segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Policiais Militares reclamam da escala de serviço

“Estou passeando em casa e morando no quartel”. Foi com essa frase que um militar do Primeiro Batalhão da PM, com uma aparência abatida e demonstrando indignação, definiu o tempo e os dias em que está de serviço nas ruas de Rio Branco.
Em setembro do ano passado, foi aprovada uma lei 2.148 que criava o Banco de Horas para os militares estaduais. Essa lei, no entanto, não especificava a carga horária exata que o militar deveria trabalhar na semana, a regulamentação dependia de uma portaria da PM e do Corpo de Bombeiros.
A regulamentação da PM determina uma jornada de trabalho diferenciada e em conformidade ao serviço disponibilizado, o máximo que deve chegar é a 40 horas semanais para cada militar. Desse ponto grandes questionamentos são realizados.

O Policiamento Extra e a escala unificada

A regulamentação abriria portas para o policiamento extra-remunerado. Assim, os militares cumpririam sua jornada de 40 horas e, nos intervalos desse tempo, tiraria seu P.O extra. O que os militares não contavam era com as mudanças na escala. Com a escala unificada, os PM’s trabalhariam seis horas em um dia no período da manhã, mais seis no período da tarde do segundo dia, doze horas no terceiro dia e folgaria 48 horas. Mas isso não é bem a realidade.
Em conversa com pessoas ligadas ao Grupo Águia do Primeiro Batalhão, eles afirmam que não estão no “ritmo” da escala unificada, pelos menos é o que afirmam os policiais. Olhando a escala do grupamento no Quartel do Comando Geral, percebemos o sofrimento. Uma guarnição que entra à noite, por exemplo, tira serviço de segunda à sexta, sendo que às quartas tira serviço também de manhã, numa escala de seis horas. O que está acontecendo é que os militares também estão sendo escalados nos finais de semana sem entrar no PO extra, como conseguimos constatar. Neste caso específico, chegamos a ter 42 horas trabalhadas e, no mínimo seis dias indo ao quartel.
“Parece que não temos família. Minha filha não entende e ficamos eu e minha mulher procurando explicar. Às vezes fico pensando se meus superiores não têm família para entender o que passamos”, afirma o militar.

O medo de falar e ser descorberto

Um dos pontos marcantes da conversa com os militares do Primeiro Batalhão da PM em Rio Branco é o medo que eles têm de que seus superiores saibam de seus nomes e passem a realizar perseguições. Segundo os policiais, eles geralmente engolem tudo que é decidido nas salas dos oficiais e nada podem fazer para mudar.
"Já procuramos a AME, mas o Braga nem recebeu a gente. Já deixamos vários recados no blog dele para ele ajudar a gente, mas ele não colocou no blog e também não ajudou. Não temos a quem recorrer", afirma o militar.

9 comentários:

  1. pau na muleira:
    escalas desumanas e ditadura e incompetencia,esses são os sinonimos do 1bpm,onde é o unico batalhao a ainda cumprir a escala unificada,é o unico que ainda adota um policiamento de faz de conta(visibilidade),resultado ,policiais desestimulados,indice de homicidios aumentaram,e os assaltos constantes,falta bom senso,as reunioes são somente de carater informativo,e ninguem astreve-se a opinar,com receio de represarias por parte da lucia,com isso todos os policiais estão empurando o serviço com a barriga

    ResponderExcluir
  2. Capitão PM R/R Mário22 de fevereiro de 2010 18:08

    A AME do Braga tá fazendo o que mesmo?
    - Os Inativos solicitaram ajuda da associação quanto a negociação do Risco de vida atrasado, disseram NÃO!
    - Turmas de 2000 e 2002, também, pediram a intermediação da AME nas negociações a respeito do CFSgt, disseram NÃO!
    - E agora nossos policiais do 1º BPM solicitam a intervenção da AMEBRAGA, quanto a jornada de trabalho, e não são recebidos. Tá fazendo o que mesmo RAPAZ!!! POR ISSO, AMANHÃ, ESTAREI ME DESFILIANDO DELA. VÃO ROUBAR DE OUTRO...
    CONSELHO: SIGAM-ME!!!

    ResponderExcluir
  3. FACA NA CAVEIRA.

    E aí Braga,diz a aí pra nós, se dessa vez a associação vai mandar um ônibus para Brasília;Publica tambem no blog a prestação de contas;Explica como foi a apreensão da caminhonete;E as vagas que estão abertas para as promoções de SGTs,explica como é que a associação estar se comportando diante de tudo isso.

    ResponderExcluir
  4. Ei você .......
    Tenha respeito por seu suor, por seu trabalho honesto, por seu filho, sua esposa, sua família e por todos os seus colegas, incluindo os colegas do interior do Estado: SIGAM O CONSELHO DO CAPITÃO MARIO e de tantos outros !
    Desfiliem-se agora, em massa e fiquem em "stand by" para a chegada da ASSOCIAÇÃO 4 DE MAIO DOS MILITARES DO ACRE.
    Por favor, alguém faça a fineza de postar uma cópia de um documento de solicitação de desligamento da AMEAC para que todos possam proceder à desfiliação entregando diretamente na SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO com cópia de recebimento protocolada.
    Estão perdendo um tempo valioso enquanto a sua mensalidade deveria estar servindo para outros fins coletivos.
    FAÇA ISSO AGORA !!

    ResponderExcluir
  5. Tem gente precisando ganhar uns " sacodes ".

    ResponderExcluir
  6. Gostei Cap RR Mário! kkkkkkkkkkkkk AMEBRAGA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ISSO MESMO PESSOAL, VAMOS NOS DESFILIAR EM MASSA E FUNDAR A 4 DE MAIO URGENTE, VAMOS CAIR FORA, DEIXA O BRAGA SÓ COM O GOVERNO! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK AMEBRAGA KKKKKKKKKKKKKKKKKKK... DESFILIAÇÃO DA AME JÁAAAAAAA!!!!

    LOBO MAU

    ResponderExcluir
  7. DESFILIAÇÃO EM MASSA!!!
    QUERO VER DE QUEM A "AME" VAI ROUBAR ,ESSES FAJUDOS QUE ESTÃO POSANDO DE BONS MENINOS ESTÃO VENDO A AME COMO UMA FORMA DE INRIQUECIMENTO FACIL VAMOS TER FÉ E, DEUS QUE UM DIA A CARAPUÇA DELES UM DIA VAI CAI.

    ResponderExcluir
  8. NO PRIMEIRO BATALHÃO A DITADURA AINDA NÃO ACABOU. TUDO ISSO É (***moderado***) ATRÁS DE PROMOCÕES ENQUANTO ISSO OS DEMAIS POLICIAIS QUE SE FERREM. ESTA É A POLÍTICA DO PT E A AME É CLARO NÃO FAZ NADA.

    ResponderExcluir
  9. DESILUDIDO


    Agente pede informação da ame a respeito de algum assunto e ela não nos responde,então,
    eu vou mobilizar o alto acre e vamos fazer uma surpresinha para a AME,nos aguardem.

    ResponderExcluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.