sexta-feira, 10 de maio de 2013

Guarda Mirim da PM firma parceria com Instituto Dom Moacir e jovens e adolescentes de baixa renda terão acesso a cursos profissionalizantes



O coordenador da Polícia Comunitária e Cidadania, Major Denílson, firmou uma parceria com o Instituto Dom Moacyr (IDM) e Polícia Militar passará a oferecer cursos profissionalizantes para os integrantes do projeto Guarda Mirim, que hoje atende a jovens e adolescentes dos bairros Recando dos Burutis e Calafate.

O objetivo da iniciativa é aproximar a Polícia Militar das comunidades levando cidadania para os bairros mais pobres da cidade. A atividade deve refletir positivamente nos índices de criminalidade.

Na parceria, o instituto oferecerá cursos técnico-profissionais que facilitarão a entrada dos alunos no mercado de trabalho através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e pela Secretaria Estadual de Educação e Secretaria de Pequenos Negócios.

Ao todo, o projeto coordenado pelo Major Denilson deverá atender cerca de 200 jovens cujas famílias tenham uma renda per capita de um salário mínimo, somente nesse primeiro ano.

- A transformação que a gente espera irá beneficiar toda a comunidade. Às vezes, o bairro recebe infraestrutura e não há uma consciência e cuidar do que é de todos, e a experiência de complemento da formação na vida desses adolescentes já gerou bons frutos, como pessoas que se tornaram referências de cidadãos bem, estabelecidos moral e profissionalmente, declarou o major a jornalista do IDM, Tamara Smoly.


Os guardas mirins já iniciaram a primeira fase de curso com aulas que tratam sobre a cidadania e segurança pública, ministrada pela própria Polícia Militar. A segunda fase ficará por conta do IDM.

5 comentários:

  1. quando chegará no preventório

    ResponderExcluir
  2. como faço pra colocar meu filho na guarda mirim?

    ResponderExcluir
  3. parabéns pra polícia militar

    ResponderExcluir
  4. NÃO ESQUEÇAM DA BAIXADA DA SOBRAL

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.