sábado, 20 de junho de 2009

Notas publicadas no Jornal A Gazeta: Coluna bom dia (21/06/2009)

Tropa unida
Quem conhece a história da Polícia Militar do Acre sabe que ali a tropa nunca foi unida. As facções eram uma espécie de câncer na corporação.
Tropa unida I
Após os últimos acontecimentos o que se vê na PM é uma tropa unida, e o mais curioso, em torno de um major que deve se candidatar a deputado estadual.
Pijama
Falando em PM, o comandante Romário Célio, garante um coronel, só não pôs o pijama ainda porque quer se aposentar com salário de secretário, algo em torno de R$ 20 mil. Para isso, faltam quase dois anos. Depois, adeus, Acre, e meu lugar é Fortaleza, porque ninguém é de ferro.

15 comentários:

  1. Daí o por que de não ter nenhum compromisso com a corporação e com os acreanos!!!

    ResponderExcluir
  2. Não quero fazer a defesa do Cel Célio, mas, tenho visto o seguinte: Oficiais que nasceram em outros estados, contribuíram sobremaneira, na construção do Acre, e na PMAC; Os o militares da reserva optaram, de coração, em fincar nesse torrão,pois todos tem raízes, e continuam amando essa terra abençoada por Deus.
    Vejo, também, que muitos acreanos, dizem "eu amo o Acre", "eu amo essa Polícia", mas, foram embora por vaidade; moram no Rio, em Fortaleza, em Natal. Como eu disse, é uma questão de querer ou não, é uma OPÇÃO. Não julgue, não tem esse direito!
    Reflita!!!

    ResponderExcluir
  3. Olhem a reportagem que saiu hoje do deputado federal baixando o pau no governador e comandante geral do Acre. Gostei, muito bom. olhem!

    ResponderExcluir
  4. Quanto a Maj Rocha, que cantem as pedras antes do tempo mesmo. Vamos elegê-lo a deputado e darmos esse voto de confiança a ele, que até agora tem se mstrado solidário com a tropa, não medindo esforços pra isso.
    Agora uma coisa é certa, não podemos deixar esfriar o calor de nosso movimento, se não ele irá por água abaixo...

    AME, convo que já uma assembléia pra discursões com atropa.

    ResponderExcluir
  5. Neodi recebe diretoria da Associação das Esposas de PMsNa audiência com o presidente do Poder Legislativo, as representantes reclamaram das retaliações pelas quais policiais militares vêm sofrendo em função do movimento reivindicatório...

    O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Neodi Carlos (PSDC), recebeu hoje (13) pela manhã no Gabinete da presidência, a diretoria da Associação das Esposas e Pensionistas de Policiais Militares e Bombeiros do Estado de Rondônia (ASSESFAM).

    A presidente da ASSESFAM, Sônia Maria dos Santos Almeida e a vice-presidente Márcia Aparecida da Costa e Silva vieram pedir apoio para o agendamento de uma audiência com o governador Ivo Cassol, a fim de que o Chefe do Poder Executivo ouça a apresentação da pauta de reivindicações. Neodi Carlos assegurou que assim que o governador retornar da viagem que realiza ao exterior, iniciada ontem (12), marcará o encontro pra que os representantes sejam recebidos pelo governador do Estado.

    Na audiência com o presidente do Poder Legislativo, as representantes reclamaram das retaliações pelas quais policiais militares vêm sofrendo em função do movimento reivindicatório. “Elas disseram que a situação da segurança pública em Rondônia é caótica e que a propaganda governamental “Polícia Cidadã”, não passa de um slogan. A atuação da Polícia Militar fica comprometida pela sobrecarga de serviço da Polícia Civil”.

    Fonte: ALE/RO – DECOM

    ResponderExcluir
  6. Temendo uma possível invasão por parte da Associação de Esposas de Policiais Militares o comando do 1º BPM localizado no bairro Arigolândia determinou a colocação de grades de proteção nas ruas que dão acesso ao quartel bem como um reforço no policiamento na frente da referida unidade militar.


    A medida foi vista como forma de intimidação ao movimento das mulheres que promete intensificar a partir da próxima segunda-feira (11/05), com piquetes na frente dos quartéis de todo estado a exemplo do que ocorreu no ano passado.


    Diferente do ano passado quando o movimento estava rachado, em relação as reivindicações feitas junto ao governo do Estado. Para este ano a Associação das Esposas dos Policiais Militares promete endurecer o jogo para isso vem tendo o apoio de importantes entidades sindicais a exemplo do Sintero e da Central Única dos Trabalhadores – CUT através do seu presidente Itamar Ferreira que já declarou apoio ao movimento.


    O movimento acusa o governador do estado Ivo Cassol (sem partido) de não ter cumprido o acordo firmado o ano passado durante a greve que paralisou praticamente todos os quartéis no estado. Por não ter honrado o compromisso firmado a Associação das Esposas dos Policiais Militares decidiu fortalecer o movimento primeiramente nas articulações para depois partirem para o fechamento das unidades militares.


    Por sua vez o governador Ivo Cassol, disse em nota enviada a imprensa que quem não cumpriu o acordo foi a Associação das Esposas dos Policiais Militares. O governador afirmou que foram adicionados ao soldo (salário) dos PMs no mês de abril passado 11,75% e que os abusos que por ventura venha ser cometidos a Justiça será acionada.

    ResponderExcluir
  7. Manifestação: esposas de policiais militares
    Mulheres de militares bloqueiam saída de garagens de ônibus e param capital
    14/7/2008 - 08:24 Porto Velho, Rondônia - O caos na segurança pública se estendeu, nesta segunda-feira, ao transporte coletivo. A cidade amanheceu parada. As mulheres de policiais militares e bombeiros bloquearam, nesta segunda-feira, a entrada das garagens das empresas de ônibus coletivo de Porto Velho. Milhares de pessoas estão nas paradas, mas os ônibus não estão circulando. As mulheres atribuem o recrudescimento do movimento à “intransigência, arrogância e desrespeito com que o governador Ivo Cassol tem tratado as corporações de policiais militares e de bombeiros militares”.O governador teria chamados os PMs de “maricas” e as mulheres de “cornas”.

    O movimento das esposas de militares começou no último dia 7 e bloqueou a entrada dos quartéis em vários municípios. Pneus de viaturas estão sendo esvaziados e os policiais impedidos de fazer o patrulhamento. A paralisação dos transportes coletivos na capital será de 24 horas, segundo nota divulhada pelo movimento. fonte: Na Hora Online

    Veja a Nota de Esclarecimento da Associação das Esposas dos Pensionistas e Familiares dos Policiais e Bombeiros Militares do Estado de Rondônia – ASSESFAM




    Amigos, que ato de coragem das esposas dos militares de Rondonia. Está de PARABENS a ASSESFAM.

    Transcrevi esta matéria pra mostrar aos Policiais Militares do Piaui que com organização se tem FORÇA!

    A criação de uma associção de esposas e familiares de policiais militares já foi discutida entre os policiais militares do Piaui. Até o momento nenhuma ação concreta saiu do papel. ACREDITO QUE estamos deixando passar um momento oportuno para a criação dessa associação. AFINAL as mazelas sofridas PELOS POLICIAIS MILIATRES TAMBÉM SAO SENTIDAS POR SUAS FAMILIAS.

    VAMOS ACORDAR!!!!

    ResponderExcluir
  8. Este espaço é destinado a todos os trabalhadores da Segurança Pública, em especial os Policiais Militares de todo o Brasil. Estamos numa democracia. Vamos exercer o nosso Direito a "LIBERDADE DE EXPRESSÃO". Vamos valorizar o profissional da Segurança Pública, principalmente o Policial Militar. Utilize com responsabilidade
    P I A U Í - B R A S I L

    ResponderExcluir
  9. PMs e Bombeiros se aquartelam em três cidade de RR
    JUSMILITAR
    PMs e bombeiros se aquartelam em três cidades de RR
    Agência Estado

    Por Loide Gomes
    Boa Vista - Policiais e bombeiros militares de Roraima estão aquartelados há cinco dias em três municípios do Estado. Em Boa Vista, o prédio do Comando de Policiamento da Capital (CPC) permanece ocupado desde segunda-feira por policiais, mulheres e crianças. Eles exigem reajuste salarial de 33%, mas o governador Anchieta Júnior (PSDB) oferece menos da metade, 14,5%, em duas parcelas. Ontem uma bomba caseira explodiu dentro do quartel. Não houve feridos.
    .
    A revolta tirou das ruas soldados, cabos e sargentos e prejudicou o policiamento nos presídios. Com a crise na Polícia Militar (PM) e no Corpo de Bombeiros, o policiamento ostensivo da capital roraimense é feito por cem homens da Força Nacional de Segurança. Eles estão em Roraima há um ano para executar a Operação Upatakon 3, em conjunto com a Polícia Federal (PF). A ação consiste na retirada de ocupantes não-índios da terra indígena Raposa Serra do Sol.
    .
    Barricadas de pneus na rua que dá acesso ao quartel impedem a saída de viaturas para atender as ocorrências. Nenhum policial ou bombeiro fardado entra no prédio. O governo de Roraima prometeu punir com expulsão os militares, que são proibidos de fazer greve, mas aceitou negociar. No momento, os manifestantes aguardam documento do governo com os termos da proposta.

    EXTRAÍDO DE http://www.abril.com.br/noticias/brasil/pms-bombeiros-se-aquartelam-cidades-rr-342621.shtml

    ResponderExcluir
  10. PMs Sergipe: Operação Tartaruga
    Primeiramente, gostaria de parabenizar os companheiros Policiais Militares e Bombeiros Militares do Estado de Sergipe pela coragem, inteligência e união na luta por melhoria salarial e busca da valorização do profissional.

    Continuem unidos!

    Pena que no Piauí não temos uma mobilização organizada como em Sergipe.

    PM Sergipe: Operação Tartaruga (acompanhe toda mobilização no blog ABMSE)



    A policia militar iniciou na manha desta sexta feira (05), a operação tartaruga. Seria a greve branca, em retaliação ao governo do estado, que fechou as portas para negociar com a classe. O índice de criminalidade que já era alto, a partir de agora, vai aumentar, o que deixa a população assustada, sem ter a quem pedir socorro.

    O presidente das Associações Unidas da Policia Militar, capitão PM, Samuel Barreto, disse em entrevista ao programa Liberdade sem Censura, que a partir de hoje, os policiais só sairão para o trabalho, devidamente uniformizados, como determina a constituição. Ele disse que o policial para sair do quartel deverá ter: armas, colete a prova de bala, coturno e, aqueles motoristas de viaturas que não tem habilitação ou que estejam com a CNH vencida, não vão mais dirigir as viaturas.

    Alem disso, Samuel disse que, nenhuma viatura irá ultrapassar os 60 KM por hora, que a lei determina. Viaturas da policia, não mais passarão nos semáforos, caso este esteja fechado (vermelho), já que, em serviço, tanto a velocidade como os sinais não eram respeitados por força do trabalho por eles desenvolvidos.

    Samuel pediu paciência para a sociedade, pois segundo ele, se a partir de agora houver demora no atendimento, isso será por conta de que a policia estará “respeitando o que determina a Lei”.
    “Nós agora vamos trabalhar rigorosamente dentro da lei. Se houver algum veículo em conservação ruim não vamos dirigir, se a habilitação do policial estiver vencida também não vamos dirigir a viatura, assim como se algum militar não tiver habilitação não vamos conduzir. Caso algum comandante faça essa exigência vamos entrar na Justiça por acusação de assédio moral, porque isso é inadmissível”, afirma Samuel, dizendo ainda que todos os policiais, quando saírem de suas casas para se dirigirem ao quartel, não mais irão fardados.

    Segundo ele, no trajeto de suas residencias até o quartel, vários policiais que iam para o trabalho ja devidamente uniformizados, nos transportes coletivos, acabavam por inibir as ações dos marginais. “Todo policial daqui para frente vai levar seu uniforme dentro de uma bolsa, pois o serviço começa a partir da hora em que está nas ruas”, disse.

    Fonte: Fax Aju

    ResponderExcluir
  11. O Deputado Federal,Capitão Assunção da PMES foi ao parlatório da Câmara Federal e chamou de Bandidos o Governador do Acre e o Comandante da PMAC, conforme publicação do jornal 24 horas.Comentou sobre as retaliações impostas ao Major Rocha. Acreditem em breve farão côro o Capitão Jair Bolsonaro do Exército, o Cabo Júlio da PMMG, o Coronel Queirós da PMGO, todos deputados federais que deverão pronunciar-se contra a maneira que vem tratando uma simples manisfestação que pleiteou melhores condições salariais, sem fazer GREVE, muito menos MOTIM. Participantes eram na sua maioria os PM's da reserva, os PM's de folga, e os familiares dos mesmos. Esperamos que o Comando suspenda essas perseguições e trate do problema com mais coerência evitando cometer mais injustiças!

    ResponderExcluir
  12. Deputado federal diz na tribuna do Congresso que Binho Marques e Romário Célio “são dois bandidos”
    22/06/2009 - 09:44
    As declarações foram em protesto pela prisão do Major Rocha e as “perseguições aos militares”



    O Deputado Federal Capitão Assumção (PSB-ES) subiu a tribuna do Congresso Nacional, na seção ordinária do dia 18 de junho para condenar o governo do estado do Acre, no tocante ao tratamento oferecido aos policiais militares nas recentes histórias.
    Assumção, fez duras criticas ao governador Arnóbio Marques e ao Comandante da PM, coronel Romário Célio. O deputado disse que era perseguição a prisão do Major Wherles Rocha e as acusações contra os demais lideres da Associação dos Militares do Acre (AME). A entidade foi responsável por mobilizar a categoria num protesto por melhores salários e condições de trabalho no dia 04 de maio.

    “Quero deixar registrado o meu protesto contra o governador do Acre, Binho Marques, e seu lambedor de botas, coronel Romário Célio, que vêm prendendo de forma arbitrária as pessoas e tratando-os como bandidos de alta periculosidade, taxando da mesma forma também os familiares dos militares estaduais. Parabéns ao militares estaduais, vocês não são bandidos, bandidos aí nesse Estado só tem dois, é o Binho Marques e o coronel Célio”, disse o deputado em Brasília no parlamento.

    O capitão Assumção é uma das lideranças dos quadros da PM nacional e pretende vir ao estado para discutir a PEC 300, que declara que os salários dos militares estaduais do país não devem ser inferiores aos salários dos militares do Distrito Federal.



    CLIQUE E SIGA PARA VER O VIDEO:

    http://parlatube.com.br/index.php?option=com_seyret&Itemid=2&task=videodirectlink&id=3281

    ResponderExcluir
  13. OPERAÇÃO TARTARUGA É O QUE O GOVERNO MAIS QUER, POIS ELE DEFENDE A FLORESTANIA, ENTÃO FAÇAMOS A VONTADE DESTA COMANDO.OUTRA COISA CADÊ A BANCADA FEDERAL DESTE ESTADO? SIGAM O EXEMPLO DO DEPUTADO CAP. ASSUMÇÃO OU VOCÊS GOSTAM DE BOTAS TAMBEM?

    ResponderExcluir
  14. A assembleia legislaiva repudiou as declarações do Cap. PM Assunção. "Quebra de decoro" é essa imoralidade de prisões disciplinares sem nenhum arrimo na lei. A Constituição Federal prevê no artigo 5° que ninguém será preso senão em flagrante de delito, salvo por crimes militares e trangressões disciplinares definidas em lei. O RDPMAC é um decreto editado na ditadura e até mesmo o exército já fez suas adaptações para garantia dos direitos albergados no texto constitucional.È muito fácil utilizar o argumento da força e dizer a qualquer pretexto que será submetido a um processo de apuração de punições disciplinares. Prisões arbitrárias ainda mais quando se faz uma análise do ponto de vista do direito ao contraditório. Em alguns casos somente depois de já cumprida a restrição ou pura formalidade para tentar acobertar esses abusos.

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.