terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A espera do pior?

Bombeiros denunciam pouco efetivo para o combate a incêndio e salvamento

Três bombeiros escreveram e assinaram um texto para o e-mail do Blog 4 de Maio denunciando a irresponsabilidade do governo e do comando no que diz respeito ao pouco efetivo empregado nas guarnições de Salvamento e Incêndio. Os militares comprovaram as denúncias através das escalas de serviço dos últimos dez dias de dezembro, que compreendem as festas de final de ano.

De acordo com o Boletim Interno (BI) nº 239, que deveria ter sido assinado pelo tenente-coronel Joselito Leitão da Costa, mas contou com a rubrica do sargento Mourão, no dia 24 de dezembro havia apenas três pessoas escaladas no grupamento de Incêndio e mais três no de Salvamento.

- Em todas as escalas, são sempre três bombeiros no salvamento e Incêndio. Nossa escala é de 24 por 48. É importante mostrar a escala do dia 24 para todos verem o quanto a gente está sofrendo com a falta de efetivo. A gente já procurou as associações e nada deu jeito, sabemos que tudo isso é falta de vontade do governo e do comando que não tem coragem de cobrar, disseram os militares por e-mail.

Ainda de acordo com os militares, no mesmo dia 24 aconteceram dois incêndios, um no bairro Sobral e outro no bairro Airton Sena, ambas as ocorrências atendidas pelo 3º BEPCIF, que não mediram esforços para o trabalho, mesmo diante das dificuldades.

O serviço do dia 30 de dezembro, que consta no BI nº 242, foi um pouco pior. De acordo com informações do Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, dois militares do grupamento de Incêndio se encontravam em outras funções.

- No dia 30 havia 4 bombeiros de serviço. O chefe da 1ª linha estava em uma missão de busca de cadáver e o Auxiliar das 8h às 18h estava numa missão de mergulho. Ai eu pergunto: se tiver um sinistro (incêndio) terá como apenas dois bombeiros combaterem? Acho que o comando e o governo esperam o pior acontecer, declarou nossa fonte.

No dia 31, militares bombeiros foram deslocados para o Arena da Floresta sem prejuízo da escala, todos recebendo Banco de Horas. O que destoou além do pouco efetivo já relatado, foi a inserção de um soldado na escala extra da virada de ano, sendo que ele tinha como certa sua ida para Boca do Acre no dia 2 de janeiro. Quem assumiu a função, de maneira estranha, foi um sargento que está de férias. Coisas do Corpo de Bombeiros.

Outro fato estranho no CBMAC

Os denunciantes afirmaram que um sargento está sendo escalado no Banco de Horas para roçar o quintal do 1º Batalhão. Os militares disseram que o graduado chega a receber quatro Banco de Horas. Estamos de Olho.

7 comentários:

  1. Capitão PM RR Mário3 de janeiro de 2012 06:55

    QUE VERGONHA, HEIN?! OS GRADUADOS se tornaram graduados, cada vez mais se desvalorizam. Depois falaM que são os oficiais os culpados. Se vc é GRADUADO se coloque no seu verdadeiro lugar, rapaz! NOSSO PESSOAL PRECISA SER MAIS VALORIZADO. Conte-me alguma história de Agente de PC fazendo faxina ou com a mão na roçadeira... TCHAU!

    ResponderExcluir
  2. Capitão PM RR Mário3 de janeiro de 2012 07:04

    Assim não dá SARGENTO! Enquanto os soldados lutam pra ser mais valorizado, brigando para não fazer faxina, vem um graduado com a palhaçada dessa.
    Cap Mário, bom dia! Lembro-me quando o Sr. era Subcomandante do CFAP e lutava contras as atitudes de Silva Neto, St Bandeira e outros que não lembro, que passavam a manhã com a roçadeira na mão. Assisti uma vez o Sr. falar com o Maj Eugênio que isso não era correto, mas os próprios graduados faziam questão de prestar o serviço.Graduado não é pra isso! Nem Soldado! Fomos concursados para fazer segurança pública. Graduado é formado para comandar pequenas frações, ser lider...

    ResponderExcluir
  3. Pior é em Cruzeiro do Sul amigo que tem gente que é colocado na escala e não aparece para tirar o serviço, mais no banco de hora toda semana tira e tem mais, policiais femininas que ganham base de calculo e nem aparecem na penitenciaria.

    ResponderExcluir
  4. EM EPITACIOLANDIA É PIOR POIS SÃO 03 BOMBEIROS DE SERVIÇO POR DIA E SÓ 02 SAEM NAS OCORRENCIAS JÁ QUE UM TEM QUE FICAR NO QUARTEL ESTAMOS APELANDO E PIDINDO AJUDAS AOS CURIOSOS
    S.O.S BOMBEIROS EM EXTINÇÃO!!!

    ResponderExcluir
  5. Não se faz mais graduados como antigamente, com respeito e dignidade, vai ver não sabe fazer outra coisa, tem que compreender, foi uma luta para que tods saissem graduados, mesmo sem ter condição, agora aguenta e tem coisa pior....

    ResponderExcluir
  6. Realmente o que está acontecendo atualmente com o Corpo de Bombeiros é um “descaso” muito grande por parte do Governo, na verdade, estamos sucateados, falidos e sem a mínima estrutura de recursos humanos, ou seja, literalmente sem efetivo para o serviço operacional, que é a missão fim da corporação.
    Não é de hoje que somos desprezados pelo governo, parece que já existe uma cultura nos políticos, principalmente naqueles que ocupam o cargo máximo, de não nos valorizar e valoriza sim, quando a imprensa pressiona mostrando as nossas dificuldades para a população ou quando precisam da instituição para interesses políticos ou pessoais.
    Eu, sinceramente, sinto muita falta do Romildo Magalhães, que teve inúmeras falhas em seu governo, porém, não teve ainda outro governo no Estado do Acre que mais valorizou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.
    Os petistas podem falar o que quiser de mal do Romildo, mas podem ter certeza do furo financeiro que vão deixar o Estado do Acre após a eleição de 2014 que com certeza, sairão do poder.
    Eu ainda gostaria muito de contribuir com o Sr. Governador Tião Viana, apagando um incêndio em sua casa ou salvando a vida de um de seus familiares, não é desejando o mal, longe de mim, é somente para ele sentir o mesmo sentimento de quem precisa de um serviço de qualidade e não tem, justamente quem paga os nossos salários, que é a população acreana.
    Sr. Governador, uma dupla de bombeiros em uma viatura operacional, que deveriam ser nove pessoas, não apaga nem um pequeno incêndio, não salvam a vida nem deles próprios, pense nisso, pare de pensar nesta besteira de bombeiro voluntário, pense no aumento da qualidade dos nossos serviços, pense na sua família, pense na população acriana, pense no Corpo de Bombeiros e nos valorize, precisamos de melhores dias e segurança para a nossa população, não deixe que aconteça uma tragédia para poder agir.

    Um grande abraço de um bombeiro militar que ama a profissão. Nos ajude, a corporação agradece!!!

    ResponderExcluir
  7. Isso mostra o descaso com a corporação do CBMAC. Pois além do inchaço da parte administrativa, o operacional ainda vai sofrer mais com a chegada da alagação.
    Basta dar uma volta no QCG no amapá para ver como tem tanta gente nas salas sem fazer nada que ficam pelos corredores esperando um sair da sala para outro poder entrar. Mas la no 1º BEPCIF, falta gente porque tem neguim que não quer saber de escala na parte operacional.

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.