quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Eleger Tião Bocalom será bom para os militares?



Nos últimos dias, alguns amigos da PM e do Corpo de Bombeiros vieram me perguntar o que representaria a eleição de Tião Bocalom para os militares estaduais. A indagação não é por acaso, a força que a oposição está demonstrando nesse segundo turno para tirar a Frente Popular do poder contagiou também os quarteis da capital, os militares estão com Bocalom. Mas em que pontos, a oposição representaria melhorias para a nossa Caserna?

Quando pensamos apenas na esfera municipal e pontualmente nessas eleições, de fato, poucos argumentos conseguimos trazer à mente. É preciso que façamos uma reflexão um pouco mais ampliada e passemos a entender algumas questões do poder.

A Frente Popular, chefiada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), está a mais de 16 anos ocupando o executivo municipal e/ou estadual, sem contar, a esfera federal, indo para os 12 anos. Quando um grupo político se mantem durante tanto tempo assim no poder, de democracias passamos a vivenciar oligarquias, e o Estado passa a ser tratado como bem privado ou pessoal. Um exemplo. Nos primeiros meses de governo, Sebastião Viana nomeou vários parentes seus nas estruturas do Estado, inclusive a uma irmã, a senhora Silvia Helena Macedo, que foi exonerada depois de denúncias do deputado Rocha. Gildo Cesar, casado com a prima do governador, administra o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (DEPASA). A lista é grande e envolve sobrinha, irmã, tios e primos (confira na imagem reproduzida do jornal O Terminal). Ao todo, ainda de acordo com o jornal citado, o Estado chegou a pagar R$ 1.799.247,20 (um milhão, setecentos e noventa e nove mil, duzentos e quarenta e sete e vinte centavos) para a família do governador, o que representaria R$ 7.196.988 (sete milhões, cento e noventa e seis mil, novecentos e oitenta e oito), em quatro anos de mandato. Essa farra diminuiria com o Bacalom na prefeitura, já que existem cargos nessas situações no executivo municipal. Melhoria na questão moral.

Clique na imagem

Outro ponto que gostaria de levantar diz respeito ao tratamento que o governo daria para os representantes das categorias dos servidores públicos nas mesas de negociação se Bacalom ganhar. Quem não lembra da arrogância do Nepomuceno Carioca com os militares? Eles destrataram a categoria e chegaram a anunciar 1% de reajuste salarial, foi preciso a manifestação dos dias 13 e 14 de maio de 2011 para fazer o governo rever a própria proposta e sugerir os 20% parcelado em quatro vezes. Se o PT perder a prefeitura de Rio Branco, saberá que, se não mudar de atitude perante os servidores, fatalmente perderá também o governo estadual. Assim como nas regras do mercado, a competitividade entre executivo municipal e estadual fará com que a população seja beneficiada, já que a Frente Popular correrá atrás do prejuízo de todas as formas para não perder a hegemonia no Acre.

No próximo ano, 2013, o Deputado Major Rocha estará debatendo com a categoria e com as associações e clubes o novo regulamento disciplinar. A força de mobilização militar e, ao mesmo tempo, a receptividade do governo frente aos anseios da tropa ocasionados pela pressão de não perder o governo, tornará mais fácil a aprovação do projeto. O parlamentar já está concluindo os trabalhos junto com uma equipe de advogados para apresentar o melhor regulamento para a categoria. A questão, neste caso, não é o candidato tucano em si, mas o que ele representa dentro desse cenário político. Alguém duvida que o Sebastião Viana vá querer perder o governo estadual, caso não seja condenado no Supremo Tribunal Federal?

Por fim, a versão de personalidade que demonstra o governador Sebastião Viana ao visitar os quarteis não esconde o medo de perder a prefeitura de Rio Branco, muito menos nos faz esquecer que ele mesmo já havia feito uma visita como esta para ameaçar policiais e bombeiros militares de prisão e uso irrestrito do regulamento disciplinar e do Código Penal Militar. Ele e nós sabemos que a Frente Popular perdeu a maioria dos municípios e que se não der o passo certo perderá também o executivo estadual. Bacalom poderá representar o fim da política oligárquica do PT e novos ventos para as categorias militares. Permitam-me repitir, não o candidato em si, mas a questão política que ele representa.

O poder nas mãos de poucos nunca resultou em coisa boa e, na maioria das vezes, gerou opressão, gerou a ditadura.

SGT PM da turma de 2000
Obs.: Caro administrador, apresentei a você a minha opinião, mas não divulgue meu nome.

22 comentários:

  1. Não gosto da arrogância dos petistas, perseguição nem pensar, mas também não podemos esquecer que quando e Dep. Flaviano Melo(apoia bocalon em tudo) Orleir Cameli(na época desafeto do PT) estiveram no poder a classe militar também não teve vez, foram anos difíceis, com salários lá em baixo e poder de manifestação zero. então é preciso que se olhe em todas as direções para depois não chorarmos o leite derramado, acreditar em políticos que vão melhorar tudo ahhhhh não sei se ainda conseguimos. neste caso não sei quem será pior ou poderemos votar no menos ruim. grato e comentário pessoal

    ResponderExcluir
  2. Volta um pouco no passado e vê como era nosso estado, os prédios públicos caindo aos pedassos, o pronto socorro era um ninho de ratos, as escolas e delegacias entregues ás baratas, se esse grupo está no poder até hoje é porque faz por merecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não pode ser militar, os militares só foram massacrados pelos governos petista. Já ouviu dizer que toda unanimidade é burra, pois então, a mudança de gestão é salutar meu caro. Eu vou de 45!

      Excluir
    2. Sou Militar, sei administrar bem a minha remuneração por isso não vivo no sufoco culpando o Governo. Quem vota no Bocalon é uma maria vai com as outras que gosta de ser iludido com promessas mirabolantes.

      Excluir
  3. Verdade, por isso temos que eleger bocalon, so assim eles ficam com medo de perder o governo nas proximas eleições e passem a nos tratar com o devido respeito que merecemos, e se mesmo assim não o fizerem, vamos todos tirar o governo das mãos deles, nesse momento a prefeitura e em seguida o governo, vamos fazer de tudo pra sermos respeitados. Temos que procurar o bocalon antes do dia das eleições pra ver qual a posição dele com relação aos militares,pq ele sabe que nos estamos com ele porque eu mesmo disse a ele. precidente da AME, intermedie essa reunião com o bocalon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da res
      Poder
      Eo pt ser humilde e trabalhár tem ue ter medo deperde o poder

      Excluir
  4. Excelente texto.
    Concordo ipsis literis.
    PM/BM/AGEPEN/PC que vota no PT está esquecendo que os petistas são arrogantes e que "se acham" donos do Acre!
    Vamos tirar também a prefeitura da Capital desses ditadores!
    Os argumentos o texto já apresentou, com brilhantismo. Vai ser melhor pra todos nós.

    ResponderExcluir
  5. A atual administração reestruturou a carreira militar, agora todo soldado entra na pm sabendo que tem uma carreira de 06 anos cabo e 09 anos sargento, no passado era ser soldado a vida inteira a não ser que arrumasse peixada. Os salários não são ideais, mas no passado ninguem na pm tinha condições de comprar carro ou moto, era andar de onibus, graças a esses mesmos caciques que estão se babando pra meter de novo a mão na coisa pública... eu não esqueço a falência do BANACRE e a cidade nadando no lixo e toda feia, não podemos ajudar o retrocesso, é preciso avançar, negociar com o governo e conseguir mais melhorias, menos entrar na onda de um grupo organizado de aproveitadores dos cofres públicos;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não esqueça que se os salários melhoraram e você anda hoje de popular seminovo foi graças as ASSOCIAÇÕES de PM´S e BM´S que tomaram a frente, elaboraram propostas e apresentaram aos gestores petistas...não pense que foi a vontade expressa de governador e comandantes para que nossos salários aumentassem um pouquinho, inclusive os famigerados 20% em dois anos. Quero ver outro gestor no poder, a começar pela prefeitura, o pouquinho que ganhamos ninguém nos tira mais, agora o que poderemos ganhar até que a oposição chegue ao governo eu sei muito bem, muitas coisas boas virão, pode acreditar.

      Excluir
    2. Porque no passado era ruim, devemos nos contentar com o presente? Eu quero mais, eu quero melhorar minha vida para dar mais a minha família. Quero crescer, quero ter melhores salários e o PT não vai me dar me isso. Portanto precisamos de mudanças, precisamos mudar e melhorar esse Estado. EU SOU 45.

      Excluir
    3. Muito obrigado por publicar, agora vejo que és democrático, e faço o seguinte questionamento... é que as associações da PM também reinvidicavam aos gestores da oposição no passado, eles nunca deram nada, a não ser ovo pro pessoal comer no rancho e tinha até que trazer os familiares, dá até vergonha de lembrar, mas é preciso!

      Excluir
  6. Ate pro pt, vai ser melhor o Bocalon ganhar as eleições pra prefeito de Rio branco, ai eles vão ver ser quiserem permanecer no governo vai ter que respeita o povo como gente, e não uma meia duzia de puxa saco, beneficiado como cargos comicionados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querem ver os gestores petistas ficarem mansinhos com TODOS os servidores públicos, inclusive os militares, é quando o BOCALOM ganhar. O medo de perder o governo vai ser imenso, só temos a ganhar. Eu vou de 45!

      Excluir
  7. Pro pt se lembrar que não é dono do Acre, eu voto Bocalom!
    Tô me lixando pra cidade ela também não tá nem aí pra mim: a rua que moro é uma adrem - não tem esgoto, nem água, mas sobra poeira e lama...

    ResponderExcluir
  8. Independente de sigla partidária, o funcionário público, no meu ponto de vista, não pode ver a política como uma ética de convicção e sim, como ética da responsabilidade que é pautada por valores coletivos, decisões colegiadas, decisões democráticas etc. Qualquer governo que souber ouvir e negociar com as classes trabalhadoras, esse sim, será um bom gestor e certeza merecerá a cadeira de governante.

    ALTO ACRE.

    ResponderExcluir
  9. Meus irmãos, tenho certeza de que precisamos de mudanças e também mostrar para o governo que não é com uma pequena flexibilidade repentina (eleitoreira) que eles mudarão tantos anos de massacre contra nós servidores (digo servidores pq não foi só com a pm que eles foram ruins). Vale lembrar que se sebastião bocalom não fizer o melhor por nosso município, tb vai rodar(JUNTOS SOMOS FORTES). Tenho exemplo claro na minha própria família de que ele não é muito diferente dos petistas em relação a perseguição (quando gestor de Acrelândia), mas tb sei que temos por obrigação moral mostrar pro governo que temos o poder nas mãos. Então vamos juntos lutar por nossa dignidade e bem estar de nossas famílias. Seja com Bocalom ou Alexandre... Nesse contexto, prefiro o menos ruim!!! Como disse o nobre amigo, não é o candidato é o que nossa ação representará politicamente para o poder estadual!!!

    ResponderExcluir
  10. Acho que a alternância do poder é importante para a democracia, se não vira uma Venezuela da vida, ou seja, governo autoritário, e além do mais vai ser realmente bom para a PM sim, pois, o governo sabe que se não atender as nossas reivindicações, vai se fuder mais ainda!!! kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Esse discurso de que tudo de bom que existe se deve ao PT é ignorância ou ingenuidade. O Acre, assim como todo o Brasil, vivenciou muitos avanços pela própria conjuntura do país. Depois do controle da inflação e do fortalecimento da nossa moeda, bem antes de Lula e Dilma, o Brasil passou por grandes mudanças, que refletiram em nosso Estado. Na verdade, avançamos pouco pelo tempo que o PT está no poder, em todas as esferas. Devemos mudar, e mudança só com o Bocalom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo companheiro, faço minhas as suas palavras quando se fala que não foi só o Acre que avançou mais sim todo o país, essa história de que o PT mudou o estado é coisa de gente sem conhecimento, que não acompanha jornal, desinformada.. Já votei nos Ptralhas, hoje sou 45, contra a tirania e a arrogància dessa corja de salteadores...

      Excluir
  12. Estou com Bocalom 45.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. porque a prestação de contas não foi apresentada em reunião?????????????

      Excluir
  13. A culpa da falta de aumento salarial não é do governo estadual em sí, acordem meus amigos, é o governo federal que deveria melhorar não só o salario, mas também os beneficios da classe, se houvesse realmente união todos os policiais do nosso amado BRASIL parariam para uma melhora a nível federal, o problema é exatamente esse que dividiram a classe por Estados para enfraquecer a força, quanto aos partidos políticos o que tenho pra falar é que os candidatos do 13 estão trabalhando pela nossa cidade e pelo nosso Estado, nunca o Acre foi tão bem visto e nunca tivemos tantas mudanças juntas, quando elegiamos esses bandidos, tinhamos que escolher, ou ruas asfaltadas (uma merda de asfalto fino) ou melhoria no abastecimento de água (bombas que viviam quebrando e não eram consertadas, hoje pelo menos são) ou uma reforminha nos hospitais (que era somente a maternidade e o PS a fundação tinha que ser uma reforma só ela) tudo isso regado a muito atraso salarial (até 3 meses sem receber) e sabendo onde o dinheiro andava (rendendo juros em investimentos para que os bandidos recebessem mais) nunca podiamos ver melhorias conjuntas como houve, estradas, pontes, rrsrsrss pinguelas, mais hospitais, salarios em dia, canal da maternidade, canal do são francisco, reforma escolar, (cara, vcs não são cegos, acordem).

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.