terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Deputado Major Rocha solicita início imediato das negociações salariais dos militares


Em discurso na manhã de hoje, dia 15, no pequeno expediente da Assembléia Legislativa (Aleac), o deputado Wherles Rocha (PSDB) solicitou o início das negociações salariais entre os militares e o governo. O parlamentar afirmou que a categoria procura o Governo do Estado há meses para essa negociação, sem muitos resultados.
“Esperamos o início imediato das negociações. A categoria não pode esperar, os militares estão ansiosos por resultados e temos que dar uma resposta”, declarou Rocha.
Rocha lembrou que os militares dos estados de Pernambuco e Paraíba estão acenando com greve exatamente porque o governo deles não atende as reivindicações e que não deseja que isso também aconteça no Acre.

O governo

O deputado Moises Diniz (PCdoB) não quis entrar na discussão, afirmou apenas que o governo pretende iniciar as negociações com todas as categorias somente em março e que o major Wherles Rocha, como representante eleito pelos militares e pelo povo, será chamado para participar das reuniões.

Em busca de organização

As entidades que participam da comissão devem começar de imediato as preparações. De acordo com os dirigentes da Associação dos Praças do Corpo de Bombeiro do Acre (APRABMAC) na próxima sexta-feira, dia 18, às 8h30min, na sede campestre da entidade, haverá uma reunião para tratar de todos os procedimentos a serem adotados durante a negociação, incluindo a greve, caso a questão seja desfavorável para os militares.
Reuniões como estas são importantes não somente para afinar os discursos, mas também para arcar com as despesas financeiras que uma greve pode gerar, desde confecções de faixas e cartazes ao aluguel de carro de som e de comida para os militares, caso resolvam acampar.
 
Foto: Odair Leal, da Agência Aleac

8 comentários:

  1. nada mais justo que essas entidades que irão negociar com o governo, se preparar e antes de começar negociar com eles informar à tropa os índices que se pretendem alcançar, é o mínimo que se pede, é informação pessoal.OBS. A COISA MAIS FÁCIL É MOBILIZAR A TROPA.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Deputado Rocha!
    A melhor mídia é ganhar as ruas!
    Na TV e no rádio vc vai passar pela censura do governo petista! Ou seja, só aprece o que eles desejam!
    Faça o seguinte: pegue um microfone, uma caixa de som e uma tenda de sol e ponha tudo isso em frente ao QCG! Lá vc deve dar satisfação aos policiais/bombeiros e à população sobre o resultado das conversas com o governo!
    As pessoas estão tendo a impressão q vc está parado demais, apesar de sabermos do controle da mídia!
    FAÇA A SUA MÍDIA NAS RUAS!
    VÁ PRA FRENTE DO QCG COM UM MICROFONE!
    FOI ASSIM QUE OS petistas CHEGARAM AO PODER!!!
    GARANTO QUE GENTE PRA OUVIR NÃO VAI FALTAR!!!

    ResponderExcluir
  3. O Acre está em 23º lugar em "transparência" governamental!
    O governo dos "trabalhadores" trabalha apenas para os seus "trabalhadores"!
    Confiram o ranking em:
    http://www.indicedetransparencia.org.br/wp-content/uploads/2010/07/resumo_ac.pdf

    ResponderExcluir
  4. Deputado Rocha, deixa essa questão do salário dos ex-secretários de lado, por enquanto!
    Deixe pra fazer política depois!
    Vamos fazer a política salarial da categoria!
    Vamos cuidar DOS NOSSSOS INTERESSES enquanto categoria!

    ResponderExcluir
  5. CAPITÃO MORRIMENTO 201115 de fevereiro de 2011 18:54

    O deputado Moises Diniz (PCdoB) não quis entrar na discussão........
    Esse é um VACAREZZA da vida....
    Quem foi que votou nesta AMEBA........?!

    ResponderExcluir
  6. Concordo que o Major gosta de uma boa briga. Mais agora é hora de conseguirmos o risco de vida e um aumento básico. Depois vamos enfrentar os cobras criadas. Não podemos perder tempo de maio de 2009 até hoje nada conseguimos, agora com um representante eleito teremos confiança e segurança pra negociar. Vamos mobilizar a TROPA...

    ResponderExcluir
  7. Segura a Petece foi muito feliz em sua observação.
    Sim, se isso acontecer nã faltarão ouvidos e multiplicadores de suas palavras, desde que seja bem fundamentada, o que não é dificil.

    ResponderExcluir
  8. Meu caro Deputado Wesley, você votou hoje numa tremenda imoralidade.Não sei se o senhor tomou conhecimento. Creio que se sabia,com certeza votou contra. Se não sabia, foi enganado. Na pagina 5 deste Projeto de Lei Complementar que foi votado hoje, tem uma imoralidade maior ou igual ao que o Governador Binho praticava. É em relação ao art.. 6 da Lei Complementar No 191. Anteriormente os Sub-chefes do Gabinete Militar do Governador, o Sub-Chefe da PM e Corpo de Bombeiro, como tinham lei especifica não faziam jus aos 90% do Secretario de Estado.. Com a mudança que houve hoje, somente o Sub-comandante da PM e Bombeiro é que vão fazer jus a 90% do Secretario de Estado. Excluíram misteriosamente o Sub-Chefe do GM. Colocaram no lugar do Sub-Chefe do GM, no mesmo parágrafo único, a Sub-Chefe da Casa Civil ,a Senhora Maria de Nazaré Melo de AraujoLambert. Uma verdadeira imoralidade, não por colocarem ela, mais por tirarem da redação anterior, somente o Sub-Chefe do GM. Esse não vai fazer jus aos 90% do Secretario. E somente ele, entre todos os Sub-secretarios.. Qual o motivo? Sem explicação, pois somente 01 (um) de todos os sub-secretarios do Estado não vai fazer jus a 90%. Vai continuar ganhando 1.600,00 Reais. UM absurdo de desmoralização para que está prestando serviço diretamente ao Governador, e que tem uma efetivo sob seu comando. É humilhante quem está nesta situação. Você sabia disso!!!!!!

    “SOMENTE UM SUB- CHEFE, HOJE,NÃO GANHA IGUAL AOS OUTROS”
    É IMORALIDADE PURA!!!!Qual a justificativa? Não tem. É pura sacanagem e desmoralização ao GM.

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.