terça-feira, 31 de julho de 2012

PARECE BRINCADEIRA...

Traficante procura o Juizado Especial para cobrar dívidas de viciados em drogas



No Rio de Janeiro, o traficante Manoel Marcos Mauricio Mosca, vulgo “Mané do pó”, procurou o Juizado Especial, de pequenas causas, para cobrar dividas do tráfico. Manoel colocou mais de 100 viciados na justiça por causa de dívidas. 

De acordo com o Tribunal de Justiça, esta é a primeira vez que um traficante procura seus direitos de maneira legal para cobrar as dívidas do tráfico. O próprio traficante reconhece: "Decidi procurar meus direitos de forma direita, ao invés de sair matando gente por aí, porque munição está cara", disse. 

Um especialista em crimes acredita que a honestidade do traficante não vai durar muito. "Quando o traficante conhecer a lentidão da justiça ele vai resolver da maneira mais rápida, na bala", disse o criminalista. 


Matéria: g17.com.br

Câmara arquiva projeto que exigia curso superior para entrar na PM



A Câmara dos Deputados acaba de dar um desserviço à segurança pública no Brasil. Arquivou na Mesa Diretora o projeto de lei nº 6329/2009, de autoria do ex-deputado federal Capitão Assumção (PSB/ES), que previa como um dos requisitos a conclusão de curso superior para ingresso na carreira dos militares estaduais.

É uma pena: há estados em que o requisito básico  participar de um concurso público para ingressar na Polícia Militar ou no Corpo de Bombeiros é ter o curso superior. Agindo assim, a polícia sabe que contará com um profissional muito mais qualificado.

Ao apresentar seu projeto de lei em 2009, Capitão Assumção previa que “o artigo 11 do decreto lei 667 de 2 de julho de 1969 passa a vigorar acrescido do parágrafo  único:
Parágrafo único: São requisitos para o ingresso na carreira da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros o diploma de curso superior completo, em nível de graduação, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação, e os demais requisitos estabelecidos pela lei de cada Estado da Federação e no edital do concurso.”

Há outros estados, entretanto, na contramão da história. O Espírito Santo, por exemplo, acaba de lançar um concurso público para contratar agentes de Polícia Civil sem que haja sequer exigência de conhecimento na área do Direito.

Por isso, a  Defensoria Pública do Estado ingressou com Ação Civil Pública (ACP), nesta segunda-feira (30/07), pedindo  a suspensão da fase de inscrição do concurso, cujas provas só contemplam conhecimentos em Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico.

A Defensoria público quer o processo, que tem prazo de inscrição até 5 de setembro, seja revisado pelo governo do Estado.

Em 2008, data do último concurso para agentes de Polícia Civil, foram exigidas noções básicas de Direito Administrativo, Constitucional, Penal, Processual Penal e Legislação Penal Extravagante, relacionadas com as funções do cargo de agente de Polícia Civil.

FONTE - BLOG DO ELIMAR CORTES

Explique-se coronel Pires

Curto-circuito provoca incêndio que destrói casa no bairro Seis de Agosto
Tragédia aconteceu na madrugada deste sábado (28), na travessa Cearense, e família perdeu quase tudo que havia na casa.
Da Redação da Agência ContilNet
Os bombeiros tiveram dificuldades no combate ao incêndio e casa queimou completamente/Fotos: Selmo Melo
Os bombeiros tiveram dificuldades no combate ao incêndio e casa queimou completamente/Fotos: Selmo Melo
Um curto circuito em um aparelho de ar-condicionado teria sido a causa do incêndio que destruiu uma casa e atingiu outra no bairro Seis de Agosto, na madrugada deste sábado (28).  Com quatro viaturas quebradas, o Corpo de Bombeiros teve dificuldade em combater o incêndio e não conseguiu evitar que a casa fosse destruída.

De acordo com testemunhas, no início da madrugada deste sábado, o ar-condicionado da residência na travessa Cearense começou soltar fumaça e depois explodiu, provocando o incêndio na estrutura em madeira. Em um curto espaço de tempo, as chamas se espalharam pela casa.

Vizinhos chamaram o Corpo de Bombeiros, mas mesmo assim a casa queimou completamente. Outra residência vizinha também foi atingida pelas chamas e populares ajudaram a família a retirar seus pertences.

Depois da chegada da primeira viatura, os bombeiros solicitaram apoio para evitar que o incêndio atingisse outras casas próximas. No trajeto, a viatura de apoio quebrou. Outro pedido de apoio foi realizado para viatura que fica localizado no posto do Distrito Industrial, próximo ao conjunto Universitário, e também à equipe que estava no Parque de Exposições. Mas quando o reforço chegou, a casa já havia queimado completamente.

Segundo os bombeiros, existem quatro viaturas fora de operação, no quartel, porque estão quebradas à espera de peças para reparo.

Galvez bate o Vasco e torna-se campeão da segundona


Galvez é campeão!!!

30 de julho de 2012Igor Oliveira - Imprensa PMAC
Equipe militar conquista o seu primeiro título e agora faz parte da elite do futebol local
Dominando o jogo do início ao fim, o Galvez Esporte Clube derrotou o Vasco da Gama pelo placar de 2 a 0, e consagrou - se campeão da 2° divisão do campeonato Acreano de Futebol.
A partida aconteceu na tarde do último domingo, 30, no estádio Florestão
Um público razoável se fez presente no estádio, entre eles, o comandante e o subcomandante da polícia militar, que empurravam o time acompanhando os embalos da tradicional banda da PM.
O Vasco chamou atenção pelas novidades apresentadas no elenco apenas para a disputa dessa última rodada. Figuras conhecidas como o meia Rosier, que atuou no Rio Branco por muito tempo, e o craque do Campeonato Amador do Calafate, Luna, reforçavam o elenco Cruz Maltino e tentavam compensar a ausência do forte lateral direito Bruno, suspenso por expulsão.
Como em todos os outros jogos, os militares abriram o placar logo no início da partida, quando após uma bela jogada, o lateral Januário apareceu livre no meio da área vascaína e chutou forte sem chance para o goleiro. A partida prosseguiu tensa. O Galvez dominava o jogo desperdiçando muitas chances de gol e o Vasco tentava a todo custo, porém, sem eficácia, levar perigo a área dos milicos.
No segundo tempo, o técnico do Vasco, Marcelo Altino optou por fazer mudanças na equipe e colocou em campo 2 jogadores que já vinham atuando como titulares nos últimos jogos.
As alterações imprimiram um ritmo mais veloz à partida, porém quem balançou as redes novamente foi o Galvez, quando o atacante Tonho Cabañas, que havia entrado no segundo tempo, recebeu um belo passe de Renato, deixou o goleiro vascaíno no chão com um belo drible, e tranquilamente empurrou a bola para o fundo das redes, fechando o placar e fazendo a festa do novo campeão.
“Esse foi o resultado de um trabalho árduo, dirigido e comandado por pessoas valorosas e competentes, compensado por um grupo acima de tudo, amigo, unido e muito profissional” disse o técnico do Galvez, Arthur de Oliveira.
O volante Quinho que se tornou bicampeão da segundona, dedicou a vitória ao amigo e preparador físico Pablo Simões, que segundo ele, foi peça fundamental na campanha vitoriosa da equipe.
O comandante da Polícia Militar, coronel Anastácio, destacou o espírito de união e a integração que a equipe de futebol causa a tropa: “ É claro que é muito bom ser campeão, valorizamos muito essa conquista, porém, o importante mesmo nisso tudo, além do incentivo ao esporte, são os sentimentos externados por cada militar, de se sentir bem representado, e de ter mais um motivo para reunir os amigos e a família em um evento saudável como esse” disse.
Com o acesso do Galvez a 1° divisão, o maior beneficiado é o futebol local, que ganha mais uma forte equipe e quem sabe um futuro representante acreano nas competições nacionais. É o que sonha desde já toda a caserna, que o Galvez se torne sim, o Imperador dos Gramados. Parabéns Galvez !!!
Fonte: PMAC

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Polícia Militar de Sena Madureira está sem serviço de inteligência



Tem coisas que não dá para entender. Mesmo passando por uma situação de turbulência quanto à violência, o município de Sena Madureira está sem o serviço de inteligência, responsável pela produção de informações a respeito de locais onde se desenvolvem ações delituosas e crimes.

De acordo com fontes de informação, a determinação partiu do comando como forma de perseguição a policiais do serviço reservado.

- Isso já não é novidade para ninguém. Infelizmente, hoje, a gente não conta com o reservado, tão importante para direcionar nossas operações e acompanhamento de presos que estão no semi-aberto, disse um militar de Sena Madureira.


Atualmente os militares que desempenhavam a função estão sendo empregados em outros postos. Não existe previsão de retorno, o que pode prejudicar ainda mais a situação de violência no município.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Policiamento de trânsito poderá ser exclusividade da Polícia Militar


Agência Câmara
A Câmara analisa o Projeto de Lei 3477/12, do deputado William Dib (PSDB-SP), que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB – 9.503/97) para tornar explícitas as competências das polícias militares dos estados e do Distrito Federal como integrantes do sistema nacional de trânsito. Atualmente, o CTB estabelece que cabe às polícias militares executar a fiscalização de trânsito, por meio de convênio com o órgão executivo de trânsito, simultaneamente com os demais agentes credenciados.
O autor argumenta que, por envolver a preservação da ordem pública, o policiamento ostensivo, inclusive de trânsito, deve ser exercido exclusivamente pelas polícias militares dos estados e do Distrito Federal. Ele sustenta que os próprios currículos dos cursos de formação das polícias militares costumam conferir atenção especial ao policiamento e à fiscalização de trânsito. “É muito comum também a estrutura organizacional das polícias militares possuir unidades especializadas em trânsito”, disse Dib.
A proposta torna explícito no CTB que caberá às polícias militares dos estados e do Distrito Federal as seguintes atribuições:
- cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de procedimento de trânsito; 
- exercer, com exclusividade, a polícia ostensiva para o trânsito nas rodovias estaduais e vias urbanas; 
- elaborar e encaminhar aos órgãos competentes os boletins de ocorrências relativos aos acidentes de trânsito; 
- coletar e tabular os dados estatísticos de acidentes de trânsito; 
- implementar as medidas da Política Nacional de Segurança e Educação de Trânsito; 
- articular-se com os demais órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito no Estado, sob a coordenação do CETRAN da respectiva unidade da Federação; 
- elaborar o auto de infração de trânsito e encaminhar ao órgão com competência circunscricional sobre a via. 
- exercer outras atribuições mediante convênio com o respectivo órgão do sistema nacional de trânsito.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Viação e Transportes; Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Murilo Souza 
Edição – Marcelo Westphalem

Dependurando o coturno

Sargento Castro vai para reserva e recebe homenagem de policiais militares da Vila do V



Um exemplo que deveria ser seguido por todas as unidades da PM e do Corpo de Bombeiros do Acre. Depois de dedicar 30 anos de serviço para a Polícia Militar, o sargento Castro foi para a reserva e recebeu uma bela homenagem na manhã de hoje, no quartel da Vila do V, organizada pelos militares da própria unidade.

Tenente Carlos
O café da manhã foi prestigiado por familiares e amigos e contou também com a presença do subcomandante do 5º BPM, tenente Carlos, e do presidente da Associação dos Militares (AME), sargento Isaque Ximenes.

Em discurso emocionado, o oficial, em nome da instituição, agradeceu os serviços prestados pelo graduado.
- Agradeço o serviço que você prestou na PM. Essa é uma nova etapa de sua vida e espero que você seja muito feliz nela. Estaremos sempre aqui prontos para lhe receber de braços abertos quando quiser nos visitar, prometeu tenente Carlos.

O presidente da AME, sargento Isaque Ximenes, elogiou a postura de Castro durante o seu tempo de serviço e deu boa sorte agora como militar da reserva.

- Castro, você é uma pessoas bem-aventurada por conseguir chegar até aqui e ir para casas com saúde apesar do tempo de serviço prestado não ser fácil de se alcançar. Você agora já tem em mente uma outra ocupação e lhe desejo toda sorte do mundo nessa nova empreitada, disse o presidente.

Em meio a lágrimas, Castro se manifestou muito timidamente e, em poucas palavras, expressou o que representava aquele momento.


- Estou muito feliz com a homenagem. Quero dizer que sempre virei aqui para rever os amigos, prometeu o militar da reserva.


Material enviado pela AME/AC

O Blog 4 de Maio parabeniza o sargento Castro e deseja felicidades  nessa nova etapa de vida.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Popularidade de candidato a vereador da oposição cresce dentro da PM



O único candidato do PSDB entre os militares que buscam uma vaga na Câmara Municipal de Rio Branco teve várias manifestações de apoio nos últimos dias. O Subtenente Veríssimo Antrobos se apresenta como a única possibilidade de escolha que os milicianos tem de votar em um representante de oposição ao governo estadual e, atualmente, municipal.

O crescimento da popularidade do subtenente aumentou ainda mais a partir do momento que o sargento De França, militar escolhido pelo plebiscito da Associação dos Militares (Ame), escolheu o Partido Pátria Livre (PPL), que integra o bloco da Frente Popular, avesso aos anseios da categoria.


- Eu fui preso por causa do governo, como poderei votar em pessoas que estão do lado daqueles que pediram minha prisão se a única coisa que fiz foi pedir um reajuste de vergonha, declarou um dos sargentos que estão apoiando o candidato.

Veríssimo Antrobos não quis polemizar a questão e se resumiu a falar apenas que está trabalhando.

- Estou fazendo uma campanha limpa, não falo de outros candidatos, apenas apresento minhas propostas. Quero acreditar que meus adversários estejam fazendo o mesmo, esse foi o acordo e estou cumprindo, declarou o candidato de oposição.






Apesar de focar sua campanha na apresentação de projetos que beneficiam a categoria, Veríssimo não esconde a felicidade do apoio dos amigos e sabe que é um dos únicos que ainda não mudou o discurso. 





Professor pede a extinção da Polícia Militar no Brasil


Pela extinção da PM

Por VLADIMIR SAFATLE (professor livre-docente do Departamento de filosofia da USP - Universidade de São Paulo).

No final do mês de maio, o Conselho de Direitos Humanos da ONU sugeriu a pura e simples extinção da Polícia Militar no Brasil. Para vários membros do conselho (como Dinamarca, Espanha e Coreia do Sul), estava claro que a própria existência de uma polícia militar era uma aberração só explicável pela dificuldade crônica do Brasil de livrar-se das amarras institucionais produzidas pela ditadura.

No resto do mundo, uma polícia militar é, normalmente, a corporação que exerce a função de polícia no interior das Forças Armadas. Nesse sentido, seu espaço de ação costuma restringir-se às instalações militares, aos prédios públicos e aos seus membros.

Apenas em situações de guerra e exceção, a Polícia Militar pode ampliar o escopo de sua atuação para fora dos quartéis e da segurança de prédios públicos.

No Brasil, principalmente depois da ditadura militar, a Polícia Militar paulatinamente consolidou sua posição de responsável pela completa extensão do policiamento urbano. Com isso, as portas estavam abertas para impor, à política de segurança interna, uma lógica militar.

Assim, quando a sociedade acorda periodicamente e se descobre vítima de violência da polícia em ações de mediação de conflitos sociais (como em Pinheirinho, na cracolândia ou na USP) e em ações triviais de policiamento, de nada adianta pedir melhor "formação" da Polícia Militar.

Dentro da lógica militar, as ações são plenamente justificadas. O único detalhe é que a população não equivale a um inimigo externo.

Isto talvez explique por que, segundo pesquisa divulgada pelo Ipea, 62% dos entrevistados afirmaram não confiar ou confiar pouco na Polícia Militar. Da mesma forma, 51,5% dos entrevistados afirmaram que as abordagens de PMs são desrespeitosas e inadequadas.
Como se não bastasse, essa Folha mostrou no domingo que, em cinco anos, a Polícia Militar de São Paulo matou nove vezes mais do que toda a polícia norte-americana ("PM de SP mata mais que a polícia dos EUA", "Cotidiano").

Ou seja, temos uma polícia que mata de maneira assustadora, que age de maneira truculenta e, mesmo assim (ou melhor, por isso mesmo), não é capaz de dar sensação de segurança à maioria da população.

É fato que há aqueles que não querem ouvir falar de extinção da PM por acreditar que a insegurança social pode ser diminuída com manifestações teatrais de força.

São pessoas que não se sentem tocadas com o fato de nossa polícia torturar mais do que se torturava na ditadura militar. Tais pessoas continuarão a aplaudir todas as vezes em que a polícia brandir histericamente seu porrete. Até o dia em que o porrete acertar seus filhos.


Leitores criticam o texto



Leitores comentam artigo do colunista da Folha Vladimir Safatle sobre a extinção da Polícia Militar no Brasil.
Veja as opiniões
Conquanto a Polícia Militar tenha uma estrutura e uma lógica militares, e sem negar a truculência com que muitas vezes age (o que é de conhecimento público, sobretudo nas regiões periféricas da cidade), pensar na sua extinção é simplesmente desconhecer seu papel.
Não se pode esquecer, primeiramente, que a instituição da PM não se enquadra nas Forças Armadas (o que parece ser ignorado pelo colunista Vladimir Safatle. Em segundo lugar, somente quem trabalha diuturnamente com a questão da criminalidade pode aferir a necessidade ou não da PM na linha de frente de combate ao crime.
Excessos devem ser apurados e, uma vez verificados, punidos. Fora isso, qualquer opinião proveniente de gabinetes e escritórios instalados num mundo paralelo e alheios à realidade deve ser desconsiderada, mesmo porque, a extinguir-se a PM, quem desempenharia as funções atinentes à segurança pública?
No mais, a ONU (citada por Safatle) não parece ser o órgão mais indicado para tratar da questão da segurança nem no Brasil nem em qualquer lugar que seja.
JARBAS LUIZ DOS SANTOS, juiz de Direito (São Paulo, SP)
*
Manifesto-me contra a extinção da PM, pois, no Brasil, não há instituição que mais e melhor combata a corrupção, em seu seio, do que ela.
Já quanto às "mortes em confronto com policiais", digo que o poder civil há anos vem sinalizando que "bandido bom é bandido morto", o que fortalece (irresponsavelmente), entre os militares de São Paulo, aqueles que põem em segundo plano a contenção da violência desnecessária do Estado.
PEDRO FALABELLA TAVARES DE LIMA, procurador de Justiça (São Paulo, SP)
*
Num Estado cujos policiais preferem usar o porrete em vez do cérebro, o artigo é extremamente corajoso. Há uma frase famosa que diz que a farda modela o corpo, mas atrofia a mente. Em São Paulo, a Polícia Militar tem sido exemplar nesse sentido.
LUIS GUSTAVO REIS (São Paulo, SP)
*
Não concordo com a extinção da PM. Sempre que fui abordado por ela, fui tratado com educação. Ninguém é a favor da violência ou da tortura. Devem-se corrigir os erros e punir os culpados, pois isso faz parte da evolução em todos os setores da sociedade.
CARLOS INHASZ (São Paulo, SP)
Fonte: FOLHA

terça-feira, 24 de julho de 2012

Projeto garante ao militar o direito à associação sindical e à greve


Agência Câmara de Notícias

A Câmara analisa a Proposta de Emenda à Constituição 186/12, do deputado Pastor Eurico (PSB-PE), que garante ao militar o direito de greve, de livre associação sindical e a outras formas de manifestação coletiva. Esses direitos serão definidos e limitados em lei específica.
Atualmente, a Constituição impede que o militar participe de qualquer movimento de sindicalização e greve. Por isso, é comum ver a associação das mulheres dos militares em busca dos direitos dos maridos.
O deputado argumenta que, ao negar o direito de greve e sindicalização, a Constituição nega aos militares a condição plena de cidadania. Ele explica ainda que o Brasil já ratificou convenções internacionais sobre direitos de organização e negociação coletiva com direitos aplicáveis às polícias e às Forças Armadas. 
“A partir da ratificação dessas convenções, elas passaram a alcançar necessariamente, as Forças Armadas e as forças auxiliares do País, restando ao legislador apenas a alternativa de definir as normas que serão aplicadas de forma restritiva, mas nunca proibitiva”, justifica. 


Tramitação
admissibilidade da PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada, será constituída uma comissão especial para analisar o mérito da proposta, que depois seguirá para o Plenário, onde será votada em dois turnos.

Reportagem – Carol Siqueira 
Edição – Natalia Doederlein

Bombeiros iniciam Curso de Formação de Cabos



Noventa militares do Corpo de Bombeiros iniciaram o Curso de Formação de Cabos (CFC), na manhã de ontem, 23, no auditório da Escola Armando Nogueira. A aula inaugural ficou por conta do juiz de direito Clóvis que falou sobre a ética profissional.

O CFC será realizado no sistema semipresencial como já acontece com a Polícia Militar. No evento cada aluno recebeu um CD contendo todas as disciplinas que deverão ser estudadas em preparação para a prova presencial no CIEPS e demais núcleos estabelecidos em todo o estado.

O encerramento do curso está previsto para o dia 23 de setembro deste ano.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Ameac renova contrato com banca Roberto Duarte e Advogados Associados



A assembléia geral realizada no auditório da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na tarde da última sexta-feira, 20, decidiu pela renovação do contrato entre a Associação dos Militares e a banca de advogados Roberto Duarte e Associados.

O evento contou com pouca participação de militares, mas ofereceu debates importantes a respeito do atendimento e a continuidade da prestação de serviços.

- Eu sou a favor da renovação do contrato, mas deixo minha reclamação quanto ao advogado que não deu entrada em um processo, eu acho que isso me fez perder a promoção, declarou o sargento Clodomir que pretende, em breve, chegar a subtenente.

Para o advogado Roberto Duarte, a prestação de serviços não está isento de problemas.

- Não pretendo justificar uma falha. O advogado que você citou não está mais conosco. Vou analisar pessoalmente o seu caso, prometeu o advogado.

O presidente da Ame, Isaque Ximenes, elogiou a atuação da banca e falou sobre a importância da continuidade do atendimento.

- O processo de renovação com a banca nos deixa seguros quanto à continuidade na defesa efetiva dos associados. Ela já vem desenvolvendo um ótimo trabalho e já está familiarizada com a rotina militar ficando assim mais fácil entender as nuances da nossa legislação, declarou o presidente.

Dos valores e serviços

De acordo com a proposta feita pela banca, o valor sairia dos atuais R$ 22.500,00 (vinte e dois mil e quinhentos reais) para R$ 24.500,00 (vinte e quatro mil e quinhentos) com ampliação dos serviços. A partir da renovação do contrato, os associados poderão ser defendidos também na área trabalhista e tributária.

- Além dos advogados que temos hoje, contratarei mais dois a fim de prestar os serviços que estamos disponibilizando através do contrato, afirmou Roberto Duarte.

O tesoureiro da Ame, sargento Joelson Dias, nos informou que a inserção desses novos serviços atende à demanda da categoria e da associação em si.

- Não é incomum que um militar tenha pessoas trabalhando como empregada doméstica seja cuidando da casa ou dos filhos, e, na hora de encerrar a prestação de serviços, quase sempre isso parar na justiça. Embora a banca não tenha se eximido desse tipo de defesa, isso não estava previsto no contrato. Isso agora é um direito do associado e um dever da banca, declarou.

Quanto ao campo tributário, o sargento afirmou que a Ame já está prestes a concluir a auditoria fiscal e necessitará muito do serviço.

- Nós estamos prestes a tomar uma decisão muito importante para o futuro da entidade. Precisamos de advogados para fazer nossa orientação sobre medidas que deveremos adotar dentro do campo tributário, finalizou o tesoureiro.

Para descontrair


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Políticas e suas ideias




Sabemos da importância de termos pessoas competentes e honestas dentro da política, sendo assim temos que ter cuidado e conhecer bem o candidato a quem vamos dar nosso voto de confiança, pois sabemos que muitos estão ai só para agarrar uma oportunidade de se dar bem por 4 anos sem pensar na população que o elegeu.
Esta campanha promete ser uma das mais acirradas da historia acreana por conta de novas ferramentas disponíveis para a divulgação de seus projetos, uma delas e a rede social facebook e twiiter como entre outras.
A campanha já iniciou de forma quente e acirrada para muitos que concorrem a uma vaga na câmara dos vereadores de Rio Branco, e este periódico esta aqui para contar a historia de uma pessoa que por seu respeito e carisma conseguiu um espaço para que possamos conhecê-lo melhor.
 Verissimo Antrobos
Este é Sub. Ten,Policial Militar de carreira  ( ex bombeiro militar) com 30 anos de serviço prestado.
Sub. Ten. Verissimo Antrobos tem uma vida ilibada em sua trajetória de vida, porém este fiel militar está sob judice e não poderá se aposentar enquanto este processo estiver em aberto. Sub. Ten. Verissimo Antrobos está sub judice por reivindicar melhorias salariais juntamente com seus amigos de farda por uma causa de perca de 117% em seus salários, e este pagou com o preço de seu descanso em ficar com sua família neste momento de sua aposentadoria , são 14 ( Quatorze ) sob judice, muitos perderam suas promoções e estão sem perspectiva por terem sidos rotulados como cabeças do manifesto do dia 14 de maio, indicados como  aliados do  Major Rocha , hoje Dep. Estadual representante desta classe tão sofrida.
Sub. Ten. Verissimo Antrobosnão baixará a cabeça diante de tanta tirania e perseguição mesmo com a cobrança imensa de sua família. Este acredita na justiça e está caminhando de cabeça erguida na vida politica para mudar o rumo de tanta história de injustiça e perseguição.
Por isso o mesmo pede humildemente que vote no número 45190 para Vereador , e para prefeito Tião Bocalom, com o número 45.

Procuradoria Geral Eleitoral pede cassação de Tião Viana, governador do Acre


A imagem foi encontrada em site de buscas

RIO BRANCO - Em documento divulgado na noite de quinta feira, a vice-procuradora geral eleitoral, Sandra Cureau, acata decisão do MPE e dá parecer favorável à cassação dos mandatos do governador do Acre, Tião Viana, do vice-governador, César Messias, do senador Jorge Viana (PT/AC) e dos suplentes Nilson Mourão e Gabriel Maia.
A vice-procuradora geral eleitoral argumenta que houve abuso do poder econômico, do poder político e do uso dos meios de comunicação oficiais na campanha que elegeu os cinco políticos da coligação Frente Popular na eleição de 2010.
"A legitimidade das eleições foram seriamente afetadas na hipótese dos autos, comprometendo a igualdade da disputa e o equilíbrio do pleito", conclui a vice-procuradora geral eleitoral, Sandra Cureau, no documento de 41 páginas.
O documento faz referências a empresas do setor da construção civil que, com contratos com o Governo do Acre, praticaram "a irregularidade da convocação de funcionários de empreiteiras e empresas contratantes com o Poder Público, com a finalidade de realizar atos de campanha".
O senador Jorge Viana (PT/AC) e o governador do Acre, Tião Viana, participaram de agendas no interior do estado. O secretário de Estado de Comunicação, Leonildo Rosas, não quis se pronunciar sobre o assunto alegando tratar-se "de agenda política e não de agenda de Governo".
O presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores, Leonardo Brito, não retornou as várias ligações feitas para que pronunciasse sobre o problema. A assessoria do senador Jorge Viana (PT/AC) foi a única que tratou do assunto. Por internet, assegurou que "vai continuar respondendo todos os tramites judiciais do processo".

Fonte: Estadão

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Greve atinge 3,5 mil policiais civis em Goiás, diz sindicato


Fonte: routenews

Cerca de 3,5 mil policiais civis - entre agentes e escrivães - de Goiás estão em greve, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Goiás (Sinpol). A mobilização começou no último dia 11 e, desde então, as investigações e o registro de boletins de ocorrência estão parados. "Apenas as situações envolvendo crimes hediondos ou prisão em flagrante estão sendo atendidas", informa o diretor jurídico do Sinpol, Rainel Mascarenhas Rufo.
De acordo com Rufo, desde que começou o movimento, 700 ocorrências deixam de ser formalizadas diariamente só na capital. Se levar em conta a Grande Goiânia e as principais cidades do Estado, são 3 mil ocorrências que não são registradas por dia.
A categoria reivindica melhores condições salariais e também na estrutura de trabalho. "Estamos há um ano e seis meses em tratativas, só com promessas, e o governo recentemente negociou em separado o aumento para os delegados, que é muito merecido, mas nós não podemos ser desprezados e merecemos o mesmo tratamento", ressalta o diretor.
Os policiais recusaram a proposta de aumento de 20% em forma de bônus de produtividade oferecido pelo governo. "Isso beneficiaria só uma parcela, e mínima, da categoria", justifica Rufo. O Simpol pleiteia o mesmo percentual dado aos delegados, que elevaria o atual salário de R$ 2.915 para R$ 7.250 até 2014. Além disso, quer promoção para todos os policiais.
Ontem, a Secretaria da Segurança Pública e Justiça publicou uma nota no site informando que determinou à Polícia Militar que faça os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), que não estão sendo feitos pelos policiais civis. Também comunicou que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) entrará com pedido de decretação de ilegalidade da greve dos agentes e escrivães, além do cumprimento de uma liminar que já determina a ilegalidade da paralisação dos médicos legistas e peritos, que também estão em greve no Estado.

FONTE: PORTAL TERRA

CORREÇÃO

O Blog 4 de Maio informa que a "Pelada" dos militares estaduais no SESC Bosque inicia às 16 e termina às 18 horas, todas as terças e quintas.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Mandado de Segurança de inativos e pensionistas da PM e do Corpo de Bombeiros é negado pelos desembargadores do TJ



É difícil esperar alguma coisa de boa do governo petista para os militares. Pelo menos foi o que ficou evidente com o pedido negado do mandado de segurança que beneficiaria inativos e pensionistas na manhã de hoje, 18.

De acordo com o instrumento jurídico impetrado em nome da Associação dos Militares (AME/AC), os inativos e pensionistas teriam o direito de receber o Prêmio Anual de Valorização da Atividade Militar (VAM), cuja primeira parcela de 2012 será paga esse mês, no valor de R$ 750,00.

Por seis votos a zero, os desembargadores rejeitaram o pedido dos militares por acreditaram na inconsistência dos argumentos utilizados. Segundo o relator, a gratificação é genérica e exige alguns critérios especificados em lei, todos baseadas no âmbito operacional.
Contudo, um dos incentivadores da ação, sargento J pires, afirma que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) afirmar que toda gratificação genérica deverá ser estendida a todos indistintamente.

A AME pretende entrar com recurso da decisão ainda essa semana e irá até o Supremo se for possível.

É culpa do Tião

O Governo do Estado, através do governador Sebastião Viana, poderia corrigir o erro e favorecer os inativos e pensionista sem dar trabalho aos militares de entraram na justiça requerendo o direito. Como nenhum direito e anseios vem sem luta no governo petista, esse o objeto do mandado de segurança é só mais uma das bandeiras que a justiça será a saída.

Policiais Militares convidam amigos para partidas de futebol no Sesc



Um convite especial. Preocupados com o condicionamento físico e com atividades desestressantes dentro das unidades operacionais da PM e do Corpo de Bombeiros, um grupo de militares teve a idéia de promover finais de tarde com futebol.

A “pelada” dos militares, como se tornou conhecida, é realizada no Sesc Bosque todas as terças e quintas, às 16 horas, com entrada franca e exclusiva para policiais e bombeiros militares.

Segundo um dos coordenadores do grupo, subtenente Adão Cavalcante Mendes, a atividade esportiva serve para promover o bem-estar dos jogadores, além de incentivar a camaradagem e amizade entre os milicianos.

- O esporte ajuda na questão física, no desenvolvimento mental e desestressa do peso do dia a dia. Estamos promovendo a saúde e amizade entre a gente, declarou.

Como ajuda para manutenção dos jogos, é solicitada apenas R$ 10,00 (dez reais) de cada pessoa por mês para o pagamento da lavagem do uniforme do time e compra de água a ser distribuída durante a “pelada”.

Galvez entra em campo contra o Vasco da Gama hoje, no Florestão



Depois de golear o time xapuriense do AMAX por 6 a 0, no primeiro jogo da segundona, agora é a vez do Imperador (Galvez) enfrentar o Vasco da Gama. O jogo acontece hoje à noite, às 18 horas, no Florestão.


Segundo os dirigentes do Galvez, os militares terão acesso gratuito ao evento. O benefício se estende aos familiares que estiverem com a camisa do clube. As camisas podem ser adquiridas no 1º Batalhão situado dentro do Quartel do Comando Geral no valor R$ 40,00 (Quarenta reais) a unidade para adultos e R$ 35 (trinta e cinco) para crianças.

4 de Maio com informações do site da PM

terça-feira, 17 de julho de 2012

Mandado de Segurança que beneficia inativos da PM e do Corpo de Bombeiros será julgado nesta quarta


O Tribunal de Justiça julgará amanhã, quarta-feira, 18, o mandado de segurança que dá o direito aos inativos da PM e do Corpo de Bombeiros de receberem o Prêmio Anual de Valorização de Atividade Militar (VAM).

A ação impetrada pela banca de advogados da Associação dos Militares do Estado do Acre (AME/AC) visa corrigir a ilegalidade da Lei Complementar que excluiu os militares estaduais inativos e pensionistas, o que segundo o mandado fere a Constituição Federal.

A decisão a respeito do mandado ficará por conta de seis desembargadores, entre eles Feliciano Vasconcelos de Oliveira, que será o relator.

O local do julgamento é o Tribunal de Justiça, no prédio que fica próximo à Uninorte, Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e CIEPS, a partir das 9 horas.

Inscrições para o Curso de Cabo do Corpo de Bombeiros enceram amanhã




Os soldados do Corpo de Bombeiros que ainda não realizaram as inscrições para o Curso de Formação Cabo (CFC) terão até amanhã, 18, para procurar seu comandante imediato e entregar a Ficha Individual (disciplinar), devidamente atualizada e assinada pelo Comandante da UBM, Atestado de Idoneidade expedido pelo chefe imediato do candidato, Expediente do juízo competente, e quanto for o caso, autorização para afastamento da Comarca, Ficha de inscrição, 02 (duas) fotos 3 x 4 (fardado) e Certidões Negativas da Justiça Federal, Estadual (cível e criminal), Eleitoral e Corregedoria do CBMAC).

De acordo com a Portaria emitida pela Diretoria de Ensino e Instrução (DEI), os militares serão submetidos a um exame de saúde. Em Rio Branco, para os candidatos da Capital, Epitaciolândia e Sena Madureira, no dia 19 de julho 2012, as 08h00min, na Diretoria de Saúde do CBMAC. Já nos municípios de Cruzeiro do Sul e Tarauacá, na mesma data do inciso anterior, por Junta de Saúde designada pelo Diretor de Saúde da Corporação ou Junta de Saúde composta por profissionais locais (para o ato específico).

O Curso de Formação terá uma carga horária 360 horas, sendo quarenta horas semanais e ocorrerá por meio de aulas semipresenciais, vídeo-aulas no CIEPS e 4º BEPCIF, com a disponibilização de material didático para estudo domiciliar, com início no dia 23 de julho de 2012.



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Comandante Geral da PM reúne candidatos militares para dar orientações sobre campanha dentro dos quartéis


O coronel José dos Reis Anastácio, comandante da PM, se reuniu, na manhã de hoje, 16, com seis policiais militares candidatos a vereador. O encontro que aconteceu no Quartel do Comando da Geral e teve como objetivo evitar o uso indevido das repartições e atritos entre os milicianos.

Para o Subtenente Veríssimo, a atividade serviu para definir melhor o relacionamento entre os candidatos.

- Na reunião eu pude expressar uma situação que tive com uma pessoa na Baixada da Sobral. Quando estava conversando com um PM e mostrando meus projetos para a categoria ele me falou que outro candidato estava “me queimando” ao invés de mostrar as proposta e fazer o jogo limpo. Fizemos, então, um acordo durante essas eleições de apresentar propostas, é isso que a tropa quer, declarou o subtenente que está saindo candidato pelo PSDB.

O uso das repartições públicas para fins político não é novidade, mas o que se espera do comando é que candidatos da situação tenham os mesmos direitos e deveres dos de oposição, sem qualquer preferências ou acepção.

Outro ponto interessante é que, durante a campanha, os militares não irão se degladiar nos corredores dos quartéis e estarão focados no convencimento do eleitorado mediante propostas. O difícil de engolir é que será preciso um representante da situação para conversar com o governo. A Polícia Civil que o diga com o “belo” apoio do delegado e deputado Walter Prado, que pertencia à base do governo. Não há diálogo com governo ditador. Os PC’s entenderam isso e estão entrando em greve.