quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

AME realizará assembleia geral em fevereiro



Assembleia Geral Anual da Associação dos Militares do Estado do Acre (AME/AC), que deveria acontecer em janeiro, será realizada no dia 18 de fevereiro. O anuncio foi dado pelo sargento Isaque Ximenes, presidente da entidade, através do edital de convocação.

De acordo com Ximenes, o pedido para mudança de data partiu do relator do Conselho Fiscal, sargento Gleidson Lopes, que mora em Cruzeiro do Sul. O militar explica que os conselheiros deveriam ter se reunido para debater as prestações do último trimestre e emitir um parecer, mas, por questões pessoais, a reunião não veio a acontecer.

A atividade tem por objetivo apresentar um relatório sobre a prestação de contas de 2012, aprovação ou rejeição do orçamento para os gastos em 2013 e debater as metas de reivindicação este ano.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO 001/2013

O Presidente da Associação dos Militares Estaduais do Acre, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o disposto nos artigos 19, 20 e 22 do Estatuto em vigor.
 CONVOCA:
Todos os associados efetivos, em pleno gozo de seus direitos, para participarem de uma ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA a ser realizada no dia 18 de fevereiro de 2013, no Clube dos Oficiais, localizado na BR 364, próximo a Fundação Hospitalar, às 8h30min, com a presença mínima de 1/4 dos associados em primeira convocação, e em segunda convocação, às 9h com qualquer número de participantes, para tratar do cumprimento das seguintes pautas:
1 – Prestação anual de contas;
2 – Debater sobre as metas para 2013.
Rio Branco – Acre, 25 de janeiro de 2013.

Isaque Félix Ximenes
Presidente AME AC
Ofício do Conselho Fiscal

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Exército divulga nomes de militares mortos em Santa Maria (RS)


O Exército divulgou nesta segunda-feira (28) o nome dos militares mortos no incêndio da boate Kiss em Santa Maria (RS) que deixou pelo menos 231 mortos e 92 hospitalizados ontem (27). Entre as vítimas estão três oficiais, um sargento, dois cabos e dois soldados.


Segundo o coronel Fossi, atuaram no atendimento às vítimas 380 militares. Foram utilizadas 51 viaturas, entre elas três ambulâncias, uma viatura frigorífico que fez o transporte dos corpos até o Centro Desportivo Municipal, porque o IML (Instituto Médico Legal) não tem capacidade para abrigá-los.

O hospital do Exército recebeu 20 feridos do incêndio, apenas quatro deles eram militares. Segundo Sossi, quatro pessoas morreram.
*
Veja a lista dos militares:

Daniella Dias de Matos, capitã médica cardiologista do Rio de Janeiro que passava férias em Santa Maria (RS)
Leonardo Machado de Lacerda, 1º tenente que atuava em Santa Maria (RS). Nasceu e receberá as honras fúnebres no Rio de Janeiro
Brady Adrian Gonçalves Silveira, 2º tenente que servia em São Gabriel (RS)
Diego Silvestre, 3º sargento servia em Uruguaiana (fronteira com Argentina)
Rogerio Floriano Cardoso, cabo que servia em Santa Maria (RS)
Lucas Leite Teixeira, cabo que servia em Santa Maria (RS)
Leonardo de Lima Manchado, soldado que servia em Santa Maria (RS)
Luciano Taglia Pietra Espiridião, soldado que servia em Santa Maria (RS)


POLO MILITAR

A cidade de Santa Maria é um polo militar. Na região atuam cerca de 17.500 militares de um unidade do Exército e 1.500 da FAB (Força Aérea Brasileira). Há um centro de treinamento de blindados e função militar e há simulações de combate.

Um C-130 Hércules foi reservado para transportar médicos, cirurgiões, enfermeiros e suprimentos do Hospital de Força Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro.

Além da unidade, a FAB reservou leitos no Hospital de Aeronáutica de Canoas (RS).

Desde os primeiros momentos do incêndio, quatro helicópteros H-60 Blackhawk do esquadrão aéreo localizado na própria cidade de Santa Maria foram mobilizados para ajudar nos deslocamentos das vítimas.

Fonte: Folha de São Paulo

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Mensagem do comandante do 5º BPM

Tem coisas que precisamos responder porque algumas pessoas acham que sabem sobre tudo... Segurança pública não se faz, única e exclusivamente com repressão...Ações preventivas através da implantação da filosofia de polícia comunitária nas Unidades Policiais e, consequentemente, a realização do policiamento comunitário com foco na mudança de hábitos, costumes e rotinas do cidadão (potencial vítima) entre outras, sem dúvida faz a diferença. É óbvio que o crime deve ser combatido com os "rigores" da lei. Não meçamos esforços pra isso. Todavia, o cidadão precisa ser bem orientado a não oferecer a oportunidade ao infrator. Ou seja, adotar posturas visando evitar ser a próxima vítima. Chamamos isso de medidas de auto-proteção ou auto-tutela. Nós, policiais militares Precisamos compreender bem isso, e já avançamos muito. Como policiais, também somos orientadores, padres, pastores, psicólogos e, etc...O tempo em que tudo era resolvido a ferro e fogo já passou. Nossa missão não é condenar e sim, apresentar à justiça aqueles que contrariaram as leis para que possam responder por seus atos. Não nos frustremos quando entregarmos o infrator na DP e ele saia pela porta da frente antes mesmo de entregarmos o nosso BO. Lembremo-nos, nossa parte foi feita! 

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Situação da sala destinada à PM na 1ª USP

As cadeiras utilizadas pelos policiais




As paredes estão em péssimas condições

Não há cuidados com a imagem institucional e ainda colocam a culpa no 4 de Maio

Depois noticiamos o problema de impressora, a PM cedeu uma



Teto colado com durex (kkkk, desculpas)

Ar-condicionado em péssimas condições e precisando de manutenção

Falta de manutenção em ar-condicionado provoca goteiras no interior da sala

Sala sem limpeza e água pela sala


segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

5º Batalhão realiza palestra sobre segurança pública para pastores



A Segurança Pública é dever do Estado e direito e responsabilidade de todos. É através dessa determinação constitucional que o 5º Batalhão da PM realizou uma palestra, no último sábado, 19, para pastores do bairro Ouricuri. O objetivo é capacitar os evangelizadores para divulgarem dicas de segurança durante os cultos e reduzir as oportunidades para os criminosos preparando as potenciais vítimas para mudança de hábitos.

- 14 Pastores estivaram presentes e como resultado da parceria realizaremos palestras em todas as igrejas durante os meses de fevereiro e março e, por conseguinte, os pastores destinarão um tempo durante os cultos para discutirem segurança com base nas dicas e medidas de auto-proteção, declarou o comandante da unidade, Major Estepham.

A atividade desenvolvida pelo batalhão atende aos princípios da Polícia Comunitária que busca se aproximar da população e inseri-la no debate de questões relacionadas à Segurança Pública.

a4demaio com informações da ASSECOM da PM

Militares acusados de realizar motim serão ouvidos na próxima quarta-feira



Os quatorze policiais militares que foram indiciados pelo crime de motim serão ouvidos mais uma vez na próxima quarta-feira, 23, às 9 horas, na Auditoria Militar, em Rio Branco.

Os militares são acusados de terem fechado o portão lateral do Quartel do Comando Geral (QCG) nos dias 13 e 14 de maio de 2011, dias em que a PM e o Corpo de Bombeiros paralisaram suas atividades por 24 horas.

O movimento de reivindicação era conduzido por civis que trancaram o portal com correntes e cadeados impedindo a saída de viaturas policiais. Para os oficiais presentes nos dias, os indiciados não fizeram nada para impedir a obstrução e que, segundo eles, implicou em uma ação em grupo.

O comando da PM, através do Serviço Reservado, afirma no inquérito que produziu um DVD com imagens do local do conflito, entretanto, apenas um militar foi reconhecido e especificado no relatório mais conhecido no seio militar como “Parte”. O material que deveria constar como parte do processo até hoje não foi encontrado, nem a defesa nem a acusação tiveram acesso ao suposto DVD.

4 de Maio concorda com esse comentário realizado em nosso Blog

Existe aquela velha máxima de que em tempos de crises, para uns pode ser momentos difíceis, mas para outros, são oportunidades. Ao meu ver, o governo do Acre sabe que se aproxima de um momento crucial para seu governo, onde todos os sindicatos dos funcionários públicos irão à Casa Civil pedir reajustes salariais, haja vistas a defasagem, esperto que só Raposa de galinheiro, Tião Viana se antecipa aos fatos e usa tal argumento de que os Estados brasileiros passam por dificuldades para tentar minimizar o percentual de aumento a ser concedido ao funcionalismo público, além de gerar excelente oportunidade para alguns amigos do PT ganhar muito dinheiro com o carnaval e ainda, de forma velada, dar uma ajudinha com recurso públicos aos amigos. Quem não lembra que o Estado em 2011 não tinha condições de dá um aumento superior a 1%, pois é com a pressão de algumas categorias esse aumento chegou a 20%, fiquem de olho.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Um questionamento militar


Sou policial militar já alguns anos e fico me perguntando: "No ano passado - 2012 mesmo com uma alagação das maiores que o Acre já teve, foi realizado o carnaval porque os intelectuais de Segurança Pública afirmaram que seria melhor, ou seja, questão de segurança pública ter uma concentração de milhares de pessoas em um só lugar seria mais fácil ter o controle". E agora o Exmo. Sr. governador do acre disse que não tem condições ou pelo menos não seria justo realizar o carnaval de rua porque enquanto uns se divertem outros sofrem com a crise mundial. Meu Deus e a questão da segurança pública das pessoas? E o controle da criminalidade nos bairros, que já fugiram do controle do estado?, pois só neste mês de janeiro todas as regionais já tiveram mais de dois homicídios, fato atípico aos demais anos. Fico pensando nós já trabalhávamos feito burro de carga no carnaval programado e organizado pelo o estado e prefeitura, imagine agora com a bagunça que vai ser! Jesus tenha compaixão de nós!

Quem não tem dinheiro para fazer uma festa de carnaval dará a isonomia do risco de vida?


Para conter despesas, Sebastiao Viana anuncia que em Rio Branco não haverá carnaval

Fonte: AC24Horas
O governador Sebastião Viana (PT) e o prefeito de Rio Branco Marcus Viana (PT) anunciaram na manhã deste sábado, 19, durante entrevista coletiva na Casa Rosada, que este  ano o Governo do Acre não irá promover o carnaval popular.
O carnaval que é realizado tradicionalmente no circuito Amadeu Babosa não será promovido este ano. Sebastião Viana usou como justificativa, a economia de gastos, o arrocho fiscal do Estado e informou que o dinheiro que seria investido na folia, será gasto em obras de infra estrutura e melhoramentos de bairros.
“É um ano atípico para todos os estados brasileiros. Um ano de crise, de reajuste orçamentário, por isso, decidimos não assumir esses grandes eventos, pois nossa prioridade é focar o trabalho no enfrentamento ao inverno, com as ações de limpeza nos bairros… Esperamos no próximo ano retormar com essa festa que é uma manifestação cultural do país. Pedimos a compreensão da população”, disse Sebastião.
O governado disse que “não é justo as pessoas estarem se divertindo enquanto há centenas de famílias sofrendo”. Ainda segundo Viana, casos as associações de moradores se organizem para promover a folia, o estado vai disponibilizar a logística para garantir a festa.
Para o prefeito Marcus Viana, o foco agora é garantir os investimentos básicos. “Nossos esforços estão voltados para o enfrentamento ao inverno, infelizmente, temos que sacrificar a realização do carnaval público e priorizar as ações nos bairros, na cidade, mas nada impede que a população faça sua festa, que mobilizem os blocos de rua, que brinquem e se divirtam”, disse.
Líderes da oposição questionam que o Governo do Acre perdeu o controle financeiro da situação do Estado e estaria tomando medidas emergenciais para tentar amenizar a crise em que o Acre mergulhou. Os oposicionistas dão como exemplo a realização do carnaval do ano passado.
Em 2012, mesmo com o Estado de Emergência decretado pela prefeitura de Rio Branco, milhares de famílias desabrigadas na capital e o comportamento dos rios do Acre que continuavam subindo, o governo manteve a festa. Apenas o horário dos bailes foi alterado, começando as 11 da noite e terminando as 3 da madrugada. A época o governador Sebastião Viana (PT) justificou a decisão como uma questão de segurança pública.
Tião Viana ressaltou que esta é uma decisão que ocorre em outras capitais do país (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Tião Viana ressaltou que esta é uma decisão que ocorre em outras capitais do país (Foto: Sérgio Vale/Secom)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Google alerta usuários de todos os países sobre reunião secreta dos governos para censurar e regulamentar a internet em quase todo o mundo visando acabar com a liberdade de expressão.


Google alerta sobre reunião da UIT para censurar e regulamentar a internet

Faça já a sua parte, acesse: https://www.google.com/intl/pt-BR/takeaction/ 
Inscreva-se no final desta página: Cadastre-se aqui, e aguarde o e-mail do Google para saber como você pode ajudar.
A União Internacional de Telecomunicações (UIT) está reunindo reguladores de todo o mundo para renegociar um tratado de comunicações estabelecido há décadas. Querem cobrar por tudo, acabar com a liberdade de expressão e ainda controlar o que pode ou não ser feito na internet. Para quem usa o maior sistema de buscas do mundo, o Google, deve ter notado na parte inferior da barra de pesquisa uma mensagem de alerta sobre as autoridades.
“Alguns governos querem fazer uma reunião a portas fechadas em dezembro para permitir a censura e regulamentar a Web” alerta o Google.

As alterações que querem instaurar, censuram e ameaçam a inovação.

Algumas das propostas é permitir que os governos censurem o que vai ser dito e até mesmo permitir que eles cortem a sua internet quando bem entenderem. Outras propostas que entrarão em pauta, é que irão exigir que serviços usados por nós como YouTube, Facebook e Skype, paguem novas taxas para que as redes não fiquem limitadas ao pais de origem. Isso com toda a certeza vai limitar o acesso à informação, educação e em especial, afetar os mercados emergentes. Até mesmo serviços que são usados gratuitamente na internet, poderão ser cobrados, já que as empresas não poderiam arcar com o prejuízo.
Para empresários do ramo de e-commerce, já existem boatos de que uma das regulamentações, e cobrar as mesmas taxas de uma loja física, incluindo regras obrigatórias, mas não para melhorar o serviço para o consumidor, mas sim para encher mais os cofres públicos.

 A internet é livre e é nossa!


Exibições: 330

Governo deixa de investir R$ 1,5 bilhão em segurança


O governo tinha R$ 3,1 bilhões de reais para gastar com segurança pública em 2012. O investimento efetivo no ano chegou a apenas um quarto disso

São Paulo - Apesar da violência urbana ser um dos maiores temores dos brasileiros, o governo federal parece estar tendo dificuldades para investir o dinheiro reservado a área. Mesmo tendo 3,1 bilhões de reais para gastar em seis unidades diretamente ligadas à segurança pública, o governo investiu efetivamente R$ 738 milhões em 2012. Ou seja, apenas 1 em cada 4 reais - 23,8% do previsto - destinado a aquisição de novos equipamentos e melhoria da infraestrutura de segurança chegou de fato ao destino. 
levantamento é da ONG Contas Abertas, com base no Sistema Integrado de Administração Financeira, do Tesouro Nacional.
Cerca de 1,5 bilhão de reais não foram sequer empenhados, ou seja, não foram separados para nenhum projeto ou área específica. 
O dinheiro deveria ser usado pelo Ministério da Justiça, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Polícia Federal, Fundo Penitenciário Nacional (FUNPEN), Fundo para Operação Ativa da Polícia Federal e pelo Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). 
Segundo especialista ouvido pelo Contas Abertas, excesso de burocracia e descompromisso de autoridades com resultados nas áreas meio do governo são as principais causas que impedem o repasse integral do orçamento.
EXAME.COM

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Soldados da PM da última turma ainda não receberam RG da instituição


Imagem meramente ilustrativa

Policiais Militares pertencentes à turma de 2011/2012 e que desempenham suas atividades no interior ainda não receberam a Carteira de Identidade emitida pela instituição. Os soldados afirmam que o curso de formação terminou em agosto do ano passado e mesmo assim a PMAC não acenou nada a respeito do assunto.

O Blog 4 de Maio constatou que as identidades foram emitidas apenas para os policiais de Rio Branco.

Inscrições no Ciclo 27 da Senasp



História baseada em uma real ocorrência policial.
 
- Ciosp... Ciosp.... Policial baleado na cabeça... Reforço... Reforço...

      Alguns barulhos me atraem, o de tiros é um exemplo. Ainda mais se forem seguidos de cheiro de pólvora queimada e assobios esfuziante sobre a cabeça. Isso quer dizer que alguém está atirando em vc, a pouca distância e, o pior, que estão quase acertando.
       
      Olá! Não me tenha. Estou aqui para te contar uma história.

    Antes uma breve apresentação.
    Sou necessário. Estou em todos os seus passos, tenho muitos nomes e muitos amigos. Estou na sua mente, mas quando te encontrar darei sinais em todo seu corpo. Dilatarei sua pupila, segurarei suas palavras na garganta, arrepiarei seus pelos. Mas acalme-se pois se está vivo hoje é porque já nos vimos e te segurei em alguma situação que custaria sua vida.
    O que te conto agora aconteceu aqui mesmo em Rio Branco. Era apenas mais um dia de serviço. Eu estava disfarçado de rotina, todos os policiais fingiam não me sentir. Nesse dia de trabalho três Policiais Militares me encontrariam e não seria muito prazeroso. Para eles.
    Domingo de sol e dia de serviço. É assim, enquanto todos procuram lazer eu trabalho. Nisso me pareço com os policiais.
    É manhã. A viatura já está aos cuidados do motorista que se equipou e fez sua oração. Comandante e patrulheiro com cassetetes e armas. Ao trabalho.
     Foram várias ocorrências de todos tipos, com isso o dia passou rápido e logo chegou a noite. Os três homens estão mais íntimos, eles compartilharam dificuldades, sorrisos, e ainda sobrou espaço para me dividirem em algumas situações, mas nada comparado ao que estava por vir.
    Um deles brinca comigo e diz sentir cheiro de sangue falando, sob risos, ser isso um mal presságio. Acho engraçado quando, as vezes, tentam me esconder atrás de palavras duras e estórias de bravuras, sendo que sempre estou ali na consciência de todos.
     Eu aguardava a visita de uma amiga, minha melhor amiga, a Morte. Sem dúvidas ela é a que mais me dá trabalho pois mesmo passando por longe sempre me emprega  e me deixa no ar. Quando ela vem e não faz seu trabalho eu fico responsável por alertar a pessoa de que algo está errado.
    Sou sucinto.. Rápido.. Chego e saio logo. Derramo adrenalina no seu corpo e deixo todo o resto com você.
  Eram 23 horas de um domingo junino. O ano era 2008.
- Viatura Comando 1 do Bope... É o Ciosp....

- Prossiga com a mensagem... Respondeu o comandante da guarnição.

- Pergunto se está pronto para atender ocorrência? Indagou a operadora de rádio da pm.

- Positivo em QAP... Responde o Sargento usando a linguagem castrence.

     Pronto, estava marcado o encontro.
     A voz do rádio disse que deveriam interceptar um grupo com 4 ladrões que acabara de roubar 11 mil reais, uma moto e armas de uma fazenda que fica na estrada que leva ao município de Porto Acre, no entanto antes de saírem da cidade eu os interceptei, mais precisamente, na rotatória da avenida Antônio da Rocha Viana próximo ao supermercado Casa dos Sereais.
     Ao passar pela rotatória os bopeanos olharam atentos para uma aglomeração formada no meio da rua devido a um bar que funcionava ali mesmo no contorno. Logo após o aglomerado avistam uma moto com todas as características da que fora roubada ha pouco. E era ela mesma, com duas pessoas. Cruzaram pela moto e ao ter certeza de que eram os suspeitos que procuravam o motorista fez a volta e sairam em busca. Ao chegar próximo à dupla o homem da garupa dispara contra a viatura, ele sabia exatamente o que fazer e tentava contra o motorista e o radiador do carro sempre no intento de parar o veículo. Os tiros, o cheiro de pólvora e os assobios dos projéteis me chamaram. E lá estava eu trabalhando.  A morte apenas aguardava.
     Após a primeira investida me sentia em todos eles, policiais e bandidos, ainda mais, depois que  a morte passou o dedo na cabeça de um dos homens de preto.
- Ciosp... Policial  baleado na cabeça... Reforço....reforço... Informou o comandante.
     Foram segundos jamais esquecidos na vida daqueles homens, garanto que enquanto viverem lembrarão de mim e daquele dia.
     Agora eu ia dar espaço para alguns amigos trabalharem. A primeira que ví chegar foi a Raiva, ela tomara de conta deles e a captura daqueles bandidos passou a ser prioridade.

- Sargento temos que pegar esse caras. Atiraram na gente.. Assinalou o motorista me ignorando por completo.

    Em seguida avistei a Vergonha que esperava  uma falha deles para cobrá-los perante seus companheiros caso não tomassem uma atitude. Contudo, pra meu desgosto, quem assumiu a situação foi minha oponente a Coragem.
     Confesso que fiquei espantado ao ver aqueles  homens saírem em busca de mim. Em busca dos agressores, indo de encontro aos seus instintos me enfrentando rejeitando a reação que normalmente causo nos seres vivos, que é a fuga. Três encontros entre nós antecederam o final dessa história, todos ocorridos na avenida Getúlio Vargas. Posto Thalma, Ponte sobre o igarapé Sao Francisco e depois em frente ao SESC. Sempre com muitos tiros.
    O piloto da motocicleta achando que tinha se livrado dos seus perseguidores entrou numa rua sem saída em busca de atendimento no hospital Santa Juliana pois o da garupa tinha sido atingido na perna.
    Enquanto isso, dentro da viatura, uma dúvida surgia, continuar a busca ou passar direto para o Pronto Socorro  para tratar do amigo? Por decisão do próprio policial baleado  seguiram no confronto e mais uma vez me senti superado pela coragem.
     No final da rua um hospital. No estacionamento uma moto caída e dois homens correndo. Ao fundo do espaço destinado aos carros um sobe no muro e  retoma o tiroteio, o outro atingido não consegue pular o obstáculo e se vira pra esboçar, com tiros, sua última reação. Um foge e o outro fica até descarregar sua arma. Outra dúvida me levou de volta a cena. Matamos ou não? Se perguntaram os PMs. A preocupação era se o excesso iria trazer problemas como prisão e expulsão da caserna. Isso fez com que acertassem na escolha e não atirassem mais depois de ter acabado a agressão. Preocupação, esse é um dos meus muitos nomes. Viu? Sou necessário.
     Como resultado um policial baleado na cabeça e um suspeito com 6 tiros pelo corpo e preso. A morte apenas me mandou como aviso. Nessa hora chegam os reforços solicitados pela guarnição então me retirei aos poucos e fui dando espaço a novas historias de bravamente homens tentavam me esconder atrás de palavras. Meu trabalho foi feito, não precisei mais de que quinze minutos. Esse foi o tempo dessa história,  porém uma eternidade para seus personagens.
    No dia seguinte foram presos os demais integrantes do bando e tudo voltou ao normal, mas não para aqueles homens que através de mim enxergaram minha amiga morte.

Ainda não sabe quem sou?

"O medo da morte é o maior medo do homem, nele está o fulcro do modo de vida de cada homem, assim como o de todas as religiões..."

_____________________
Sgt PM Barbosa Silva -  Turma SD 2002 -  Turma Sgt 2011....

Ex assessor de imprensa da PMAC
Integrante do Ciopaer/Acre
Bacharel em comunicação social/jornalismo....

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Ame pretende lutar pelo retorno do policiamento de três policiais em cada viatura


Antes do início das negociações salariais e do Quadro Organizacional (QO) com o governo, a Associação dos Militares pretende negociar com o comando a volta do policiamento de três policiais em cada Rádio Patrulha (RP).

De acordo com o presidente da associação, sargento Isaque Ximenes, o objetivo da entidade é dar maior segurança aos policiais.

- Estamos protocolando esta semana um documento destinado ao comando geral, sugerindo que volte a ser adotado o sistema de três policiais em cada RP e Grupamento Tático.

O presidente destaca ainda que a vulnerabilidade dos policiais acaba por interferir no atendimento da ocorrência. Ele exemplifica que em uma situação onde os infratores estão em igual ou maior quantidade numérica, os policiais esperam, como medida de segurança, o reforço de outras guarnições.

A questão não será facilmente resolvida já que a implantação da medida implicaria em uma mudança em todo o contexto operacional e poderá recair também nas escalas de serviço.

Fonte: Site da AME/AC

Corrida para saber quem será o novo comandante da PM começa e esquenta os bastidores na instituição


Coronel Anastácio deverá sair nos três primeiros meses deste semestre

O clima dentro da PM deverá esquentar ainda mais nos próximos meses. Isso porque além das negociações salariais da categoria militar com o governo, o executivo deverá agraciar um oficial superior para ser o comandante geral em substituição ao coronel José dos Reis Anastácio, que deverá sair, ao que tudo indica, em março.

Por enquanto, as principais especulações recaem sobre o tenente-coronel Américo Gaia, que se encontra fora do Estado comandando parte da tropa da Força Nacional, e sobre o tenente-coronel Ricardo, que conta com o apoio de Anastácio e atualmente chefia a Assessoria de Planejamento da PMAC.

As primeiras informações também afirmavam que a chefe do Gabinete Militar, coronel Margarete, poderia vir a ser a primeira comandante geral mulher da PMAC. Embora não se possa descartar, essa hipótese é menos provável.  

Outro que deverá deixar a instituição nos próximos meses é o coronel Paulo Cezar. O atual subcomandante recebeu boas propostas para trabalhar fora da PM e pelo seu conhecimento na área de segurança pública e pelas fortes relações com o governo não será surpresa se ele chegar a ocupar um cargo na Secretaria de Segurança Pública com a possível saída de Reni Graebner.

Coronéis carimbados dentro da instituição como Júlio Cesar e Edvaldo, quando muito são candidatos ao cargo de subcomandante, nesse quesito, o primeiro tem mais chance de nomeação.

Corpo de Bombeiros


As águas no Corpo de Bombeiros continuam propícias ao mosquito da dengue. Fazendo um comando sem ganhos significativos para a instituição que ainda sofre com a falta absurda de efetivo e de melhores condições de trabalho, o coronel Flávio Pires deverá continuar no cargo. Quem poderá sair é o tenente-coronel José Alberto Flores, que tem carregado a instituição nas costas nos últimos anos. O tenente-coronel Gondin, que foi recentemente agraciado com uma estrela pelo Executivo Estadual, é o mais cotado para assumir o subcomando.

TARAUACÁ: Munição falha e policial quase é morto quando atendia uma ocorrência



Um homem supostamente drogado, armado com um terçado, atentava contra seus pais numa residência nas proximidades da delegacia de polícia de Tarauacá , por volta das 20 horas deste domingo, 13 de janeiro. Segundo informações da polícia, suspeita-se que ele queria dinheiro para comprar  mais drogas. 

A polícia militar foi acionada e ao chegar ao local, “Zé Célio” como é conhecido, partiu para cima de um policial com o terçado em punho. Na tentativa de se defender, o policia que usava armamento não letal, disparou 4 vezes com balas de borracha mas, a munição falhou. Outro policial teve que disparar um tiro de revolver na perna de “Zé Célio” para evitar que seu companheiro de farda fosse atingido. Zé Célio, foi socorrido, está hospitalizado e deve responder pelo crime de tentativa de homicídio. 

O que nos chama a atenção nesse episódio são as condições em que a polícia de Tarauacá se encontra. Segundo informações, a pistola TASE, usada nesses casos específicos, está sem cartuchos e as espingardas calibre 12, que disparam balas de borracha, estão com munição envelhecida. 

Por sorte um policial não perdeu a vida quando atendia uma ocorrência simples.

Fonte: Blog do Accioly

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Militar critica condições de trabalho na 1ª USP


Caros Colegas,

Estamos regredindo passamos tanto tempo para conseguirmos ter um B.o informatizado e agora com a falta de  uma  impressora na sala que é confeccionado os Boletins de ocorrências na 1ª USP voltamos a fazer o velho B.O manuscrito.  estamos tendo sérios problemas. Uns dos problemas é que  não encontramos os formulários do antigo B.O para confeccionarmos os mesmos e quando encontramos não tem carbono, ficamos a toda hora via radio pedindo se alguém tem B.O, quando encontramos tudo bem e quando não vamos para o sigo so que não tem lugar para imprimir os Boletins, ficamos nos humilhando aos policiais civis que nos deixem terminar nossos serviços que era de obrigação do Estado e da Polícia Militar nos dar condições para executa-los. Vários problemas já ocorreram entre policiais militares e civis por falta dessa impressora. A sala onde fica os computadores mais parece uma pocilga do que uma sala para policiais trabalharem. 

Peço aos senhores que nos representam que procurem de alguma forma nos ajudar pois estou vendo a hora de acontecer algo mais grave, pois todo dia praticamente tem uma contenda entre militares e civis.

Grato

“Sem bateria”, viatura do 5º Batalhão prega e é empurrada por populares; em e-mail enviado ao ac24horas, soldado relata descaso na corporação

13 de janeiro de 2013 - 6:19:10
Luciano Tavares – da redação de ac24horas
lucianotavares@ac24horas.com
A que ponto chegou a deficiência de estrutura na Polícia Militar do Acre.
Uma viatura do 5º Batalhão, localizado no Adalberto Sena, em Rio Branco, teve que ser empurrada por populares até o pátio da corporação porque a bateria do veiculo, um pálio weekend, estava descarregada.
Não é a primeira vez que carros do mesmo batalhão “pregam” por falta de bateria ou combustível.
A denúncia foi feita por um policial à redação de ac24horas, que pede para não ser identificado por medo de ser punido pelo alto comando da PM.
São relatos de verdadeiro abandono. Pneus carecas, viaturas com buracos no teto, sem retrovisores, com vidros quebrados. “Muitas das vezes pagamos o conserto de um pneu furado com dinheiro do nosso bolso!” diz o denunciante.
De acordo com a denúncia há até casos de carros com documentos vencidos.
Veja na integra o relato detalhado enviado a ac24horas.comNós policiais que estamos na ponta lamentamos o que ocorre, mas temos ordem de cima de não expormos a verdade a mídia!  O caso desta viatura é um dos mais comuns.  Temos casos de viaturas estarem com buracos no teto e molha tudo quando chove, pneus carecas portas não abrem vidros quebrados, sem retrovisores, etc. Muitas das vezes pagamos o conserto de um pneu furado com dinheiro do nosso bolso!. E se pegar todas as viaturas dos batalhões exceto as do 1º BPM ( porque no centro o governador quer que esteja as melhores para passar uma imagem de que o resto está tudo bem) para passarem por uma fiscalização de transito, 90% teriam que ficar paradas por irregularidades inclusive de documentos vencidos. Mas infelizmente temos que ficar calados e cobrar dos outros o que não fazemos. E por ultimo, agora com a implantação dos pardais, o policial que em ocorrência passar por um deles mesmo que esteja correndo para salvar uma vida, terá que pagar a multa que pegar nos pardais. Essa ordem veio de cima e documentada. O boato que se corre nos quartéis é de lamento para aqueles que precisam com urgência da PM para ser socorrido!

FOGO NO MORRO DO MARROSA


Acionados no final da tarde deste sábado (12) para atender chamado de morador do Morro do Marrosa, em Rio Branco, homens da Polícia Militar estacionaram a caminhonete numa rua do bairro.



Afastaram-se para atender a ocorrência, mas tiveram que interrompê-la porque o fogo tomou conta do carro. A PM suspeita que o incêndio foi criminoso. Dano ao patrimônio público.



O Morro do Marrosa é um tradicional ponto de venda de drogas da cidade, situado na lateral e fundos da sede da Secretaria de Educação do Estado do Acre.

José Afonso Cândido da Silva, o Marrosa, que comandava o tráfico no "morro", morreu durante uma operação da polícia, em dezembro de 1988. Era um dos bandidos mais temidos. Virou mito no "morro".

Fonte: Blog do Altino

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Oficiais que denunciaram militares por crime de motim serão ouvidos pela justiça no próximo dia 25



A novela encenada pelos 14 militares que foram indiciados injustamente pelo crime de motim nos dias 13 e 14 de maio de 2011 terá mais um capítulo. Os oficiais que denunciaram os milicianos serão ouvidos pela justiça militar no Fórum Barão de Rio Branco, às 10 horas e 30 minutos do próximo dia 25.

Os réus e seus respectivos advogados pretendem acompanhar os interrogatórios.

- Queremos saber se eles (oficiais) vão falar alguma coisa que esteja fora das “Partes” que foram dadas e anexadas ao inquérito, declarou um dos réus.

Dadas às inconsistências dos documentos enviados para a corregedoria da PM é muito provável que os militares sejam absolvidos, devendo ser obedecidos apenas os trâmites legais do processo.

Sacanagem com os militares

Ser militar não é fácil, como se não bastasse o combate à criminalidade se expondo ao risco de perder a vida ainda tem que conviver com uma legislação degradante e injusta.

Enquanto os militares que foram acusados injustamente pelo crime de motim não podem ser promovidos porque são culpados até que provem o contrário, o ex-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), José Genoíno, condenado pelo crime de corrupção no esquema do mensalão, tomou posse como deputado federal no último dia 3 de janeiro. Esse é o nosso Brasil.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Governador do Acre concede aumento para si próprio e para seus Secretários de Estado


Publicado por Willamis França, no facebook.

Foi publicada no Diário Oficial do Estado do Acre a lei que fixa os salários de governador, vice-governador e dos secretários de Estado para o exercício financeiro de 2013. De acordo com a publicação assinada pelo próprio governador Sebastião Viana, seu salário corresponderá a cem por cento do subsídio mensal do desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, cerca de R$ 26 mil.

Ainda de acordo com a publicação, o salário do vice-governador Cesar Messias corresponderá a noventa e cinco por cento dos vencimentos de Sebastião. Os vencimentos dos Secretários do governo do Acre corresponderão a oitenta por cento do subsídio do governador.

As despesas decorrentes desta lei correrão à conta de dotação orçamentária própria do Poder Executivo. A Lei entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos financeiros a contar de 1º de janeiro de 2013.

O aumento que Sebastião concede ao poder executivo estadual vai de encontro ao efeito cascata, onde a Presidenta Dilma concedeu 5% de aumentos aos ministros do STF e consequentemente os vencimentos de Desembargadores, Juízes e membros do judiciário também terão reajustes.

O aumento de salário dos membros do primeiro escalão do governo do Acre pode evidenciar uma futura briga entre os sindicatos e os assessores do governador. Neste ano de 2013, vários sindicatos estão com propostas prontas de reajustes para apresentar ao chefe do executivo e caso não tenham seus pleitos atendidos, uma greve geral pode ser deflagrada.


Rio Branco, Acre
Governador do Acre concede aumento para si próprio e para seus Secretários de Estado
10 de janeiro de 2013 - 9:07:02 

Foi publicada no Diário Oficial do Estado do Acre a lei que fixa os salários de governador, vice-governador e dos secretários de Estado para o exercício financeiro de 2013. De acordo com a publicação assinada pelo próprio governador Sebastião Viana, seu salário corresponderá a cem por cento do subsídio mensal do desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, cerca de R$ 26 mil.

Ainda de acordo com a publicação, o salário do vice-governador Cesar Messias corresponderá a noventa e cinco por cento dos vencimentos de Sebastião. Os vencimentos dos Secretários do governo do Acre corresponderão a oitenta por cento do subsídio do governador.

As despesas decorrentes desta lei correrão à conta de dotação orçamentária própria do Poder Executivo. A Lei entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos financeiros a contar de 1º de janeiro de 2013.

O aumento que Sebastião concede ao poder executivo estadual vai de encontro ao efeito cascata, onde a Presidenta Dilma concedeu 5% de aumentos aos ministros do STF e consequentemente os vencimentos de Desembargadores, Juízes e membros do judiciário também terão reajustes.

O aumento de salário dos membros do primeiro escalão do governo do Acre pode evidenciar uma futura briga entre os sindicatos e os assessores do governador. Neste ano de 2013, vários sindicatos estão com propostas prontas de reajustes para apresentar ao chefe do executivo e caso não tenham seus pleitos atendidos, uma greve geral pode ser deflagrada.


Rio Branco, Acre