sábado, 22 de janeiro de 2011

JORGE, O APOSENTADO CARA DE PAU DESINFORMADO

Senador do PT defende pensão como "salvaguarda"
JOÃO CARLOS MAGALHÃES
Da folha de São Paulo
DE BELÉM

Beneficiário de uma pensão vitalícia para ex-governadores do Acre ressuscitada quando ele próprio estava à frente do Estado, o senador eleito Jorge Viana (PT-AC) defende o benefício como uma "salvaguarda".
"Dependendo do perfil de algumas pessoas, que se expõem nas atividades que desempenham, isso pode ser importante", afirmou ele, governador entre 1999 e 2006. (Comentário do a 4 de maio: Espero que o Senador mantenha esse posicionamento quando se tratar de policiais e bombeiros militares. Que isso não sirva somente quando tratar dos interesses dele próprio. Nós Policiais e Bombeiros Militares também queremos ser remunerados com dignidade, não aguentamos mais sobreviver com essa miséria que é o nosso soldo e ainda ter que ouvir alguns governadores e ex-governadores desinformados, preocupados apenas com o próprio umbigo, dizer que temos um dos melhores salários do Brasil. Queremos a nossa aposentadoria especial. Senador, estamos de olho!!)
"Eu me expus muito quando ocupei o cargo, e acho que é importante hoje eu ter uma salvaguarda, inclusive para me proteger", disse Viana. (Comentário do a 4 de maio: Senador, o que dizer dos policiais e bombeiros que colocam a vida em risco todos os dias? Será que eles, que verdadeiramente colocam suas vidas em risco, não merecem uma remuneração melhor?)
Viana disse que não queria "entrar em detalhes" sobre a natureza das ameaças. (Comentário do a 4 de maio: Resfriado por causa dos gabinetes refrigerados, obesidade por participar de inúmeros banquetes e etc...)
Ele confirmou que recebe o dinheiro, mas disse não se lembrar se a lei recriada em seu governo permite o acúmulo com o salário de senador, de R$ 26,7 mil. "Com certeza vou dar uma olhada com toda a atenção nisso." (Comentário do a 4 de maio: Parece que a mordomia deixou o Senador com amnésia, coitado nem lembra que a lei foi criada pra lhe beneficiar)
Viana disse que também não se lembra em que ano a lei foi recriada.
Ela havia sido extinta por Orleir Cameli, seu antecessor no cargo.
Questionado pela Folha sobre o valor do pagamento, ele se recusou a informar e disse que o atual governo -do seu irmão, Tião Viana (PT)- é que deveria responder. Viana só disse que ganha "bem menos" que os R$ 24 mil do governador. (Comentário do a 4 de maio: Senador, será que o senhor tem vergonha desse salário que ganha? Imagine se o senhor ganhasse a migalha que nós, Policiais e Bombeiros Militares, ganhamos?)
A reportagem pede desde quarta-feira ao governo do Acre dados sobre as pensões.
Até a conclusão desta edição, não houve resposta.
O governador do RS, Tarso Genro (PT), disse que vai propor mudanças na lei estadual que regula as aposentadorias.
Ele disse que o Estado deveria poder descontar da atual pensão (R$ 24 mil) valores que o beneficiário receba de outras fontes. Segundo ele, a aposentadoria deveria garantir que os ex-mandatários possam ter uma "vida de classe média".(Comentário do a 4 de maio: Será que o Senador vai concordar com isso? Será que ele vai ficar passando necessidades se tiver que optar por um dos dois salários que ele recebe, 24 mil como ex-governador ou 26,7 mil como senador da República)
Colaborou GRACILIANO ROCHA, de Porto Alegre.
Fonte: Blog do Luiz Calixto

5 comentários:

  1. Isso é uma vergonha!!!

    ResponderExcluir
  2. 'O JURISTA'

    1.SUGIRO ENCAMINHAR AS RESPOSTAS QUE ENCONTRAM-SE PUBLICADAS NESTA MATÉRIA (SENADOR J.VIANA) À CORREGEDORIA DO SENADO FEDERAL, E A MÍDIA NACIONAL.

    2.DIANTE DE TAIS DECLARAÇÕES, MAIS DO QUE NUNCA, FICA PROVADO, QUE É HORA DE NOS ARTICULARMOS E POR CONSEGUINTE DEFLAGAR MOVIMENTO REINVIDICATÓRIO DE AUMENTO DE VENCIMENTOS, FAZENDO COM QUE TODOS PARTICIPEM.

    3.À LUTA INTEGRANTES DA PMAC E CBMAC !!!!!

    4.ISTO PORQUE, A PMAC E O CBMAC, detém a gestão e o consequente gerenciamento da área de segurança pública, que como se sabe, inclui as atividades de Polícia PREVENTIVA, e de Defesa Civil, no Estado do Acre.

    5.A medição da fôrça está antes de tudo vinculada, à uma LEGALIDADE DE ASPECTO CONSTITUCIONAL, que faz, com que não seja necessário oferecer qualquer espécie de PROVA(S), para fazer demonstrar o que é notório.

    6.Ocorre, que a deflagração de qualquer movimento que tenha por objetivo REINVINDICAR O REAJUSTE E O CONSEQUENTE AUMENTO DE VENCIMENTOS, deve estar necessariamente incluso à uma articulação política coerente, que demonstre a importância das tarefas que são desempenhadas diuturnamente por seu EFETIVO HUMANO.

    7.Esta articulação política, deve estar vinculada, à uma notória 'CAPACIDADE DE QUERER FAZER COM COMPETENCIA' no sentido, de alcançar as METAS QUE SERÃO PROPOSTAS,PLANEJADAS, E APRESENTADAS, objetivando BENEFICIAR TODOS ÀQUELES QUE INTEGRAM A FAMÍLIA POLICIAL MILITAR.

    8.É de domínio público, que já existe a imperiosa necessidade de assim fazer, por conta, até mesmo de proposta(s) que encontra-se tramitando no Congresso Nacional, (PEC 300), e que faz, com que a PMAC/CBMAC, deva acompanhar o 'marco histórico deste processo'.

    9.ARTICULAR O MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO, é fazer, com que todos participem desta luta!!!!

    ResponderExcluir
  3. Vagabundos! Filhos da puta! Canalhas! Ladrões!
    Já chutei a bunda de vcs na última eleição e não vou desistir até convencer o último acreano a nunca mais votar no PT!
    Obs.: tá cada dia mais fácil essa tarefa!

    ResponderExcluir
  4. Esses babacas do PT pensam que todo mundo ~e otãrio. Tao todos fudidos.

    ResponderExcluir
  5. O JURISTA II

    1.A concreta possibilidade de revisão dos vencimentos, nos períodos posteriores ao advento da EC n.º 19 (DOU em 05.06.98), galgado na proporcionalidade numérica da concesssão de índices às outras esferas governamentais, deve ser uma realidade, que só depende de nós.

    2.Por lógica, é evidente que há um desequilíbrio em relação ao PAGAMENTO DE PESSOAL PMAC/CBMAC, junto à outras esferas de governo, que com patamar de salários muito mais alto, faz com que, em hipótese alguma, tal ato desabonador, venha à justificar-se, especialmenmte através do ponto de vista legal/jurídico/constitucional.

    3.Sabemos, que tal desequilíbrio, não é por culpa do servidor, mas sim do próprio governo (executivo) que omisso em fiscalizar devidamente o emprego das verbas públicas, destinadas à dotação orçamentária para pagamento do servidor público, sob sua responsabilidade, provoca tamanho escrutínio.

    4.Tal fato, qual seja, a omissão de gerir adequadamente as verbas destinadas ao pagamento de pessoal, faz com que, de há muito, os integrantes da PMAC/CBMAC, não tenham sido alvo positivo de diretrizes ou prioridades, acerca de um efetivo, digno, e verdadeiro aumento salarial.

    5.Pelo contrário, por força da política de pagamento de pessoal implantada no Estado, há uma corrosão implacável de salários PMAC/CBMAC, em decorrência também da inexorável (e indiscutível) desvalorização destas corporações, no seio governamental, por mais de 04 (quatro) anos.

    'EM ASSIM SENDO TODOS DEVEM IR À LUTA, por aumento de vencimentos JÁ!!!!!! galgado na mesma proporção àqueles (REAJUSTES) que foram concedidos às altas esferas de governo, em especial, quando sabemos, que as funções relativas ao desempenho da segurança pública, entre outras, saõ dotadas de real periculosidade e induvidosa insalabridade'

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.