segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Ladrões invadem Bradesco e trocam tiros com a polícia em Senador Guiomard

  • Do Site AGazeta.net
  • assalto-na-agencia-bradesco-em-senador-guiomard
    Cleimaique Feitosa foi preso quando tentava fugir em matagal do ramal da Piçarreira (Fotos: Clériston Amorim/AGazeta.net)
    Cinco homens invadiram a agência do Banco Brasileiro de Descontos, o Bradesco, do município de Senador Guiomard (a 25 quilômetros de Rio Branco) e na saída, balearam uma pessoa que estava na parada de ônibus, após trocar tiros com a polícia.
    Os ladrões usaram um Ford Fiesta prata, que havia sido roubado há cerca de uma semana, de uma residência do conjunto Universitásrio.
    Um dos indivíduos, Cleimaique de Jesus Feitosa, de 32 anos, foi preso cerca de duas horas depois, no quilômetro seis ramal da Piçarreira, onde o grupo foi cercado por equipes do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.
    Ali, com a barreira policial, os cinco integrantes saíram do veículo atirando nos policiais e se dispersaram dentro de um matagal, se dividindo para ambos os lados do ramal. Cleimaique Feitosa foi pego. Com o indivíduo, a polícia apreendeu um revólver 38 e um colete à prova de balas de uso exclusivo da polícia. O revólver 38 tinha uma munição deflagrada.
    Feitosa, que já cumpriu pena no presídio Francisco de Oliveira Conde por crime de tentativa de homicídio, afirmou que fora chamado para participar do assalto por outros dois indivíduos que residem na região de Senador Guiomard: Marlindo e Dinho. Um terceiro integrante ainda não foi identificado.
    A polícia sabe, por exemplo, que algumas horas antes do assalto, ainda pela manhã, o grupo esteve bebendo num bar da AC-40 onde Marlindo e Dinho teriam deixado suas motocicletas para fazer o assalto na companhia de Cleimaique Feitosa e de outro indivíduo.
    À reportagem de AGazeta.net, logo após ser capturado, Cleimaique Feitosa contou que estava na casa do pai, uma propriedade rural do quilômetro 60 da rodovia Transacreana, quando foi “convidado” para fazer o assalto. “Eles foram lá me chamar e eu vim”, disse.
    assalto-na-agencia-bradesco-em-senador-guiomard-2
    Bala perfurou carrinho de mão à venda em loja e depois atingiu um homem que esperava o ônibus em uma parada do outro lado da rua (Foto: Clériston Amorim/AGazeta.net)
    Tiroteio e correria – A polícia de Senador Guiomard soube que o roubo a mão armada estava em andamento, antes mesmo dos cinco indivíduos deixarem o banco. Segundo o balconista Ismael Nascimento, 19 anos, um sargento da PM se posicionou na esquina da loja de material de construção onde ele trabalha, para dar voz de prisão aos criminosos. Enquanto isso, uma radiopatrulha da Polícia Militar permanecia na rua principal para tentar interceptá-los.
    “Foi neste momento que um deles abriu fogo contra o sargento, que deitou no chão. A bala atingiu este carrinho de mão, perfurou a lata e foi atingir a coxa direita de um rapaz que estava lá na parada de ônibus. Outro que também estava na parada ainda pediu pra ele se deitar”, narra Nascimento.
    Outro tiro atingiu um tijolo transparente da loja, atravessou a parede e foi parar embaixo do relógio de parede.
    “Foi um momento de muita aflição para nós, principalmente pra mim, que já vi uma vez entrarem armado na minha casa e me renderem”, relembra o rapaz.
    O Bradesco não informou quanto os ladrões levaram. Com Cleimaique a polícia também não recuperou nenhum valor, pois os malotes teriam sido levados pelos outros quatro.
    A região onde eles deixaram o carro, no projeto Benfica, é conhecida por ter inúmeros ramais e alguns dão acesso à margem do rio Acre. Mesmo assim, barreiras policiais continuam montadas, enquanto homens do Serviço Reservado da PM e investigadores da Polícia Civil trabalham com informações que possam levar aos demais.

    2 comentários:

    1. A P2 tem que ver de quem e esse colete........UU

      ResponderExcluir

    Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.