sexta-feira, 25 de março de 2011

Militares unidos para a negociação

Militares lotaram o auditiório da Escola Armando Nogueira em Rio Branco
O número de pessoas surpreendeu os coordenadores. Muitos militares não conseguiram entrar no auditório.
Militares de Cruzeiro do Sul, mais de 80% do efetivo compareceu.
Reunião com os bombeiros de Cruzeiro do Sul, quase 100% do efetivo.
Militares de Tarauacá. Cerca de 80% do efetivo.
A viajem não foi das mais fáceis. Com muita chuva e estrada em péssimas condições, o carro atolou.
As reuniões dos municípios de Feijó e Rodrigues Alves não tiveram fotos porque a máquina estava com a bateria descarregada.

Um comentário:

  1. EU ODEIO ODIAR, É ODIOSO.25 de março de 2011 09:03

    *** ATENÇÃO ***

    Não temos DIGNIDADE.
    Queremos DIGNIDADE.
    Não temos nada para oferecer às nossas familias.
    Façam alguma coisa UNIDOS agora, não "esperem acontecer".
    O fato de o DEPUTADO MAJOR ROCHA estar numa verdadeira ODISSÉIA, PEREGRINAÇÃO, RALLY DE REGULARIDADE(PRECISA ESTAR EM MUITOS MUNICIPIOS NO MENOR TEMPO POSSÍVEL)voando pelos ares Acreanos e comendo poeira e/ou escorregando numa laminha básica, este fato inédito, isso demonstra o tamanho de sua vontade e do seu compromisso em mudar definitivamente tudo o que está errado com referencia aos nossos direitos.
    Estejam juntos e misturados, estejam ao lado do DEPUTADO MAJOR ROCHA.
    Não esqueçam que o MAJOR ROCHA é um POLICIAL MILITAR e comprou verdadeira guerra contra um monte, uma RUMA, uma alcatéia inteira de LObinhos da vida.
    CONTEM COM ELE, ELE CONTA COM TODOS NÓS !
    DIGNIDADE AGORA !!!

    E para as AMEBAS que insistem em visitar o Blog somente para semear a discórdia e servir de estafeta, contínuo, oficce boy e MOLEQUE DE RECADO, recolha-se à sua insignificância, viva, deixe viver e, se NÃO puder ajudar, não atrapalhe.
    E agora que o DETRITO FEDERAL moralizou salários de pms e bms ?
    E agora ACRE ?
    E agora restante do Brasil ?
    E agora José ?

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.