quarta-feira, 11 de abril de 2012

Sofrimento

Militares de Feijó reclamam da falta de estrutura para trabalhar


Quartel com várias rachaduras, pouco espaço para o trabalho administrativo, falta de efetivo e viaturas são algumas das muitas reclamações dos policiais militares de Feijó. 

A pequena cidade de pouco mais de 32 mil habitantes, possui apenas 38 PM’s, o que dá 1 policial para cada 853 habitantes. Apenas quatro milicianos realizam  o patrulhamento por dia em apenas uma viatura. De acordo com os denunciantes, foi deslocado um carro um dia depois que pessoas da Associação dos Militares visitaram a unidade.

- Estamos agora com um carro, nossas motos não estão nas ruas porque estão sem placas, nosso efetivo é pequeno para atender a contento a cidade, declarou o militar.

As fotos enviadas para o Blog 4 de Maio não escondem o esquecimento por parte do comando geral da PMAC. Os colchões do alojamento estão desgastados dado ao tempo de uso.

- A gente está pegando doença de pele, quando a gente trisca no colchão temos que usar imediatamente álcool, se não adoece, denunciou o feijoense.

Outro problema encontrado na unidade diz respeito ao pouco espaço para o serviço administrativo. Os PM’s utilizam apenas um pequeno espaço que mais parece um beco que leva a sala do comandante.

- Os PM’s daqui estão acostumados a viver no aperto, seja na escala de serviço ou aqui dentro da unidade a gente fica no imprensado, disse o militar no e-mail.

No mesmo lugar do quartel fica o presídio da cidade. Como preso sempre tem mais direitos que policiais, a maior parte do prédio fica com os infratores condenados.

Sem farda

O caso do fardamento já uma vergonha estadual. Os militares de todas as cidades do Acre reclamam que há mais de quatro anos não recebem farda e culpam o comando pelo descumprimento do Estatuto.

- Eu não entendo, todos temos o direito ao fardamento completo duas vezes por ano, o que está faltando para a gente entrar na justiça sobre isso?, pelo Amor de Deus, façam alguma coisa pela gente aqui em Feijó!!, clamou o militar feijoense.

6 comentários:

  1. o cmt geral quer que cunpramos todas as suas determinaçoes, caso contrario seremos punidos ai vem a pergunta, o mesmo não deve ser punido por não conpri o que o estatuto determina.CLORO QUE SIMMMMMMMMMMMMMMMM

    ResponderExcluir
  2. Eita pau pereira....equipamentos sucateados, paredes deterioradas, militares trabalhando quase peladões, e ainda por cima escabiose* na cama dos militares de Feijó...olhem só a cor dos colchões.
    Esse quartel não faz parte do "quartel do povo do Acre"? Que vergonha...
    * Escabiose:Doença altamente infecciosa causada pelo parasita Sarcoptes scabie, transmissível pelo contato entre pessoas ou mesmo através das roupas. by wikipédia.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. O cmt. geral não ta preocupado com os policiais da capital imagina os do interior so esta preocupado e com o fim do mes para ganha o seu salario de 24 mil reais, e não adianta reclama por que agente reclama mais fica tudo como esta, o cmt. e quem manda e nessa policia so tem vez quem e oficial

    ResponderExcluir
  5. O Sr Governador Tião Viana declarou a todos que esse ano é o "ANO DA SEGURANÇA PÚBLICA". Já estamos no mês de abril e esse tal "ano" ainda não começou para o Governador, pois a segurança pública continua a mesma, principalmente a Polícia Militar que nem farda têm pros policiais trabalharem sem se falar da situação dos quartéis e viaturas que estão caindo os pedaços. Isso é uma vergonha!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Sim e o ano de ferrar nois da seguranca publica, kkkkkkkk

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.