá provocar
    protestos, paralisações, piquetes, pressão popular,
    Preocupados?
    Promovemos passeatas pacificas, palestras,
    panfletamos
    Passamos perseguições, perigos por praça, palcos...
    Protestávamos porque privatizaram portos,
    pedágios... (precisamos produzir)... proibidos
    Policiais petulantes, pressionavam, pancadas,
    pauladas, pontapés (precisamos produzir)
    Pangarés pisoteando, postulavam prêmios, pura
    pilantragem
    Padres, pastores, promoveram procissões
    pedindo piedade,paciência para população
    Parábolas profecias, prometiam pétalas,
    paraíso predominou predador
    Paramos, pensamos profundamente:
    Porque pobre pesa plástico, papelão,
    pelo pingado, passagem, pelo pão?
    Porque proliferam pragas, pestes pelo país
    Porque Presidente?
    Pra Princesinha, Patricinha: Prestigio, Patrocinio,
    Progresso, Patrimonios, Propriedade, Palacetes,
    Porcelana, Pérolas, Perfumes, Plásticas, Plumas,
    Paetes.
    Porque Prossegue?
    Pro Plebeu Predestinado: Pranto, Perfuracoes, Pesames,
    Pulseira Pro Pulso, Pinga, Poeira, Pedradas, Pagar
    Prestacao Por Prestacao, Parceiros Paraliticos,
    Paraplexicos, Prostituicao
    Personalidades Publicas Podiam Pressionar Permanecem
    Paralizadas, Procedimento Padrao, Parabens! Peco
    Permissao Pra Perguntar: Porque Pele Preta, Postura
    Parda? Po Pensador, Pisou, Pior, Posou Pros Playboy,
    Pra platéia, Peço Postura, Personalidade.. Pros
    Parceiros, Pras Parceiras
    Presidente, Palmares Proclama: Primeiro, Presença
    Popular Permanente. Proposta: Pente Por Pente, Pipoco por pipoco.
    Paredão pros parasitas.

    ResponderExcluir
  3. Bombeiro é Mal: MALdito para o Governo, MALtratado pelo Comando.28 de março de 2011 19:32

    Mas tem dinheiro público sobrando para as diárias e cursos dos Oficiais, principalmente os "Combatentes" (Academia). Aliás, as diáris deles saem com antecedência e integrais...

    Por outro lado, o Governo teve dinheiro público para contratar o Latino para inaugurar mais uma ponte. Teve dinheiro público para contruir uma ponte-passarela de 20 milhões entre duas outras pontes (nova e metálica) que poderiam ser reformadas.

    Tem dinheiro publico para ficar construindo estrada com incríveis 2 milhões o quilômetro... Que há 12 anos não termina. Tem dinheiro para aumentar sobremaneira salários do Alto Escalão do Governo.

    Tem dinheiro para contratar os 1.033 cargos comissionados que criou recentemente, inclusive com voto de alguns deputados que se dizem de oposição. O Major Rocha votou contra o "trem da alegria"...

    Tem dinheiro para inauguar 5 vezes por ano a Fábrica de camisinha, as úsinas alcooverde, a fábrica de pisos etc.

    ResponderExcluir
  4. PT, acorda!
    Seu argumento não convence mais NINGUÉM!
    A greve dos PMs tá chegando e vcs terão o que merecem!
    Major Rocha, se formos fazer a passeata faça um convite na imprensa, blog, rádio, etc, convocando os acreanos que já foram vítimas da violência a marcharem junto com os PMs/BMs!
    Temos que sensibilizar a população para nossa causa!!!

    ResponderExcluir
  5. O AUMENTO É UMA UTOPIA, MAS A GREVE É REAL

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.