sexta-feira, 21 de agosto de 2009

NOTA DE PESAR

A Associação dos Militares do Acre – AME/AC, em nome de todos os seus associados, apresenta à família enlutada do colega de farda, FRANCISCO DE ASSIS MOURA, os sentimentos de tristeza e pesar pelo seu falecimento, ocorrido no último dia 20 de agosto, nesta cidade de Rio Branco-AC, rogando a Deus o consolo espiritual necessário para que com fé e resignação sua família possa superar esse momento de dor e grande perda.
Do sargento F. ASSIS ficarão as lembranças boas de um amigo leal e sempre disposto a auxiliar os mais jovens, mesmo após a sua passagem para a reserva remunerada. Pessoa integra que verdadeiramente espelhava o espírito e o sentimento do verdadeiro Policial Militar.

Juntamente com seus familiares, todos os seus irmãos de farda estão consternados.

Rio Branco, 21 de agosto de 2009.
Sargento PM Natalício Braga
Sargento BM Ribeiro
Sargento PM Romeu
Sargento PM Ginaldo
Major PM Nascimento
Major PM Jauri
Major PM Rocha
Capitão PM Farias
Capitão BM Moreira
Tenente PM Ávila
Sargento BM Marques
Sargento PM Trajano
Vereador Sargento Vieira
Clic para ver informações sobre o fato:

13 comentários:

  1. vamos pegar esses vagabundos...

    ResponderExcluir
  2. Grande De Assis, com era chamado. Que Deus te companhe!!!!
    Mais um policial qur se foi por causa dessa bandidagem. Se tivesse feito ao contrário, estaria respondendo a processo, perdendo promções e seu nome estampados nos jornais como assassino de estudante. Sem contar as notícias negativas que ia estar estampadas nos jornais sbre a PM. Cade os direitos humanos. Vê se apareceram? Estão longe!!!Cade o Ministério Público? Também está longe!!!
    Digo isso porque sou vitima de um fato parecido. Graças a Deus que agi antes e atirei no vagabundo, no entanto estou espondendo a processo e perdendo promocções. Absurdo!!!! Mais a vida continua e continuo indignado com a inversão de valores, de apoio, etc.

    ResponderExcluir
  3. ANTIGAMENTE QUANDO UM VAGABUNDO MATAVA UM PM,ALGUNS SE REUNIAM PRA PEGA-LOS COM A AJUDA DA ESTRUTURA DEFICIENTE MAS DAVA.HOJE NEM QUE SE QUEIRA IR ATRÁ NÃO DÁ PORQUE NÃO TEMOS VIATURA SUFICIENTES, NEM EFETIVO, PT NUNCA MAIS.

    ResponderExcluir
  4. Esse nosso mundo verdadeiramente está predido,onde os pais e mães de familias,estão a merce desses vagabundos,que para ganhar a vida optam por roubar ao envéz de trabalhar,se querião roubar,para que matar?séra que era alguem conhecido que matou pra nao ser indentificado?meus pesamos para familia enlutada.

    ResponderExcluir
  5. Nosso companheiro F. Assis morreu desarmado. Nós quando estamos em casa estamos à mercê dos criminosos armados até os dentes. O Comandante da PM acha que cumprir a lei e dar um porte de arma na carteira para os PMs é dar um "cheque em branco". Ele quer ser comandante mais não quer ter que se justificar se algum PM usar sua arma de modo errado, resumindo, só quer o lado bom do comando (salário, viatura abastecida, diárias em dia, viagens, etc...). Ele prefere ficar se lamentando quando um vagabundo mete uma bala em um de nossos irmãos de farda. Comandante, aproveite esse fato lamentável pra repensar s comando. Queremos alguém que consiga pagar os fardamentos que já estão atrasados fazem 4 anos, diárias atrasadas desde maio, viaturas quebradas e principalmente alguém que cumpra as leis (o porte de arma na carteira é um direito que está no nosso estatuto).

    ResponderExcluir
  6. É O CÚMULO DO ABSURDO O QUE ACONTECEU COM NOSSO IRMÃO F.ASSIS. SR. COMANDANTE, REPARE QUE ELE CHEGAVA DE UMA IGREJA EVANGÉLICA, ESTAVA DESARMADO E NÃO REAGIU. O SR.ACHA QUE SEU EFETIVO É INCAPAZ DE PORTAR UMA ARMA FORA DO SERVIÇO. SE ELE TIVESSE MATADO O BANDIDO, ALÉM DO PROCESSO LEGAL, AINDA RESPONDERIA POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO, TUDO ISSO GRAÇAS AO SENHOR QUE TEM SEU PORTE GARANTIDO, POIS É OFICIAL.O SR.DEVERIA SE ARREPENDER DE TANTA ARROGÂNCIA. O SR. É QUE NÃO MERECIA SER COMANDANTE, POIS NÃO RESPEITA NEM CONFIA EM SEUS SUBORDINADOS. O F. ASSIS SERÁ SÓ MAIS UM SE O SENHOR CONTINUAR NESSA ARROGÂNCIA.

    ResponderExcluir
  7. A Segurança pública está um caos e ainda têm uns babacas que querem esconder tudo o que está ocorrendo, utilizando regulamentos arcaicos e punições politiqueiras. Não adianta tentar esconder a incompetência de vocês, os resultados estão aparecendo a todo momento, o Sargento F. Assis é só mais uma vítima dessa desordem. Infelizmente não foi um irmão ou árente próximo de vocês. Lembro quando assaltaramm a casa de um assessor do governador eu sei de dois secretários de estado espancando um criminoso só pra mostrar uma eficiência que vocês não têm.

    ResponderExcluir
  8. Até mesmo os policiais estão a mercê dessa violência que assola o Acre, não podendo nem viver tranquilo na sua aposentadoria. Os bandidos não tem medo de matar mais ninguém, pois sabem que pouco tempo eles estarão soltos, prontos para matar novamente, e esses políticos de Brasília não estão nem um pouco preocupados em mudar nossa lei penal. Também, quem tem segurança e ganha um montão de dinheiro por mês, não vai ter essa preocupação.

    ResponderExcluir
  9. COMANDANTE GERAL DA PM DO ACRE, ANALISE A SITUAÇÃO QUE SE ENCONTRA O SISTEMA DE SEGURANÇA DO ACRE, O PIOR DE TODOS OS TEMPOS, E FAÇA CUMPRIR O ESTATUTO COLOCANDO O PORTE DE ARMAS DOS MILITARES NA CARTEIRA FUNCIONAL, PARA QUE ELES POSSAM DEFENDER A SOCIEDADE E SE DEFENDEREM TAMBÉM, POIS OS MILITARES SÃO POLICIAIS 24 HORAS MESMO NA HORA DE FOLGA, POIS A BANDIDAGEM ESTÁ CADA DIA MAIS ARMADA, E A POLÍCIA ANDANDO DESARMADA ISSO É O CÚMULO DO ABSURDO UMA VERDAEIRA INVERSÃO DE PAPÉIS.

    ResponderExcluir
  10. REFLEXÕES SOBRE UMA VELHA HISTÓRIA
    Senhores, vejam: o policial foi morto dentro da sua própria casa e na frente dos seus familiares!!!
    O bandido não respeita nada! Não respeita a propriedade privada, a Constituição e nem a vida!!!
    Que tipo de sociedade é essa???
    na verdade o que vemos hoje é o resultado de anos de abondono e corrupção por parte dos políticos, que não pensaram e nem fizeram um Brasil para os brasileiros! Fizeram-no para os seus interesses espúrios e nojentos!
    Quando acabou a ditadura militar os defensores dos "Direitos Humanos" e os novos Ministérios Públicos Estaduais, trataram de esclarecer a população no tocante aos limites da atuação policial (o que é certo!) mas esqueceram de dizer à essa mesma população que ela deve respeitar as regras de convivência social.
    Transferiram para a polícia, que naquele tempo tinha boa parte do seu efetivo remanescente da ditadura, todo o ódio contido durante a vigência do regime militar. A polícia enfraqueceu...
    Mas o tempo passou, senhores! Nós policiais da modernidade nada temos a ver com aquilo que outros fizeram no passado! Somos vitimizados pelo militarismo diariamente e pelos seus regulamentos disciplinares oriundos daquele tempo sombrio: não temos o direitos de defender a nossa vida, nem a dos nossos familiares, nem da sociedade.
    Nós policiais não podemos portar ARMAS, porque UM comandante assim decidiu.
    Aos médicos não é vedado o direito de exercer a medicina mesmo em sua folga; aos juízes é garantido o direito de "ser o Estado" e demonstrar a força através da pena (a caneta ou a sentença); ao professor é inseparável o direito de ensinar.
    Por que ao policial não é dado o direito a defender sua vida ou a de outrem, se tem capacitação técnica e psicológica para portar e utilizar uma arma???
    Afinal, quem matou o sargento F. Assis???
    Não podemos ser culpados coletivamente pelos erros individuais deste ou daquele policial que mata/fere um civil.
    Se um policial mata um civil sem motivo, evidentemente a responsabilidade recai sobre ele.
    Mas e a responsabilidade da Insituição Policial? Onde está? Como esse indivíduo entrou para a Polícia?
    Se foi considerado "normal" (compatível com a profissão policial), o que o levou a tal transformação a ponto de matar um INOCENTE?
    São perguntas que saltam aos olhos dos que QUEREM ver além do que se percebe...
    Algo está errado!!! Não nos dão a primeira garantia constitucional que é o DIREITO À VIDA!
    Não temos culpa alguma se depois de 20 anos do fim da ditadura os políticos corruptos de Brasília e os daqui nada fizeram para mudar a estrutura policial que trata as praças como se fossem recrutas do exército que são jovens, imaturos, desaculturados e até irresponsáveis (daí o rigor da disciplina militar para lhes controlar).
    Nós policiais somos pais, filhos, mães de família. Muitos de nós têm formação universitária outros buscam as Universidades para melhorar sua condição de vida e a qualidade do nosso trabalho o qual fizemos um JURAMENTO DE MORTE.
    Não somos aqueles jovens recrutas do Exército.
    Se vocês querem policiais responsáveis instituam uma POLÍCIA responsável: priorizem o ser humano que veste a farda, valorizem-no, atraiam (com bons salários e benefícios)para esta nova polícia as melhores cabeças - as que pensam!!!
    Não somos moscas nem gado que são esmagados ou levados ao matadouro!
    Somos homens e mulheres, SERES HUMANOS!
    Temos o DIREITO À GARANTIA DA VIDA porque assim reza a Constituição dessa corrompida República!
    Temos o direito de nos defender!
    Porte de arma responsável, JÁ!

    ResponderExcluir
  11. o nosso comandante,so quer saber dele,nao se preocupa com agente,ele só quer saber é de ganhar a grana dele,so mamando nas tetas do governo,esse comandante sem atitude.

    ResponderExcluir
  12. Comandante, pense bem no que o "senhor" estar fazendo alimentando essa idéia de que o policial é irresponsável e não merece ter o porte na cardeira funcional o que já é lei, e não sei porque não é cumprida pelo "senhor". Quero parabenizar todos os companheiro de farda pelo dia do SOLDADO, e agradescer pelos companheiro do BOPE e dos demais se assim houve, quando da cartura desses DESALMADOS que tiraram a vida do nosso companheiro que estava chegando da igreja e foi violentamente assasinado, que a justiça seja mais rigorosa com este infelizes que estão acabando com a sociedade e ninguem toma nenhuma atitude. Chega de maquiar a segurançã pública do estado do Acre, a sociedade sabe que ela estar AGONIZANDO a tempo.

    ResponderExcluir
  13. BOMBEIRO CARLOS FONSECA31 de agosto de 2009 11:15

    AOS OMISSOS :
    PODEM ATÉ FAZER AS MALDADES, SE ESCONDER E REZAR............
    ....MAS DO FUNERAL NÃO VÃO ESCAPAR !!

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.